MOGI DAS CRUZES: Templo Budista de Mogi ganha painéis pintados por missionária

O Templo Budista Honpa Hongwanji de Mogi das Cruzes, administrado pelo reverendo Enryo Shimizu, está passando por uma revitalização. Dentro, o que chama a atenção são os painéis que estão sendo pintados. A responsável é a missionária do Templo Nishi Hongwanji, Koun Kubo, de 46 anos, que está no Brasil desde julho de 2015.

 

Para pintar as aves, a missionária buscou inspiração pessoalmente no zoológico de São Paulo. Reprodução.

Para pintar as aves, a missionária buscou inspiração pessoalmente no zoológico de São Paulo. Reprodução.

 

 

Natural de Hiroshima, a missionária divide seu tempo como monja no Templo Nishi Hongwanji, em São Paulo, e preparando os desenhos inspirados no budismo durante idas esporádicas a Mogi. O trabalho teve início em fevereiro deste ano e já foram concluídas 90% das pinturas. Kubo leva em média 30 dias para fazê-lo. Algumas fotos das pinturas postadas na internet estão chamando atenção devido à junção do design típico japonês e suas cores modernas.

A missionária Kubo conta que se especializou em arte com cerâmica na Universidade Municipal de Artes de Kyoto. Mas não ficou apenas com a cerâmica após a graduação, realizando exposições individuais de seus quadros na região de Kansai, Sendai e também nos EUA.

Junto com a mudança de local do Templo Nishi Hongwanji de Mogi, o reverendo Shimizu solicitou que fossem pintados quatro painéis, sendo que um deles deveriam ter pavões, um dos pássaros que vive na Terra Pura, deixando os outros à escolha livre. Para pintar as aves, a missionária foi pessoalmente ao zoológico de São Paulo. “O rosto do pavão é muito impressivo, assusta um pouco, por isso foi bem trabalhoso desenhá-lo de uma forma graciosa”, declarou.

A missionária Koun Kubo, que está radicada no Brasil desde 2015. Foto: divulgação

A missionária Koun Kubo, que está radicada no Brasil desde 2015. Foto: divulgação

Os painéis possuem 2,5m de altura e 4,8m de largura, contando os quatro, tendo a base pintada de dourado. Kubo pintou, primeiramente, alguns esboços de 20 a 30cm para poder ampliar suas ideias. Depois, preparou grandes folhas brancas do tamanho aproximado dos painéis, fazendo o contorno ao passo que verificava os esboços. Até esse ponto, levou em média dois meses e meio.

Para passar os esboços aos painéis foi utilizado papel vegetal, trazido por ela do Japão, que era colado na superfície, e então, por cima do mesmo, traçada uma linha, que transferia a imagem para a parte de baixo do papel.

Já os painéis são diferentes dos tradicionais japoneses, que são feitos de papel, sendo utilizado um material plástico resistente. As tintas usadas foram substituídas por tinta acrílica (mais de 40 cores), também trazidas de Kyoto, de uma tradicional loja de materiais de artes, já que a tinta comum descasca depois de seca.

A missionária também teve a experiência de pintar durante 4 anos o interior de outros templos e acessórios budistas para uma loja especializada em Kyoto. Desta vez ela escolheu não usar as cores tradicionais e disse que escolheu cores mais iluminadas para que “quando as pessoas vissem as pinturas sentissem paz no coração e que isso pudesse ser como uma porta de entrada para o budismo”.

“Aqui no Brasil, os templos que possuem pinturas em painéis são apenas 2 ou 3, e agora no templo de Mogi foram pintados painéis bem típicos. Desejamos que muitas pessoas visitem o templo.”, disse o reverendo Tetsuei Somayama.

 

Pureza – O artista plástico e ator Ken Kaneko foi até o templo em Mogi e apreciou o trabalho. “Fazer uma pintura, que seja sem pensar apenas no benefício próprio e que perdure para outras gerações é extremamente difícil. Estes painés foram pintados com a pureza de uma criança. Não é por isso que todos gostam tanto?”, comentou Kaneko.

A cerimônia de inauguração do novo Templo de Mogi será no dia 26/06. Até este dia, a Missionária irá terminar as pinturas das paredes do altar com imagens da Terra Pura. É possível planejar excursões para conferir as pinturas nos painéis, para isso é necessário entrar em contato com o administrador, o reverendo Shimizu, os telefones são: (11) 4799-0530 e (11) 98529-2342.

Também é possível ver os trabalhos e pinturas da Missionária através de seu Facebook (https://ja-jp.facebook.com/koun.kubo).

 

(Texto de autoria do jornalista Masashi Kubo, publicado originalmente no Nikkey Shimbum e traduzido por Rapahel Melzer)

 

 

 

Related Post

PARANÁ: BETO RICHA RECEBE VICE-GOVERNADOR DE HYOGO... O governador do Paraná, Beto Richa recebeu no último dia 12, no Palácio Iguaçu, em Curitiba, a visita da comitiva japonesa liderada pelo vice-governad...
FESTIVAL DAS FLORES: 50º Hanamatsuri espera cerca ... Em comemoração aos 2640 anos do nascimento do Buda Xaquiamuni, a  Acal (Associação Cultural e Assistencial da Liberdade), em conjunto com a Federação ...
BOAS-VINDAS: As 34 principais entidades nipo-brasi... BOAS-VINDAS – As 34 principais entidades nipo-brasileiras, lideradas pelo Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social), E...
CIDADES/CAMPINAS: Festival nasceu a partir de um s... Em 2004, o então presidente do Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas, Tadayoshi  Hanada, desconhecido na época e recém-eleito, mas com muita ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *