MÚSICA: Isadora Kataoka parte em ‘busca do sonho’. E emociona convidados em show de despedida

Carinhosamente chamado como “show despedida de Isadora Kataoka”, o evento realizado no último dia 11, no Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas, foi idealizado como Show Lançamento CD/DVD Clipe, Yume Motomete ~ Fly (Vôo – em busca do sonho). E o que acabou ocorrendo pelo que ela mostrou, por sua qualidade vocal, versatilidade e determinação, fez o público se esquecer, temporariamente, da tristeza de uma despedida, para ficar com a impressão, isso sim, de uma partida em busca de um sonho factível no Japão, pois encantou o público com presença de palco, cantando em quatro idiomas, mostrando domínio no teclado e, ao final, no grande momento, razão do show, revelando mais uma qualidade, a de compositora, nas três músicas do CD, que compôs em parceria com Ricardo Matsuda e Renato Chibana, seu professor e orientador. As versões ao japonês foram compostas por Lina Katakura.

 

Isabela Kataoka (foto: Higaki)

Isabela Kataoka (foto: Paulo Higaki)

 

Isadora (centro), com os pais Célia e Marcos Volpato, as irmãs Isabela e Mariana, e Renato Chibana (Foto: Paulo Higaki)

Isadora (centro), com os pais Célia e Marcos Volpato, as irmãs Isabela e Mariana, e Renato Chibana (Foto: Paulo Higaki)

 

A maioria dos mais de 360 presentes ao show já a conhecia porque Dora, como também é carinhosamente chamada, canta com frequência desde os sete anos e, igualmente, tem ganho grandes concursos de karaokê, como no Paulistão (juvenil 2010 e 2011), no Brasileirão (juvenil 2009 e 2012), além de um Golden Grand Prix no 3º Renato Kyoushitsu Karaokê (2013).

 

Isadora com o casal Paulo e Sandra Higaki (Foto: Paulo Higaki)

Isadora com o casal Paulo e Sandra Higaki (Foto: Paulo Higaki)

 

Morio Minami, Isadora, Junko Sugizaki, Lucas Minami (foto: Paulo Higaki)

Morio Minami, Isadora, Junko Sugizaki, Lucas Minami (foto: Paulo Higaki)

 

Desenvoltura – Apesar de cantar desde muito cedo, o desejo de realização desse sonho só começou a partir do encontro com o popular cantor japonês Hideki Saijo que viera participar de um Dream Concert à qual Isadora também fora convidada. Ao vê-la cantar, Saijo sugeriu-lhe para que se mudasse logo para o Japão, mas devido à idade, seu professor preferiu esperar para que, ao menos, ela terminasse o colegial. “A partir daí, o Renato idealizou todos os passos que incluía curso de piano, teoria musical, técnica vocal, língua japonesa e sessões com fonoaudióloga especialista em canto… que cumpri à risca”, afirmou, Isadora, agradecida.

 

Shigueyoshi Une e Isadora (foto: Paulo Higaki)

Shigueyoshi Une e Isadora (foto: Paulo Higaki)

 

 

 

Por isso, portou-se com desenvoltura no palco, fez uso correto da língua japonesa e acompanhou seu professor, no teclado, com maestria. “Quando pedi a ela para que treinasse essa música no teclado, não imaginava que chegaria a essa perfeição que até me deixou um pouco inibido, como um iniciante diante do mestre”, afirmou Chibana, no palco, antes de cantar Itoshii kimihe, música que lhe deu o bicampeonato brasileiro, em 2012.

 

Isadora Kataoka com Tadayoshi Hanada e Cecilia Shirasawa (Foto: Paulo Higaki)

Isadora Kataoka com Tadayoshi Hanada e Cecilia Shirasawa (Foto: Paulo Higaki)

 

Isadora Kataoka (foto: Paulo Higaki)

Isadora Kataoka (foto: Paulo Higaki)

 

 

E Isadora não se esqueceu de citar ninguém que a ajudou a trilhar esse caminho. “O bacana é que agradeceu a todos que a ajudaram, orientando, incentivando e colaborando para esse momento, fazendo-nos sentir a energia pulsante de uma cantora já profissional!”, lembrou Sandra Higaki, conhecida cantora do karaokê, não descendente. “Conhecemos Dora há 9 anos. Criança prodígio, muito esforçada, treinando sempre e procurando aprender tudo relacionado à música. Hoje sentimos toda a sensibilidade pessoal e profissional que a tornou essa jovem linda, elegante, simples, humilde e fantasticamente competente!”, concluiu.

 

Atsushi Abe, Isadora e Mitie Tamada (foto: Paulo Higaki)

Atsushi Abe, Isadora e Mitie Tamada (foto: Paulo Higaki)

 

 

Isabela, Mariana, Isadora, Jorge, Aquico Miyamura (foto: Paulo Higaki)

Isabela, Mariana, Isadora, Jorge, Aquico Miyamura (foto: Paulo Higaki)

 

“Uma oportunidade para poucos. Acho-a perfeita e tenho certeza de que vai se tornar uma cantora de muito sucesso, porque além de linda, delicada e talentosa, é humilde, e muito dedicada em tudo o que faz. Tenho muito orgulho em tê-la como amiga e desejo, de coração, que todos seus sonhos se concretizem”, afirmou Angelaisa Gote, que a convite pessoal de Isadora participou com brilhantismo do show.

 

Isadora com Angelaisa Gote (Foto: Paul Higaki

Isadora com Angelaisa Gote (Foto: Paul Higaki

 

 

E o evento atraiu simpatizantes também de longe, dentre os quais Morio Minami, presidente do Bunka de São Bernardo do Campo, que afirmou ter “adorado cada uma das apresentações e visto uma Isadora madura e pronta, que dominou o palco como gente grande, apesar do nervosismo e adrenalina natural, devido à casa cheia”. “Além disso ela me surpreendeu pela fala perfeita em japonês. O sucesso virá naturalmente. Sonhos, pra que servem se não formos atrás?”, completou.

 

Familia Kataoka (foto: Paulo Higaki)

Familia Kataoka (foto: Paulo Higaki)

 

Tadayoshi Hanada, presidente do Nipo de Campinas, que a conhece desde que debutou, também fez questão de lhe trazer o voto de sucesso: “Não sou exatamente uma pessoa credenciada para julgá-la como cantora, mas os resultados nos concursos de que participou já dizem tudo. Por isso, quero apenas lhe desejar muita saúde, felicidades e sucesso nessa nova empreitada, carreira que escolheu para vencer na terra ancestral. E obrigado por estar sempre representando o Nipo de Campinas”.

 

Isadora com Mariana e Isabela (Foto: Paulo Higaki)

Isadora com Mariana e Isabela (Foto: Paulo Higaki)

 

Preparada – Aquico Miyamura, responsável pelo departamento de karaokê e por ter trazido Célia Kataoka e as três filhas à associação, estava emocionada. “E pensar que aquela menininha magrinha, que um dia a incentivamos a cantar agora está alçando voo para algo muito maior”, disse, em meio às lágrimas.

 

Isadora, Prof. Roberto Maeda e filha Kaori (foto: Paulo Higaki)

Isadora, Prof. Roberto Maeda e filha Kaori (foto: Paulo Higaki)

 

O professor Maeda, que formou a maior número de campeões paulistas e brasileiros, foi direto: “O show foi maravilhoso, pode se dizer que já está preparada. Uma pitadinha de sorte e vai deslanchar”.

 

Renato Chibana com Isadora Kataoka no teclado (Foto: Paulo Higaki)

Renato Chibana com Isadora Kataoka no teclado (Foto: Paulo Higaki)

 

Célia Kataoka, mãe de Isadora, emocionadíssima, não parava um instante, preocupada com o andamento do evento, mas de quando em quando olhava na direção do palco com muita concentração. Em um desses momentos, desabafou: “Durante toda a preparação ela lutou muito e estou orgulhosa por isso! Além disso, é merecedora de tudo o que conquistou… e ainda vai conquistar! Sentirei muitas saudades, mas por estar seguindo, do fundo do coração, seu sonho, já fico feliz!”

 

Irmãs se abraçando no final da apresentação (foto: Paulo Higaki)

Irmãs se abraçando no final da apresentação (foto: Paulo Higaki)

 

Ao final, conforme previsto, uma longa fila se formou e se estendeu até para fora da associação em busca de um autógrafo que poderá se tornar valioso em futuro breve, caso Isadora concretize seu sonho no competidíssimo mercado fonográfico japonês.

(Silvio Sano, especial para o Jornal Nippak)

 

 

 

 

Related Post

120 ANOS DE AMIZADE: Câmara Municipal de SP celebr... O Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo foi palco, no último dia 10, de uma das cerimônias mais concorridas organizadas pela comunidade nipo-br...
SAÚDE: Walter Ihoshi sugere ampliação do Farmácia ... O deputado federal Walter Ihoshi (PSD/SP) participou, em São Paulo, do 2º Fórum a Saúde do Brasil, promovido pelo Jornal Folha de S.Paulo. Na ocasião,...
BRASIL-JAPÃO: USP e Keio realizam evento com expos... A Faculdade de Direito da USP (FDUSP) e o Instituto de Direito Comparado Brasil-Japão (IDCBJ), em parceria com o Japan Brazil Law & Culture Instit...
MIMI CHRISTMAS PARTY 2015 O Mimi Party é o principal evento de cultura kawaii no Brasil. O termo kawaii vem da língua japonesa e tem como significado principal algo fofo, meigo...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *