MÚSICA: VITORU KINJO LANÇA NESTE SÁBADO SEU DISCO DE ESTREIA

Depois de ter se “apresentado à comunidade nipo-brasileira” nos palco do 20º Festival do Japão e do 39º Tanabata Matsuri, o cantor Vitoru Kinjo faz o show de pré-lançamento do disco Kinjo, neste sábado, 22, no Teatro da Rotina, em São Paulo. Celebrando a diversidade musical característica do universo de Vitoru, o show será na formação quarteto com Guilherme Kafé (violão e voz), Fernando Sagawa (sopros), Ivan Banho (percussões) e Vitoru Kinjo (voz e violão). Na ocasião, ainda estão confirmadas as participações especiais de Eduardo Colombo (voz) e Ivan Gomes (baixo acústico) – que é um dos produtores musicais do disco. Além do repertório de Kinjo, também entram no setlist faixas como: “O Rouxinol”, de Gilberto Gil e Jorge Mautner, e “Disseram que eu Voltei Americanizada”, consagrada na voz de Carmen Miranda.

 

Kinjo e banda durante apresentação no palco do Festival do Japão. Foto: Aldo Shiguti

 

Além de intérprete, Kinjo é também compositor e pesquisador que traz na natureza rural-urbana de suas canções, a emoção e o espírito de um tropicalismo asiático-brasileiro, cheio de vida e poesia, são “dias de sol para levantar”.

O disco de estreia do cantor, Kinjo, apresenta nove canções autorais, fruto de um processo criativo entre a música brasileira, os cantos ancestrais, o regional e o global, o rural e o urbano, e faz parte de uma pesquisa artística e socioantropológica realizada ao longo dos últimos 15 anos. O disco está nas plataformas de streaming e compra de música digital.

Sua música pode ser definida como uma mistura de ritmos. Ou como ele mesmo se autodefine: “Kinjo é movido por uma utopia musical e sociopessoal na busca de um bem viver comum. Ele parte da imaginação sobre nossas raízes, sempre transculturais, mas ligadas ao presente e ao passado do mundo e da terra, para uma música que seja ao mesmo tempo antropofagicamente ancestral e contemporânea. Somos todos irmãos, há dez mil anos atrás”.

 

Okinawa – Concebido na Samauma Residência Artística Rural, em meio à Mata Atlântica, e gravado em parceria com o selo Matraca Records/YB music e o Estúdio Lebuá, em São Paulo, Kinjo tem produção musical de Ivan Banho e Ivan Gomes, e direção artística do próprio Vitoru.

O álbum foi pré-lançado no Japão, no final de 2016, no VI Worldwide Uchinanchu Festival, em Okinawa, com o show “Vitoru Kinjo e o Regional Diaspórico”.

 

 

 

Vitoru Kinjo Quarteto no Teatro da Rotina

Onde: Teatro da Rotina (Rua Augusta, 912 – São Paulo)

Quando: Dia 22/07 (sábado)

Horário: abertura da casa às 20h e show às 21h.

Ingressos: R$ 40,00 (inteira – porta), R$ 20,00 + R$ 2,00 taxa de conveniência (meia entrada na compra online).

Compra online: https://www.meuingresso.com/vitoru-kinjo​

Classificação Indicativa: Livre.

Capacidade: 50 lugares.

 

 

Related Post

RELAÇÕES BILATERAIS: Estreitar os laços de amizade... RELAÇÕES BILATERAIS – O deputado federal Luiz Nishimori (PR-PR) esteve em audiência com o presidente interino Michel Temer (PMDB) e o embaixador do Ja...
KARAOKÊ: Zenpaku do Onkyo chega à 64ª edição com 1... O 64º Concurso de Música Popular Japonesa, conhecido como Zenpaku, evento da Associação Nipo-Brasileira de Cultura Musical (Onkyo), ocorreu no dia 31 ...
EMBU: Embu das Artes mostra a cultura do Japão   Semana da Cultura Japonesa em Embu das Artes (foto: Acervo Prefeitura de Embu das Artes) O Governo da Cidade de Embu das Artes, por meio...
LITERATURA: Ensaio investiga motivações da morte d... A Editora Estação Liberdade lança o ensaio de Marguerite Yourcenar (1903-1987), Mishima ou a visão do vazio, em que a autora belga tenta iluminar ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *