NIPPAK PESCA: Reciclando material utilizado e confeccionando suas iscas para pesque-pagues!

 

Sabe aquele chinelo velho, que você normalmente joga fora? Pode ser matéria prima de uma boa isca para pescar. Um chinelo de EVA que você utiliza pelo conforto e praticidade por longos anos pode ser transformado em iscas excepcionais.

Mauro Novalo

 

Repetindo uma de nossas dicas, vamos mostrar como utilizar do EVA para moldar iscas flutuantes que, são sinônimo de ótimas fisgadas nos pesque-pagues. Um pouco de paciência e prática e,você estaráconfeccionando suas iscas matadeirasno seu estilo.

Esta isca imita a ração utilizada na alimentação diária dos peixes. Pela sua consistência e material de origem é flutuante. O ideal é você ter de diversas cores: branco, azul, marrom, amarelo, vermelho e etc. Seu formato pode ser o de pastilha tradicional ou então se quiser mais esmero, um acabamento arrendondadona parte de cima (contrária ao anzol) dá mais qualidade a isca.

 

 

Material:

 

-Chinelos velhos e retalhos de EVA (utilizado principalmente por fábricas de brindes promocionais). Você também comprar nas papelarias em placas de diversos tamanhos.

 

-Anzóis de tamanhos variados (de acordo com o tamanho final da isca)

 

 

 

Ferramentas:

 

 

– Estilete ou canivete

– tesoura (para acabamento)

– cola de secagem rápida

 

 

 

 

– vazadores de diversos tamanhos (utilizados principalmente em artigos de couro)

 

 

 

– palito ou ferramenta X (vide foto,para retirar a isca cortada de dentro do vazador). Para fazer este artefato basta pregar um prego num cabo (de lima ou grosa).

 

 

Preparando a isca:

 

1) O primeiro passo consiste em vazar o EVA ou chinelo velho. Aqui o tamanho final da isca vai depender do diâmetro do vazador (então procure adquirir em diversos diâmetros)

Se a espessura não for menor do que o pretendido, cole uma na outra para obter o desejado ou próximo da ração quando expandida em contato com a água.

O vazador vai padronizar todas as iscas além de propiciar um acabamento com qualidade.

 

 

2) Para colocar o anzol, fazer uso do canivete ou estilete, fazendo um corte sem muita profundidade, o suficiente para introduzir a haste do anzol.

A seguir pingar uma gota de cola de secagem rápida no corte e depois introduzir o anzol.

 

Pronto sua isca está pronta para ser usada.

 

 

 

Dicas:

1) Amassar a farpa do anzol é sinal de rapidez na hora de soltar o peixe e, caso espete alguém, menos sofrimento e dor para retirada do corpo.

2) Sempre utilizar de óculos de proteção e boné

3) Anzóis de tamanhos variados tipo shinu são os indicados pois caso entre um redondo de respeito você tem chance de tirar o bichão dágua. O tamanho respeita o diâmetro da sua isca.

4) Use da imaginação e inverta as cores, fazendo uso de todas que tiver a mão. Podem ser de uma única cor ou então mescladas com cores variadas.

5) Com a tesoura você pode melhorar o acabamento da sua isca, arrendondando a parte superior. Como qualquer isca, essa também tem de agradar primeiro ao pescador.

6) Para lançar a isca nágua, utilize de uma bóia de arremesso. Cortar um rabicho de mais ou menos 60cm de linha monofilamento, amarrar uma ponta na bóia e a isca de EVA na outra.

7) Você pode cortar em diâmetros menores para usar como indicadores nas iscas de cortiça ou pelo. Cores como a branca e a amarela são de ótima visualização. E esta é uma vantagem desta isca, pois são fáceis de serem vistas a distância, facilitando na hora da fisgada, pois vai ser mais difícil de confundi-la com a ração verdadeira.

8 ) Varas de ação rápida facilita na hora de ter uma resposta mais rápida na fisgada. Molinete ou carretilha vai depender do seu gosto pessoal.

9) Cevar o local com ração flutuante aumenta melhora e muito suas chances de fisgar o seu troféu.Depois é arremessar sua isca para perto e aguardar os rebojos denunciarem peixes na área. Sangue frio para esperar o peixe abocanhar para fisgar e, aí é só aproveitar a festa.

10) Lembrar de sempre conhecer as regras locais. Cuidado ao manejar os peixes, principalmente os com dentição.Para estes tenha sempre um alicate de bico para retirar o anzol. Mais cuidado ainda com os peixes com bocas frágeis como as carpas, neste caso não faça uso do alicate de contenção(boga grip ou similar). Peixe grande ? Use sempre o passaguá!

 

 

Ótimas pescarias!!!!

 


NIPPAK PESCA
Roberto Shirata
Texto:  Mauro Yoshiaki Novalo
Revisão: Aldo Shiguti
Publicidade
shirata@nippak.com.br
Tel. (11) 3208-3977

 

Agradecimento:

RECANTO DAS LAGOAS

GUARULHOS /SP

Localização: Estrada dos Veigas s/n – Bairro dos Marmelos – Guarulhos – SP(tem placas indicativas)

Informações: (11)4483 4445 – 5323 5553

www.clickpesca.com/recantodaslagoas

Apoio:

MTK Fishing Adventure Outdoor

www.mtkbrasil.com.br

Bem Bolado

www.bemboladome.com.br

Produtos Petersen

http://pescabrasil.net/boias.html

TenkaraBR

www.rodsbyjorge.com.br

Moro e Deconto

www.iscasartificiais.com.br

Piscicultura Chang

www.pisciculturachang.com.br

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

NIPPAK PESCA: Domingão lembra pescaria, que no inv...   Relembrando sempre que para melhores resultados é preciso focar no peixe alvo e, a partir daí elaborar a tralha a ser utilizada, claro sem esq...
NIPPAK PESCA: Origem e Evolução Humana – PARTE III... Poucos sabem quem somos, de onde viemos e para onde vamos. O Homem ainda está em processo evolutivo? Por Marcelo Szpilman*     O...
NIPPAK PESCA: Sagu – como fazer a sua isca para la... Voltando a falar sobre pescaria de lambaris, segue a dica de mais uma isca para este pequeno valente de água doce. Por Mauro Yoshiaki Novalo &nb...
NIPPAK PESCA: Origem e Evolução Humana – Parte I... Poucos sabem quem somos, de onde viemos e para onde vamos. O Homem ainda está em processo evolutivo? Por Marcelo Szpilman*     ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *