MÚSICA: No Brasil, Ichimujin mostra porque quer o Grammy

Na segunda passagem pelo Brasil, após se apresentar no Festival do Japão de Salvador (BA), o grupo Ichimujin realizou dois shows em São Paulo, dias 30 e 31 de agosto, no Tonton Jazz Music Bar (zona Sul), agradando em cheio o público que o lotou nos dois dias, justificando sua incansável busca pelo Grammy de música, e que deu nome ao grupo.

 

Angelaisa Gote, que cantou Nasake Kouji no Nasake Ame com os músicos japoneses do Ichimujin. Foto: Silvio Sano

 

“O verbete, que significa isshokenmei (esforço ilimitado), vem do dialeto de minha província (Kochi). Quando jovem, eu e meu amigo Udaka, dois violonistas clássicos, resolvemos que, com esforço ilimitado, um dia, conquistaríamos o Grammy. E agora, com essa turnê mundial e composto por cinco membros, mais isshokenmei ainda, o buscamos”, garantiu Shunsuke Yamashita, líder do grupo.

“Realmente. Eles não desistiram. São muito esforçados e transmitem essa energia quando estão tocando. Viu a reação do público?”, confirmou Yuko Kamakura, produtora artística e responsável pela vinda deles ao Brasil. “Daqui irão ao México e, em seguida, a Nova Iorque. Adoraram o Brasil e querem retornar no ano que vem. Nós também os queremos porque foram muito gentis ao proporem a participação de nossos cantores no show, a quem deram o nome de Ichimujin Nakama (Amigos do Ichimujin)”, concluiu, e prometendo trazer mais artistas japoneses (músicos ou cantores) ao Brasil.

“De minha parte, louvo a Yuko pela competência de trazer grupo tão excepcional. Como tudo que faço é de coração, a emoção de ter participado disso não tem preço”, exaltou, Fábio Toma, produtor-executivo.

O grupo atual é formado por, Shunsuke Yamashita (violão), George Nagata (piano), Yosuke Watanabe (percussão), Kon Shirasu (violino) e Keisuke Torigoe (contrabaixo).

 

 

Pedro Mizutani (com o microfone) e os cantores barsileiros. Foto: Fabio Toma

 

São também compositores, e algumas de suas músicas foram cantadas por nossos cantores nesses dias. Como Nasake Kouji no Nasake Ame, por Lina Nagayama no primeiro dia e Angelaisa Gote, no segundo. “Fiquei muito feliz por ter sido convidada a cantar com eles… ainda mais uma do repertório deles. Foi emocionante porque enquanto cantava, via como Shunsuke curtia a música enquanto dedilhava. Demais”, revelou Angelaisa.

Anata no Minato, foi cantada por Elaine Hara e Harumi Miyamura, cada uma num dia. “A sensação foi indescritível! Fiquei muito ansiosa pela responsabilidade e ainda não consigo acreditar. Só de lembrar choro de emoção”, confidenciou Elaine. “Achei incrível. E ensaiamos só uma vez. Fiquei muito honrada”, afirmou Harumi, enquanto sua mãe, Maria José, ao lado, não se conteve: “a apresentação dela foi maravilhosa… e também a dos músicos, claro”.

Sérgio Tanigawa e Pedro Mizutani também cantaram com a banda, mas ambos cantando My Way. “Fiquei um pouco nervoso porque só ensaiamos hoje, pouco antes do início. Mas com uma orquestra extraordinária como essa é só começar que vêm atrás. Foi um prazer enorme”, afirmou Pedro, garantindo que valeu a pena.

Yuka Osawa e Carmen Fujita, com karaokê, cantaram a música Itoshii, do CD de lançamento da brasileira Enju (Débora Shimada), no Japão, sendo muito aplaudidas.

Os demais brasileiros que completaram o show, também por karaokê, foram: Carlos Miyamoto, Cleber Hamada, Haruo Nagahama, Márcia Fukao, Sérgio Teruya e Yukie Kakinoki.

“Ficamos admirados com a qualidade dos cantores nikkeis daqui, pela ótima pronúncia, qualidade vocal e expressividade”, Shunsuke e George foram unânimes em relação aos Ichimujin Nakama.

 

Arrow
Arrow
ArrowArrow
Slider

 

(Silvio Sano, especial para o Jornal Nippak)

  

SILVIO SANO

SILVIO SANO

é arquiteto, jornalista e escritor.

E-mail: silvio.sano@yahoo.com
www.nikkeypedia.org.br/index.php/Silvio_Sano
SILVIO SANO

Últimos posts por SILVIO SANO (exibir todos)

     

     

     

    Related Post

    CAMINHADA: Associados da Naguisa percorrem trecho ... O Caminho do Sal é uma rota ecoturística, fruto de parceria entre as prefeituras de Santo André, São Bernardo do Campo e Mogi das Cruzes. com uma exte...
    CURITIBA: Cidade ganha Parque da Imigração Japones...   O prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, entregou as obras e assinou o decreto que cria o Parque de Imigração Japonesa, no bairro Uberaba em C...
    ESPETÁCULO: Bunkyo promove 48º Festival de Música ... 48ª edição do Festival de Música e Dança Folclórica Japonesa – Gueinosai”, no Grande Auditório do Bunkyo (Foto: Luci Judice Yizima) A Sociedade Br...
    COMUNIDADE: 3º Tosa Matsuri conquista espaço entre...   Realizado nos dias 23 e 24 de agosto no Parque da Água Branca (zona Oeste de São Paulo) pela Associação Cultural dos Provincianos de Kochi e...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *