MÚSICA: Débora Iha une moda e música com tradição

No final do ano passado, Débora Iha viajou à Ilha de Okinawa para se apresentar no programa Shinshu Shima No Uta com cantores de lá, que uniu música, família e amigos. A viagem foi o prêmio que a cantora garantiu ao vencer o 3º Shima Uta No Saiten, um concurso de Minyo (músicas clássicas de Okinawa), ocorrido em setembro do ano passado em São Paulo.

 

Débora Iha com integrantes da banda Utiná: cantora voltou ainda mais orgulhosa de suas raízes (Foto: divulgação)

Débora Iha com integrantes da banda Utiná: cantora voltou ainda mais orgulhosa de suas raízes (Foto: divulgação)

 

Em entrevista ao Jornal Nippak, Débora Iha,  que além de cantar,  também é estilista de moda por profissão – divide seu tempo entre a moda e a ‘Banda Utiná’ da qual faz parte – conta como iniciou na música e a tocar o sanshin (instrumento de três cordas típico de Okinawa). “A minha influência musical veio da minha família, em especial do meu avô”, diz. “Eu sempre ouvia, e assistia muito programas, muitos musicais japoneses, logo tentava escrever as canções e ficava tentando cantar. Meu avô tocava muito bem o sanshin. As lembranças que tenho da casa dos meus avós e das festas são as músicas alegres contagiantes ao som desse instrumento”, conta, lembrando que sua história com o sanshin começou quando seu pai faleceu e deixou o instrumento.

“Aquele pequeno objeto era para mim uma lembrança que eu tinha dele, dos meus avós, sentia que aquele ‘som’ não poderia ficar adormecido numa caixa. Aquele som era uma lembrança nítida de momentos de alegria de uma família feliz, que poderia sim ecoar infinitamente. Assim resolvi aprender a tocar, e isso já se completam 6 anos e até hoje sinto muito emoção quando ouço as canções tradicionais de Okinawa”, comenta com saudades Débora.

A cantora também destaca que, “ganhar em primeiro lugar no concurso 3º Shima Uta no Saiten foi um “sonho maravilhoso”, “um orgulho”. “Cantar na terra dos meus antepassados foi um prazer inesquecível. Lá conheci muitos parentes que só conhecia por nomes e fotos, e conhecê-los pessoalmente foi algo inexplicável, mágico”, destaca a cantora, que aos 15 anos de idade já participava de concursos de Karaokês e cantava em festas de amigos e familiares.

Há 16 anos, Débora se dedica à carreira solo, cantando e tocando sanshin. De 7 anos para cá montou uma banda de ‘Banda Utiná’, onde divide o palco    composta por sete integrantes; Ricardo Nakase (vocal), Ivan Chinen (baixo e sanshin), Michel Chinen (guitarra), Bruno Chinen Kora (guitarra), Cezar Nakase (violão), Victor Augusto (bateria). “Nosso estilo de música é bem eclético, tocamos vários gêneros musicais. Acredito que na música não existe fronteiras, tudo é válido, e a junção de sons tão diferentes entre si, resulta numa grande harmonia, que normalmente em shows fazemos um medley de músicas clássicas okinawanas, J pop, pop americano e MPB (Música Popular Brasileira)”, destaca.

Para ela, conhecer Okinawa foi uma experiência inesquecível, onde além de conhecer suas belezas, conheceu também um pouco mais da cultura do povo okinawano. Voltou ainda mais orgulhosa de dizer que é ‘Uchinanchu’ (como são chamadas as pessoas que nascem em Okinawa). Também pretende estudar mais sobre a cultura japonesa e tentar unir com a rica cultura brasileira.

 

LUCI JUDICE YIZIMA

LUCI JUDICE YIZIMA

Jornalista e Fotógrafa
lucijornalismo@hotmail.com
LUCI JUDICE YIZIMA

Últimos posts por LUCI JUDICE YIZIMA (exibir todos)

     

     

     

     

     

     

    Related Post

    NOTA DE FALECIMENTO: A Família Akiyama convida par... A Família Akiyama convida para a missa de 49 dias de falecimento do Sr. Kozaburo Akiyama Data: 06 de Novembro de 2.016 Hora: 16:00 horas Lo...
    COMUNIDADE: Pesquisa do Centro de Estudos revela i... Com o objetivo é tentar entender a presença do nikkei na sociedade brasileira, “pluricultural por excelência, através do exame in loco das atividades ...
    FESTIVAL DO JAPÃO: Jornal Nippak sorteia duas tvs ... O Jornal Nippak também marcou presença do 15º Festival do Japão. Além de apresentar seus produtos – os “carros-chefes” Niikey Shimbun (em japonês) e o...
    MÚSICA: Ichi Han’nó mistura sanshin com pandeiro, ... Denis conta: “Tudo começou desde pequenos cantávamos no Kaikan de Okinawa de Santo André”. (Foto: Luci Judice Yizima) Toda banda no seu início de ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *