NIPPAK PESCA: SOBRE A PESCA E O HOMEM – I

Tipos de pesca, características e escalas: industrial, artesanal, esportiva, científica

*Por: Sergio Luiz Tutui e Ingrid Cabral Machado

 

 

01_imagem-024

 

A atividade pesqueira pode ser realizada em diferentes escalas e com diferentes objetivos tendo, em função disso, características distintas.

A pesca comercial ou profissional, realizada como atividade produtiva para a geração de renda ou sustento, pode ser de grande ou pequena escala ou ainda de subsistência.

A pesca de grande escala também denominada como pesca industrial, e opera com as embarcações de grande porte, sendo elas motorizadas, e com equipamentos sofisticados, com automação e eletrônica. Os proprietários desses barcos (armadores de pesca), muitas vezes não operam a embarcação e empregam uma mão de obra estável (mestre) e com perspectiva de carreira, normalmente com compromisso de tempo integral no trabalho com a pesca. O poder de captura das embarcações industriais é elevado, bem como o investimento necessário para a sua operação. Trata-se de uma pesca formal, totalmente integrada à economia, em que a comercialização da produção geralmente se dá em mercados organizados. O produto tende a ser industrializado para consumo humano, embora em muitos locais parte da produção possa ser destinada ao consumo não humano, como na fabricação de rações.

A pesca de pequena escala é realizada com embarcações de menor porte, com motores pequenos, internos ou externos, praticando artes de pesca mecanizadas ou manuais, e utilizando material totalmente ou parcialmente industrializados, montados pelo operador. O proprietário geralmente é um dos operadores da embarcação e envolve uma pequena tripulação, que pode ser contratada ou em sistema de partilha da produção. O compromisso da tripulação com o tempo no trabalho pode ser integral ou parcial. O poder de captura das embarcações é proporcionalmente menor do que das embarcações industriais. É uma pescaria parcialmente integrada à economia, na qual a comercialização da produção é feita também em mercados organizados, mas em escala local ou regional. A produção é destinada ao consumo humano, fresco ou processado com técnicas pouco sofisticadas.

A pesca de subsistência é realizada exclusivamente com embarcações de pequeno porte, boa parte não motorizada, praticada com artes de pesca manuais e utilizando materiais artesanais, e montadas pelo operador. O proprietário atua como operador e o trabalho realizado de várias formas, podendo ser sozinho, com seu núcleo familiar, com um grupo comunitário ou ainda com um camarada de pesca, com partilha da produção. As artes empregadas são principalmente não mecanizadas e o investimento, bem como a produção, é baixa. O compromisso de tempo nesta atividade é geralmente parcial, com o pescador dividindo a sua atenção entre diversas tarefas produtivas, em um sistema de complementação de renda. A produção obtida é consumida pelos pescadores, sua família e comunidade e utilizada para escambo e venda local, com pouco ou nenhum processamento. É, muitas vezes, uma atividade informal, não integrada à economia. Além desse aspecto, a pesca realizada nesta categoria tende a reunir elementos culturais tradicionais e de conhecimento ecológico, considerada como patrimônio cultural a ser preservado, e podem ser utilizados para apoio à pesquisa, à gestão e à ação de conservação dos recursos pesqueiros.

A pesca amadora é aquela praticada com objetivo de lazer, podendo envolver o consumo ou a soltura do pescado, mas nunca a sua comercialização. É regulamentada por meio de uma legislação específica sendo praticada embarcada ou desembarcada, usando linhada de mão, puçá, anzóis simples ou múltiplos empregados com caniço simples, carretilhas ou molinetes, com isca natural ou artificial, além da pesca subaquática. Nessa categoria se destaca a pesca esportiva, cuja prática não implica no abate do pescado e seu principal objetivo é a prática do esporte, onde o pesque-e-solte é a prioridade. Movimenta ampla cadeia produtiva, em função dos bens e serviços que o pescador amador consome para realizá-la. Apesar da inexistência de informações consolidadas a respeito dessa atividade, estima-se que movimenta diretamente mais de 1 bilhão de reais/ ano. Seu principal atrativo é o bom estado de conservação dos recursos pesqueiros, que por sua vez dependem da boa qualidade ambiental como um todo.

 

02_dsc06684-copy

 

A pesca científica consiste na atividade pesqueira realizada por instituições de pesquisa e/ou universidades com objetivo de gerar dados que, depois de analisados, gerarão informações confiáveis sobre a atividade. Pode envolver o teste de artes ou material de pesca, a coleta de amostras para análise em laboratório, e utilizada para a quantificação de estoques, conhecimento do ciclo de vida de uma espécie, de aspectos reprodutivos, alimentares, cadeia trófica, etc. Esses dados são importantes para a gestão da atividade da pesca, ou seja, para definição de quando, onde, o que, e como se pode pescar. Embora a pesca científica seja importantíssima, igualmente útil é o uso de informações oriundas da pesca não científica (comercial ou não), onde as amostras, dados ou informações são obtidos pelo pesquisador diretamente do pescador.

Cada um desses tipos de pescaria possui suas peculiaridades, que podem impactar, de formas distintas, o meio ambiente e a sustentabilidade do recurso pesqueiro alvo. Entender essas peculiaridades e as formas de impacto são fundamentais para uma gestão pesqueira adequada. Esse é o papel das Ciências Pesqueiras, grupo de disciplinas que buscam o conhecimento necessário à gestão das pescarias, incluindo os aspectos biológicos, sociais e econômico, além das questões afeitas à tecnologia de captura.

Nos próximos artigos serão tratados como a Ciência se desenvolve para gerar o conhecimento necessário à gestão pesqueira adequada.

Conheça mais sobre o Instituto de Pesca www.pesca.sp.gov.br criado em 8 de abril de 1969, desenvolve pesquisas sobre ecossistemas aquáticos; biologia e pesca de organismos marinhos e de águas continentais; aquicultura de organismos marinhos e continentais; dinâmica de frotas pesqueiras; e tecnologia e aproveitamento integral de pescados.

 

 

03_tutsuiSergio Luiz Tutui

Pesquisador Científico/Instituto de Pesca – Doutor em Zoologia pela UNESP Especialista em Gestão Pesqueira pelo Instituto de Pesquisa Pesqueira da Provincia de Mie/Japão

 

 

 

 

 

 

04_ingridIngrid Cabral Machado

Pesquisadora Científica/Instituto de Pesca – Doutora em Ciências pela UFSCar, com trabalhos na área de Ecologia Humana e Etnoecologia pesqueira

 

 

 

 

 

Apoio:

Cachaça Morro Vermelho   www.cachacamv.com.br

Caiaque Lontras    www.caiaquelontras.com.br

Fishing Co   www.fishingco.com.br

Maré Iscas    www.mareiscas.com.br

Moro e Deconto   www.morodeconto.com.br

Mustad    www.mustad.com.br

SPOT cOm SAT   www.spotcomsat.com.br

Top Fishing Tur www.topfishingtur.br

União Pesca   www.uniaopesca.com.br

 

 


 

 

CURTAS

 
caipessegoCachaça Morro Vermelho

Agraciada com a Medalha de Prata no Concurso Mundial em Bruxelas – a cachaça MV Ouro é produzida artesanalmente na cidade de Carmo da Mata/MG a partir da cana-de-açúcar. Genuinamente brasileira, cuidadosamente segue a receita original – passada de geração em geração. Apesar de seu sabor forte e marcante, desce com suavidade e provoca prazeres incomparáveis. Destilada em alambiques de cobre e armazenada por no mínimo 2 anos em toneis de jequitibá, a cachaça Morro Vermelho preza pela qualidade, sendo ideal para se beber pura ou com gelo, em coquetéis ou ainda, na famosa caipirinha. Segue a dica para você fazer um CAIPESSEGO: 50 ml cachaça MV Ouro/Prata + 250ml de suco de pêssego + fruta no copo para enfeitar. Mais informações www.cachacamv.com.br  contato: vendas@cachacamv.com.br fones: (31)2522–8204 (31)99202-6087

 

 


 
pampo

Camarão articulado – Maré Iscas

mareO camarão articulado da Maré tem as seguintes características: não derrete ao sol, flexível e com imitação de ovas. Idealizado para capturas de peixes em água salgada, salobra (mangues) ou água doce como: robalo, corvina, pampo, xaréu, badejo, olho de cão, garoupa, guaivira, peixe-galo, dourado, pescada, linguado, pirauna, caranha, cioba, xerelete, tarpon, ubarana, tucunaré e outros. Em 22 cores diferentes e 3 tamanhos. Procure nas melhores lojas de pesca. Informações no site www.mareiscas.com.br e www.facebook.com/iscas.mare

 

 


 

 

02_Jose-CarlosLivro – JAPONESES IMIGRANTES…  E ELES FICARAM RICOS NO BRASIL?

 

01_livroApresentação do livro pelo saudoso psiquiatra e educador Dr. Içami Tiba: “… como psiquiatra e educador, agradeço ao Ferreira por ser um “gaijin” que fala sobre “nihonjin”. Principalmente porque pela tradição japonesa, não se fala bem de si mesmo…” O leitor vai encontrar relatos da história da imigração japonesa, ilustrados por casos de amizade, de amor, de incompreensão, de perseverança, de determinação, de sofrimento, mas finalmente, de sucesso. Poderá ler também as trapalhadas da contra espionagem do serviço secreto americano, cujos elementos terminavam frustrados diante das tolices que inventavam. Nippak Pesca assinala que conhecer o seu passado é primordial para consolidar no presente as diretrizes do futuro!  José Carlos Ferreira, advogado aposentado, escreveu este romance para revelar fatos omitidos na História oficial. Contate o autor no email: jcferr@terra.com.br À venda pela internet nas Livrarias Asabeça, Cultura e Martins Fontes. Informações no link www.scortecci.com.br/lermais_materias.php?cd_materias=4955&friurl=_-JAPONESES-IMIGRANTESE-ELES-FICARAM-RICOS-NO-BRASIL–Jose-Carlos-Ferreira-

 

 


 

 

massabanana-uniaoMassa para pesca – União Pesca

É primavera !!! E com os dias quentes … é ter sempre a isca certa para aumentar ainda mais suas chances de sucesso na pescaria. Com esta massa, basta acrescentar água e está no ponto certo para lhe propiciar a fisgada certeira. Sabores: goiaba, doce de leite, cereais, batata, leite, pão, pêssego, queijo, mandioca, morango, erva-doce, goiaba, banana, milho verde, mel, bichinho da laranja, carnívora, amendoim, natural vermelha e natural amarela, em embalagem de 500g. Procure nas melhores lojas de pesca. Suas pescarias com sossego, tranquilidade e segurança! Informações e compras no tel: (42) 3524 4505 ou 3524 3748 site: www.uniaopesca.com.br e facebook.com/uniaopesca

 

 


 

 

SPOT Gen3 – Rastreador pessoal via satélite

04_spot3

Rastreador pessoal via satélite resistente a água, umidade, maresia, temperaturas adversas e com bateria de longa duração. Quando suas aventuras exigem segurança o SPOT Gen3 permite que sua família e amigos saibam que você está bem e envia mensagens de emergência com sua localização GPS, isto tudo apertando um único botão. Informações e compra no site www.spotcomsat.com.br (11)98343 1521 ou email: empreendedorismonautico@gmail.com  Nippak Pesca recomenda o site que tem a nossa confiança e, é qualificado para oferecer com responsabilidade equipamentos de tamanha importância.
ok-spotcomsat

 

 


 

 

resized_FISHINGCO_testeFISHING CO.

resized_logocamisa-manga-longaDestaque e sucesso na recente Pesca Trade Show, nossa proposta é oferecer produtos de qualidade, com muito conforto, flexibilidade e proteção solar. As camisetas são produzidas com malha 91% poliamida e 9% elastano, com tecnologia Dry Fit, antibacteriano e protetor solar UFP 50+ (homologado). As bermudas e calças são produzidas com tecido Elastic 90% poliéster e 10% elastano, todas com regulador de de ajuste na cintura, para oferecer o máximo de conforto. Procure nas melhores lojas de aventuras. Informações no email:fishing.co@hotmail.com  e fone (11) 2692 5944
 


 

 

NIPPAK PESCA

NIPPAK PESCA

Texto:Mauro Yoshiaki Novalo
Revisão: Aldo Shiguti
Publicidade
nippak@nippak.com.br
Tel. (11) 3208-4863
NIPPAK PESCA

Últimos posts por NIPPAK PESCA (exibir todos)

     

     

    Related Post

    SOFTBOL: Nikkey de Marília é campeã da 14ª edição ... A categoria Sub 13 do Nikkey de Marília sagrou-se campeã do XIV Torneio Início de Softbol Feminino Interclubes e Festival Tbol Feminino – “Taça Tiemi ...
    BEISEBOL: Marília é campeã do XXX Campeonato Brasi...   Realizado entre os dias 15, 16 e 17 novembro, na sede da ACEMA em Maringá – PR, o XXX Campeonato Brasileiro de Beisebol Inter-clubes Infanti...
    TÊNIS DE MESA: Liga Nipo-Brasileira de Tênis de Me... No último dia 2, foi realizada a 8ª etapa da Liga Nipo-Brasileira de Tênis de Mesa no Sesc Itaquera, desta vez batendo recorde no quesito estrutura. F...
    NIPPAK PESCA: A Simples Educação Faz Diferença Tenha Atitudes Corretas e Responsáveis em Favor da Natureza     Por Marcelo Szpilman *   Aquecimento global, desertifi...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *