MEMAI: NY TIMES CRIA HAICAI ELETRÔNICO

 

Manchetes e notícias de jornal já renderam poemas para autores como Manuel Bandeira e Ferreira Gullar.  Até agora, ninguém havia pensado que  manchetes e notícias poderiam ser transformadas em haicais, o poema de três versos japonês.  O programador americano Jacob Harris, que trabalha no jornal  The New York Timescriou um algoritmo que faz isso.

O terceto chamado de haiku no Japão e nos EUA, tem  dezessete sílabas , cinco na primeira linha, sete na segunda e cinco na terceira. De acordo com os seguidores dohaiku tradicional, a métrica não é a sua principal característica. Um  haicai tradiconal deve conter uma palavra que indica a estação do ano – o kigo – e justaposição de imagens verbais, cortadas pelo   kireji, geralmente indicado por um sinal gráfico, travessão, dois pontos ou reticências.

Como funciona o algoritmo ? Harris explica que a  ferramenta checa a página principal do jornal  periodicamente buscando artigos recém publicados. Então, escaneia cada sentença, procurando por haikus potenciais, usando um dicionário eletrônico contendo sílabas contadas. O programador diz que começou com um vocabulário básico rimado, mas com o tempo, acrescentaram sílabas contadas para palavras  “Rihanna” ou  “terroir” , para manter  o compasso com o extenso vocabulário do  The Times.

Nem sempre o poema que o computador descobre tem qualidade. O algoritmo descarta alguns, se for construído desajeitadamente  e não varre artigos  cobrindo tópicos sensíveis. Além disso, a máquina não tem senso estético, não pode distinguir entre um verso elegante e um grosseiro.  Mas, quando funciona bem,  cruza algo bonito ou engraçado ou um precioso haicai, e jornalistas humanos o selecionam e postam no blogue. Leia os haicais construídos pelo poeta eletrônico aqui.

 

 

Fonte: 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

KARAOKÊ: Com mais de 300 cantores, taikai de São C... Normalmente, os taikais anteriores aos grandes eventos, como o Paulistão ou Brasileirão, é que costumam atrair muitas inscrições de cantores, não os p...
COMUNIDADE/POLÍTICA: Kamia convida Serra e Kassab ... Noite de terça-feira. Estavam todos lá, reunidos na casa do vereador Ushitaro Kamia (PSD), na zona norte de São Paulo. Aos poucos, o salão foi ficando...
JAPÃO por SILVIA KIKUCHI: Como estudar no Japão? Desde que foi criado em 1954, o sistema de bolsas de estudo do Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia do Japão beneficiou (ou ...
EMPRESAS: Vinhedo ganha Centro Tecnológico do Japã...   A margem da Rodovia Anhanguera, a Mazak Sulamericana, subsidiária brasileira da japonesa Yamazaki Mazak, especializada na produção de máquin...
Tags:

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *