NIPPAK PESCA: Tralha básica para pesque-pague!!!

 

Com a chegada da primavera e, claro com o sol voltando a esquentar os lagos, tá na hora de preparar a “traia” para as pescarias rápidas, principalmente para quem mora em zona urbana. Então é hora de riscar da lista o que tem e, ir atrás do que falta.

 

Mauro Novalo

 

 

 

Para quem vai pescar com Iscas Naturais

 

Pescadores de Tilápias

 

  • 3 varas telescópicas de mão;

 

 

O primeiro passo é localizar a profundidade onde os peixes estão mais ativos, assim arma-se uma vara para que a isca fique perto da superfície, a outra em profundidade média e a terceira no fundo. Localizado a profundidade com mais atividade, mudam-se as outras duas para esta. A tilápia grande é arisca que observa e se assusta com a movimentação nas margens, assim pode falar mas procure ficar sentado sem bater o pés no chão.

 

  • Apoiadores de varas;

O apoiador facilita a percepção da pegada do peixe na isca, por deixar a vara e a linha imóveis, o pescador perceberá a linha esticar antes mesmo da bóia afundar – o momento de fisgar.

 

 

 

 

 

  • Bóias palitos e as sensíveis a menor movimentação;

Bóias palitos são as ideais por mostrar quando o peixe coloca a isca na boca (a bóia levanta) e quando o peixe sai com a isca (a bóia afunda) sendo também a hora da fisgada. 

 

 

  • Anzóis pequenos são mais afiados e adequados para iscar as pequenas porções de massa usada como isca. Anzóis com mola são os ideais para segurar melhor a massa. Mas pode usar 2 anzóis montados um de costas para o outro;

 

 

  • Ceva de fundo (ração de coelho ou quirera);

Para fazer com que os peixes se juntem perto do local aonde vai se jogar o anzol com isca.

 

  • Massa ou isca (bichinho ou minhoca);

A massa fica mais firme no anzol, e as tilápias preferem as massas mais para o doce, por isso alguns pescadores utilizam de mel como ingrediente. A minhoca ao se mexer é chamativa. Bichinhos de pão também são excelentes iscas para estes peixes.

 

 

Pescadores de carpa

 

  • 3 varas de ação média, de15 a25 libras, para molinetes ou carretilhas;

O primeiro passo é localizar a profundidade onde os peixes estão mais ativos, assim arma-se uma vara para que a isca fique perto da superfície, a outra em profundidade média e a terceira no fundo. Localizado a profundidade com mais atividade, mudam-se as outras duas para esta. Pela necessidade, às vezes de lançamentos longos, as varas que melhor se prestam são as de ação lenta – média .Varas de boa qualidade trazem inscritos em seu corpo, a libragem da linha recomendada para ser utilizada e o casting (peso do conjunto isca + boia + chumbo).

 

  • 3 molinetes ou carretilhas com capacidade mínima de 100m de linha;

A linha deve estar dentro da recomendação indicada para a vara utilizada.

 

  • Apoiadores de varas;

Neste caso vai para dar conforto ao pescador que fica a espreita em qual vara vai bater o peixe.

 

 

 

  • Bóias grandes;

Para melhor visualização, devido a alguns lagos terem grandes dimensões.

 

 

 

 

  • Chuveirinhos (conjunto de anzóis montados com uma mola para segurar a massa);

Para utilização destes, montamos a massa como se fosse uma coxinha – com a mola dentro – e em volta da mesma, introduzimos e escondemos os anzóis.

 

  • Massa;

A massa utilizada para estes peixes normalmente tem como base: farinha de mandioca, farinha de milho, batata doce cozida e paçoca de amendoim, variando outros ingredientes a gosto do pescador. O ponto da massa é farinhenta de modo a desmanchar aos poucos, pois esta espécie costuma primeiro soprar para depois aspirar e, é nesse momento que o anzol com a linha mais comprida do chuveirinho encontra a boca da carpa.

 

Obs: carpas tem bocas frágeis, de modo algum utilize nelas o boga grip. Melhor usar um passaguá e, com cuidado devolvê-las a água depois das fotografias.

 

 

Pescadores de peixes redondos -pacus, tambacus e outros

 

  • 2 varas de ação média, de15 a25 libras, para molinetes ou carretilhas;

O pacu costuma ficar mais na superfície ou no fundo assim 2 varas já são suficientes. Por ser um peixe brigador, se bater peixe nas 2 varas o pescador vai estar em sérios apuros.

 

  • 2 molinetes ou carretilhas com capacidade mínima de 100m de linha que atendam as especificações da vara;

 

  • Apoiadores de varas;

Também neste caso é para propiciar conforto maior ao pescador, enquanto fica na espera da batida do peixe.

 

  • Bóias médias / bóias cevadeiras;

 

Bóias médias para fácil visualização mesmo a grande distância. Na bóia cevadeira, a ração flutuante vai ser utilizada na bóia e também como isca.

 

  • Anzóis médios e fortes;

Os redondos têm dentição forte e assim os anzóis tem de ser robustos para agüentar a mordida.

 

  • Massa ou isca (queijo, minhoca, salsicha e etc);

Os redondos diferentemente da tilápia preferem o gosto pelo salgado, assim utilizam-se muito do queijo ralado para dar cheiro e sabor forte à massa. Muitos utilizam também pequenos peixes vivos ou pedaços. Até mesmo o pão francês e pão de queijo são utilizados como isca.

 

Dicas

– Consulte sempre o responsável do estabelecimento para saber as regras locais. Aproveite para conseguir dele as dicas para os peixes e iscas que pretende fisgar.

– Mantenha o peixe fora dágua o menor tempo possível e, de preferência manuseie e libere dentro deste ambiente.

– Lembre-se do protetor solar (principalmente para a criançada), o sol castiga!

 

Ótimas pescarias!!!

 

 

 

 

NIPPAK PESCA
Texto:  Mauro Yoshiaki Novalo
Revisão: Aldo Shiguti
Publicidade
nippak@nippak.com.br
Tel.   (11) 3208-4863

 

 

 

Apoio:

MTK Fishing Adventure Outdoor    www.mtkbrasil.com.br      

Produtos Petersen    http://pescabrasil.net/boias.html

Moro e Deconto    www.morodeconto.com.br

Piscicultura Chang   www.pisciculturachang.com.br

Alkalis www.alkalis.com.br

Mustad www.mustad.com.br

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

TÊNIS DE MESA: CIRCUITO FEDEESP BATE RECORDE DE PA... Com apoio da Butterfly Latin America, o Circuito Educacional Fedeesp de Tênis de Mesa, realizou no último dia 2 o seu maior evento desde a sua criação...
SUMÔ: Seleção Brasileira embarca confiante para o ... Praticamente um mês após brilhar no Campeonato Sul-Americano, realizado na primeira semana de agosto, na colônia de Pirapó, no Paraguai, o sumô brasil...
NIPPAK PESCA: Curtas Compressor de ar Maruechii (Piscicultura Chang)     Para aquaristas ou para quem precisa de areação emergencial na falta de energ...
ACONTECE: Atletismo Diadema Tenri Gakuen realiza 1... Como nas edições passadas, nesta época do ano, o Atletismo Diadema Tenri Gakuen Rikujo-Bu realizará no próximo dia 26, a sua tradicional Festa do Sorv...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *