MOGI DAS CRUZES: EMPRESAS PODEM USAR LEI DE INCENTIVO À CULTURA PARA PATROCINAR FESTA DO AKIMATSURI

O Akimatsuri – Festa de Outono, realizada pelo Bunkyo de Mogi das Cruzes, foi um dos projetos selecionados pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC) para a captação de recursos municipais. Com isso, pessoas físicas e empresas de Mogi podem doar até 20% dos valores pagos à Prefeitura por meio do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) e do Imposto sobre Serviços (ISS) ao evento e tornarem-se patrocinadoras.

“Os recursos que serão doados já seriam pagos pelas empresas ou pessoas à Prefeitura. Mas, agora é possível escolher onde será aplicado o dinheiro do imposto e associar a sua marca a um evento tão tradicional quanto o Akimatsuri”, comenta o presidente do Bunkyo, Frank Tuda. “Isso facilita a captação de recursos, que é imprescindível para realizar um evento do porte do Akimatsuri, cuja maior receita vem de  patrocinadores”, completa.

Para doar é preciso assinar um termo de compromisso indicando o valor e a periodicidade da doação e apresentar alguns documentos. No caso de pessoa física, a lista inclui o documento de identidade (RG) e o Cadastro de Pessoa Física (CPF), Certidão Negativa de Débito Municipal e o recibo de pagamento do IPTU. Já empresas devem apresentar o Contrato Social, Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ), Certidão Negativa de Débito Municipal e recibo de pagamento do IPTU e do ISS, caso queira doar os dois impostos, e o Comprovante de Recolhimento Mensal.

A única restrição é para as empresas e/ou pessoas físicas que têm débitos municipais. As empresas que participam do Programa de Recuperação Fiscal (Refis) não estão aptas a participarem da Lei de Incentivo à Cultura.

 

Este ano, Festa do Akimatsuri acontece em dois fins de semana de abril em Mogi das Cruzes. Foto: Aldo Shiguti

 

Contrapartida – Todos os patrocinadores, independente do valor doado, terão o seu logotipo e nomes em um banner na entrada do Akimatsuri. A cada R$ 500 em doação ou patrocínio direto, o patrocinador receberá 25 convites cortesias para qualquer dia do evento. Essa será uma bonificação do Bunkyo, e não faz parte da Lei de Incentivo.

Para os valores maiores, que corresponderem às cotas de patrocínio, haverá outras contrapartidas como aplicação em testeiras dos estandes, palco e demais pontos estratégicos, divulgação no site oficial e nos materiais promocionais, que circulam na região e em São Paulo.

 

Arborização – Dando continuidade à arborização do Centro Esportivo, neste sábado (25), foram plantadas 20 mudas de ipê-amarelo no espaço. O trabalho de arborização desenvolvido pela associação já resultou no plantio de 500 mudas de sakuras (árvores de cerejeira) na área do Centro Esportivo.

“Nosso objetivo é embelezar o Centro Esportivo, onde realizamos o Akimatsuri, e também contribuir com o meio ambiente e a preservação das espécies. Já plantamos diversas mudas de cerejeiras que hoje somam cerca de 500 pés e, dessa vez, escolhemos uma espécie nativa brasileira que é o ipê-amarelo”, destaca Frank Tuda.

 

Festa – A 32ª Festa do Akimatsuri acontecerá nos dias 01, 02, 08 e 09 de abril, no Centro Esportivo do Bunkyo de Mogi das Cruzes, localizado na Avenida Japão, 5.919, bairro Porteira Preta. Mais informações pelo telefone (11) 4791-2022 ou www.akimatsuri.com.br.

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Related Post

RIO DE JANEIRO: Cultura japonesa é destaque em Val... A cultura japonesa será a principal atração de Valença no dia 19 de novembro, com a realização do 9º Festival da Cultura Japonesa na cidade fluminense...
DIREITO TRIBUTÁRIO: Jurista Kiyoshi Harada encerra...   O jurista Kiyoshi Harada encerrou no mês de novembro as suas atividades no mundo jurídico ministrando aulas nos cursos de pós-graduação em d...
ARTES: 8ª Grande Exposição de Arte Bunkyo reúne ce... Em outubro, 142 artistas vão expor 361 trabalhos selecionados na 8ª Grande Exposição de Arte Bunkyo, que reúne obras de Arte Craft e Artes Plásticas (...
LITERATURA: Livro conta a história da colônia japo...   Jornalista Sérgio Coelho relata trabalho da Ucens e do povo que "arregaçou as mangas" na agricultura, no comércio, na indústria   Por...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *