MEIO AMBIENTE: Em parceria com organização internacional, Secretaria de Agricultura promove recuperação do solo e das matas ciliares no interior paulista

O secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim, recebeu em seu gabinete, no dia 19 de outubro de 2016, o diretor geral e o coordenador geral da Organização Internacional para o Avanço Industrial Espiritual e Cultural (Oisca International), Watanabe Tadashi e Oswaldo Yamato Takaki, respectivamente, para falar sobre o projeto de recuperação de nascentes em propriedades rurais em Campos Novos, distrito do município paulista de Cunha.

 

Foto: divulgação

Coordenador Geral da Oisca Brasil: Oswaldo Takaki, o presidente da Associação Miyagui Kenjinkai do Brasil, Koichi Nakazawa, o secretário de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Arnaldo Jardim e o diretor geral da Organização Internacional para o Avanço Industrial Espiritual e Cultural (Oisca International), Tadashi Watanabe. Foto: divulgação

 

Em janeiro deste ano, os representantes apresentaram a proposta ao secretário (leia mais aqui), que inclui o reflorestamento, a recuperação do solo degradado e, em nova visita, atualizaram o titular da Pasta sobre as ações, solicitando ao mesmo o estabelecimento dos critérios para acessar recursos do  Fundo de Expansão do Agronegócio Paulista (Feap), ligado à Secretaria, do Projeto “Recuperação de Matas Ciliares, Nascentes e Olhos D’água”.

“Com a publicação da Resolução nº 64 SAA (leia mais aqui), que estabeleceu as regras para as áreas que podem acessar esse recurso, poderemos beneficiar cerca de 300 produtores agrícolas que têm propriedades na área da Microbacia do Sete Cabeças. As propriedades estão situadas numa área de 14 mil hectares, formada por sete mananciais que desaguam no município de Cunha”, informou Oswaldo Takaki. O investimento total previsto para a conclusão do projeto, incluindo os recursos provenientes do Feap, é de cerca de R$ 5 milhões.

Além das intervenções no solo, o projeto prevê a capacitação de filhos dos agricultores da região, visando a preservação ambiental e a continuidade das atividades agropecuárias de forma sustentável. “Temos um grande problema da migração nas áreas rurais, pois muitos jovens que concluem o ensino médio acabam deixando a cidade. Queremos orientá-los para que permaneçam no campo, pois uma atividade agrícola bem conduzida, com a introdução de novas culturas e tecnologias, pode ser uma grande oportunidade de crescimento”, afirmou. Também participou da audiência o presidente da Associação Miyagui Kenjinkai do Brasil, Koichi Nakazawa.

Para Arnaldo Jardim, esta é uma ação exemplar de recuperação do solo e das matas ciliares que o governo paulista está executando em parceria com organizações internacionais. “Estamos promovendo condições para que o pequeno produtor, que tem consciência da importância de preservar o solo e a água, possa praticar suas atividades agropecuárias em harmonia com o meio ambiente. Estamos seguindo as orientações do governador Geraldo Alckmin”, disse o secretário.

 

 

 

Related Post

CAMPANHA: Versão light do Yakult 40 chega ao merca... A Yakult do Brasil lançou no último dia 20, em coletiva que contou com a presença do presidente da empresa, Eishin Shimada, o leite fermentado Yakult ...
13º BEAUTY FAIR: Com críticas à carga tributária, ... Setor “pujante”, que gera mais de 5 milhões de empregos, o setor de beleza quer superar a crise atual com muito trabalho, união e determinação. Pelo m...
BEISEBOL: Ibiúna é campeão Brasileiro Interclubes... Com uma vitória sobre Guarulhos por 7 a 2, a equipe de Ibiúna sagrou-se campeã do 17º Campeonato Brasileiro de Beisebol Interclubes Juvenil  Aberto 20...
TÊNIS DE MESA: Empresa quer profissionalizar a mod... A empresa Thethona, comandada por Henrique Narita e Adilson Toledo, quer profissionalizar o tênis de mesa nacional. Remando contra a maré, ambos reali...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *