NIPPAK PESCA: Pescaria nos mangues!!!

 

Embora as pescarias na água salgada sejam praticamente no mesmo ambiente, elas tem diferenças significativas seja no peixe alvo, tralha e nas iscas a serem usadas como veremos nesta modalidade.

Mauro Novalo

 

Pescar nos mangues atrás dos robalos pode ser realizado desembarcado nas margens dos rios onde se tem acesso, mas o ieal é embarcado. Com informações coletadas (tábuas de marés, temperatura dágua, previsão do tempo) os resultados são melhores. Saber a hora da enchente e da vazante, se a pressão barométrica não vai ter oscilações significativas e, altura das marés, são dados relevantes para serem anotados e, a considerar para as próximas saídas. Temperatura e cor da água no local, também são informações a serem analisadas. Desta relação você vai ter o seu diferencial, isto é, antecipar o sucesso ou não da empreitada.

 

 

Isca natural

Normalmente com camarão vivo e anzol específico para mantê-lo assim por mais tempo. Com o preço por unidade, é bom ficar de olho no viveiro para conservá-los sempre em boas condições durante a duração da pescaria. Considere uma quantidade razoável para utilizar e não precisar retornar a marina para adquirir mais.

Embarcado você pode pescar de corrico, isto é, deixa o barco ser levado pela correnteza no meio do rio, com a isca tateando no fundo. Imprescindível os apoiadores na beirada da embarcação para manter as varas posicionadas para rápida fisgada.

 

Neste caso você vai precisar de chumbos redondos com peso suficiente para mantê-los no fundo. A montagem é simples: na linha principal (que abastece o carretel da carretilha ou molinete) coloca o chumbo e um girador. Ata-se um líder de 50cm e o anzol.

Para esta modalidade é bom ter 2 conjuntos com varas longas (as robaleiras podem ser telescópicas) com comprimento variando entre 4 a 5m com ponteiras sensíveis. Ação média para identificar rapidamente a batida do peixe.  O robalo não tem dentição e com a boca retrátil suga a isca e este movimento resulta no afundamento rápido da ponta da vara e, precisa de uma resposta rápida e firme mas não violenta, para não estourar a boca do bichão.

 

 

Em alguns locais o ideal é pescar embaixo das galhadas e estruturas localizadas nas margens, mantendo o camarão pouco abaixo da superfície com o auxílio da bóia. Neste caso, ata-se numa ponta do girador a linha principal, e na outra ponta o líder com o anzol.

 

É localizar a estrutura e arremessar a bóia junto ou embaixo das estruturas e deixar seguir com a correnteza. Para manter o barco alinhado a margem é preciso o remo ou motor elétrico.

Neste caso é bom fazer uso de varas mais curtas de ação média rápida, por estar num ambiente mais fechado pela estrutura dos mangues.

 

 

 

Robalos

 

No nosso litoral ocorrem os tricks (pequenos que não ultrapassam 1kg), pevas (mais comuns nos nossos mangues) com média de 3kg e chegando perto dos 6kg e, flechas (alcançam tamanhos maiores passando dos 25kg; com o perfil mais afunilado identificado com o seu apelido e, linha lateral mais definida). É um peixe manhoso e normalmente quando a isca morre, não interessa mais pela mesma. Alterações mínimas na pressão ou temperatura dágua podem afetar sua disposição em atacar a isca.

Muitos pescadores utilizam somente as iscas artificiais para estas pescarias, mas isto é matéria para edições futuras.

 

 

Outros peixes

 

Badejos, garoupas, baiacus, sossorocas,roncadores, betaras ou pernas de moças, pescadas são outras espécies que podem bater na sua isca. Como alguns destes citados tem dentição isto pode resultar em linha cortada.

Assim caso você não vá especificamente atrás dos robalos, terá um leque de variedades para praticar o pesque e solte.

 

 

Dicas

Sempre quando for trocar a isca observar o líder para ver se não está puído, pois o contato com as estruturas e, mesmo o robalo não tendo dentição ele tem uma espécie de lixa que desgata a linha. Caso seja necessário, elimine este pedaço ou refaça o líder. Assim é bom ter linha, boias, chumbadas e anzóis de reserva.

Fisgar o camarão vivo pelo espaço entre os chifres ou então pela cauda, para manter os movimentos e sua sobrevida por mais tempo.

 

Nestes locais, ocorrem o ataque dos borrachudos e pernilongos então é bom além do protetor solar, passar repelente contra insetos. Bonés ou chapéus telados ajudam bastante no caso de mosquitos pólvoras.

Alicate de contenção e outro de bico, roupas leves e confortáveis, lanches e frutas para alimentação, água potável, isotônicos e refrigerantes para sua alimentação completam sua bagagem.

Se não conhecer profundamente o local, solicitar os serviços de guia experiente para não se perder no trajeto.

 

 

Cuidados

Ao manejar o robalo, embora não tenha dentes, ele tem um opérculo falso que corta feito navalha perto do verdadeiro.

Na hora de encostar a embarcação próximo das estruturas, animais ou insetos podem cair no barco.

Depois da pescaria, aproveitar a ducha do banho para dar a primeira mão de água morna nos equipamentos utilizados e no caso de molinetes ou carretilhas travados, reserve-os para levar para uma manutenção mais apurada.

Sempre avise os mais próximos e a marina, o destino e a previsão da hora de retorno e, de preferência não vá sozinho.

Ótimas pescarias!

 

NIPPAK PESCA
Texto:  Mauro Yoshiaki Novalo
Revisão: Aldo Shiguti
Publicidade
nippak@nippak.com.br
Tel.   (11) 3208-4863

 

 

Apoio:

MTK Fishing Adventure Outdoor    www.mtkbrasil.com.br

Bem Bolado   www.bemboladome.com.br

Produtos Petersen    http://pescabrasil.net/boias.html    

TenkaraBR      www.rodsbyjorge.com.br

Moro e Deconto    www.iscasartificiais.com.br

Piscicultura Chang   www.pisciculturachang.com.br

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

TÊNIS DE MESA: Segunda etapa do CEC tem mudanças n... O CEC (Campeonato Estadual de Clubes), teve sua segunda etapa nos dias 4 e 5 de junho, em São Caetano do Sul (região do ABC). O torneio contou com 9 r...
TÊNIS DE MESA: TÊNIS DE MESA UNIVERSITÁRIO COMPLET... Após duas etapas individuais e uma por equipes, sempre batendo recorde de participantes, o Tênis de Mesa Universitário, através da Federação Universit...
TÊNIS DE MESA: Liga Nipo-Brasileira comemora 12 an... Um Ato Solene proposto pelo deputado estadual Hélio Nishimoto (PSDB) marcou os 12 anos da Liga Nipo-brasileira de Tênis de Mesa e premiação dos melhor...
MALLET GOLF: 13º Torneio Troféu Bunkyo reúne 175 a...   A Associação de Mallet Golf Kokushikan realizou, no dia 25 de novembro, o 13º Torneio Troféu Bunkyo (Bunkyo-Hai) de Mallet Golf. O evento re...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *