NIPPAK PESCA: Vida Extraterrestre

Poderia ser Semelhante à Terrestre?

 

resized_01_ET

 

Por Marcelo Szpilman *

 

A recente descoberta (pela Nasa) do planeta Kepler-452b, com fascinantes características que o tornaria habitável, suscitou, mais uma vez, a recorrente pergunta: poderia ele abrigar vida semelhante à terrestre?

As razões para tamanha especulação giram em torno do conceito de que o planeta fica numa “zona habitável”, região de seu sistema solar cuja radiação permite que exista atmosfera estável e água líquida na superfície. O que não seria novidade, já que a ciência estima haver na Via Láctea cerca de 10 bilhões de planetas com zonas habitáveis parecidas com a da Terra. Não haveria surpresa também se fosse descoberta vida em algum desses planetas.

No entanto, a “vida” que se pressupõe existir em outros planetas não deve ser nada diferente de bactérias ou outros organismos celulares simples. Especulações sobre vida “inteligente”, ou até seres semelhantes a nós, devem permanecer na esfera da fantasia.

Em cada um desses planetas em potencial, as chances de se repetirem (na mesma sequência física e temporal) todas as incontáveis variáveis, ocorrências, transformações e acasos naturais que alteraram as condições geológicas, ambientais e biológicas no nosso planeta e, por conseguinte, direcionaram a evolução da vida e das espécies como a conhecemos hoje, tendem praticamente ao impossível. E não faltam exemplos para explicar o porquê, sem falar nas condições especialíssimas que possibilitaram o surgimento das primeiras bactérias e algas microscópicas no mar, 3,5 bilhões de anos atrás.

Se hoje todos os animais têm cinco falanges (dedos) na extremidade dos membros, o motivo é elementar: há 650 milhões de anos havia seres macroscópicos terrestres com cinco, seis e sete falanges. Então, passados 400 milhões de anos de evolução, um cataclismo de enormes proporções extinguiu cerca de 80% de todas as espécies do nosso Planeta. Felizmente, um desses seres de cinco falanges conseguiu sobreviver e se tornou o ancestral que deu origem à diversificação evolutiva de todos os animais que vivem ou viveram na face da Terra. Não fosse esse simples acaso, nós poderíamos muito bem ter seis ou sete dedos.

atsushi-yamautsiteiNão fosse também a grande extinção em massa dos dinossauros, há 65 milhões de anos, não haveria condições para o fabuloso desenvolvimento dos mamíferos, já que os mesmos permaneceriam sendo seres pequenos, esquivos e noturnos para não serem comidos. E se não fossem as mudanças geológicas que criaram as cadeias de montanhas no Rift Valley, na África, continuaríamos sendo primitivos primatas hominídeos arborícolas. Explico. Essa barreira natural passou a reter os ventos e nuvens e modificaram o clima no leste da África há oito milhões de anos. Enquanto o lado oeste não sofreu grandes mudanças climáticas e suas florestas tropicais permaneceram abrigando os ancestrais dos gorilas e chimpanzés, o lado leste caracterizou-se por um aumento gradativo de aridez nas áreas habitadas pelos hominídeos (ancestrais do homem), causando a criação de um novo habitat que variava desde as savanas florestadas até as áreas muito áridas, quase desérticas. A ocupação e sobrevivência nesse novo habitat forçaram as mudanças evolutivas de comportamento e estrutura física locomoção bípede, utilização de ferramentas, aumento do cérebro (caça de grandes animais) e reconstrução do crânio (articulação da palavra) que nos levaram até o gênero Homo.

Assim, ainda que o tema “vida extraterrestre” gere muita imaginação criativa e filmes de Hollywood, seria bem mais salutar se nos preocupássemos efetivamente em conservar e proteger a Natureza extraordinária e única que tem possibilitado tamanha diversidade de vida no nosso planeta.

Pense bem: os grandes seres já estão por aqui há pelo menos 650 milhões de anos e se esse tempo correspondesse à uma hora, nós, Homo sapiens, que vagamos por essas bandas há somente 200 mil anos, faríamos parte da vida terrestre apenas no último segundo dessa hora. Olhando por esse ângulo, o Planeta Terra, que tem quase cinco bilhões de anos, não está nem um pouco preocupado se nós nos extinguirmos depois de acabar com a vida que hoje há nele, pois ela certamente retornará. Poderá levar alguns milhões de anos, mas a vida voltará e se desenvolverá com outras variáveis e outros seres vivos diferentes. Mas nós, seres humanos, não estaremos mais aqui para ver.

 


 

 

Albacora-de-lage (Thunnus albacares)

 

resized_02_albacoralaje

 

*Por Marcelo Szpilman

 

Coloração: Dorso azul-escuro metálico, flancos branco-amarelados e ventre amarelado. O ventre apresenta cerca de 20 séries verticais formadas por pequenas manchas esbranquiçadas. Dorsal, anal e pínulas bem amareladas. As pínulas possuem as margens escurecidas.

Características: Corpo alongado, fusiforme e robusto. Focinho pontudo. Duas dorsais bem juntas. Os adultos possuem a segunda dorsal e a anal exageradamente desenvolvidas, formando verdadeiras “quilhas”. Peitoral bem desenvolvida, ultrapassando a origem da segunda dorsal. Apresentam 8 a 10 pínulas dorsais e 7 a 10 anais e 3 quilhas dérmicas no pedúnculo caudal. Linha lateral um pouco sinuosa. Cauda furcada, levemente lunada. Processo interpélvico constituído de duas longas saliências. Podem chegar a 200 kg, mas o comum são espécies de 70 kg. O recorde mundial de pesca foi um peixe de 176,35kg.

Ocorrência: Cosmopolitas nos mares tropicais e subtropicais. No Brasil, ocorrem por toda costa.

Habitat: Epipelágicos oceânicos, são comuns acima ou abaixo das termoclinas. Como são sensíveis a baixas concentrações de oxigênio, não costumam descer além dos 250 metros nos trópicos.

conselheira-espiritualHábitos: São encontradas solitárias ou em cardumes formados por indivíduos com tamanhos semelhantes. Esses cardumes podem tanto ser monoespecíficos como multiespecíficos (com algumas espécies de atum misturadas). Indivíduos de grande porte freqüentemente são vistos associados a grupos de golfinhos e também a objetos flutuantes. Migratórios, acasalam no verão em vários e sucessivos grupos. Alimentam-se de peixes, crustáceos e lulas.

Captura: Sua carne é considerada excelente e possui grande valor comercial. Pode ser encontrada fresca ou defumada, mas é comercializada principalmente congelada e enlatada. Já existem pisciculturas comerciais em operação. A pesca comercial é feita com espinhel e, principalmente, rede de cerco. Semelhante à pesca da cavala verdadeira, o cerco é fechado e as albacoras são embarcadas com bicheiros. Muito apreciadas na pesca oceânica, são capturadas com corrico, utilizando iscas vivas e artificiais.

Outros nomes vulgares: Albacora, alvacora, atum-amarelo.

 


 

 

 

Promoção de Natal IEA

 

resized_04_aqua rio

 

03_logo aqualungTodo o site do Instituto Ecológico Aqualung  com 50% de desconto. A remessa via correios já está incluída no valor do produto. O parcelamento no cartão poderá ser feito em até 3 vezes.

Acesse www.institutoaqualung.com.br     e-mail:  instaqua@uol.com.br

 

 


 

 

Prêmio faz diferença

 

Nesse último sábado tive a grata surpresa (e satisfação) de ler no jornal O Globo que estou entre os três indicados a personalidade do ano de 2015 na categoria Sociedade/Sustentabilidade do Prêmio Faz Diferença.

O Prêmio Faz Diferença reconhece o trabalho, a dedicação e o talento de brasileiros, que, nas mais diversas áreas de atuação, serviram de inspiração para o país e o mundo em 2015. Os três indicados em cada uma das 17 categorias serão submetidos a um júri. Os vencedores serão definidos pelos votos de jornalistas do Globo, de dirigentes da Firjan, dos ganhadores do ano passado e de internautas.

Conheça, vote naqueles que mais se destacaram em 2015 (no link abaixo) e compartilhe com seus amigos.

http://oglobo.globo.com/sociedade/premio-faz-diferenca-sociedadesustentabilidade-18130866

 

 

MARCELO SZPILMAN

MARCELO SZPILMAN

*Marcelo Szpilman, biólogo marinho formado pela UFRJ, com Pós-graduação Executiva em Meio Ambiente (MBE) pela COPPE/UFRJ, é autor dos livros Guia Aqualung de Peixes (1991) e de sua versão ampliada em inglês Aqualung Guide to Fishes (1992), Seres Marinhos Perigosos (1998), Peixes Marinhos do Brasil (2000) e Tubarões no Brasil (2004). Indicado à personalidade 2015 na categoria Sociedade/Sustentabilidade do Prêmio Faz Diferença do Globo, atualmente, é diretor-presidente do Aquário Marinho do Rio de Janeiro, diretor-executivo do Instituto Ecológico Aqualung, diretor do Projeto Tubarões no Brasil, membro do Conselho da Cidade do Rio de Janeiro (área de Meio Ambiente e Sustentabilidade) e colunista do site Green Nation.
MARCELO SZPILMAN

Últimos posts por MARCELO SZPILMAN (exibir todos)

     

     


     

     

    CURTAS

     

    Produtos Karandá – Força Pantaneira

    C1

    KARANDAFundada em janeiro de 2002, a Empresa é fruto da ousadia e do espírito empreendedor dos seus proprietários. Anteriormente revendia produtos acabados como chapéus de palha, sentindo o mercado promissor que se descortinava a sua frente, começa a investir e passa também a produzir o seu próprio chapéu, apostando na qualidade do produto oferecido e na inovação. Fiel à sua missão de “surpreender os seus clientes com produtos inovadores e garantir a excelência dos produtos e serviços prestados” a empresa conta hoje com um vasto mix de produtos: chapéus produzidos com fibra, palha, tecido, couro e material reciclado como lona de caminhão, artigos para cutelaria e selaria em geral. Hoje a marca Karandá está consolidada em todo o Brasil, levando o sonho de uma família que com transparência, honestidade, valorização do potencial humano e respeito ao seu cliente, tem a cada dia conquistado seu espaço no mercado. Informações no site www.karanda.com.br – fone (67) 3292 1175 – email: contato@karanda.com.br facebook/  contatoKaranda e instagram: karanda_oficial

     

     


     

    resized_FISHINGCO_teste

    FISHING CO.

    Destaque e sucesso na recente Pesca Trade Show, nossa proposta é oferecer produtos de qualidade, com muito conforto, flexibilidade e proteção solar. As camisetas são produzidas com malha 91% poliamida e 9% elastano, com tecnologia Dry Fit, antibacteriano e protetor solar UFP 50+ (homologado). As bermudas e calças são produzidas com tecido Elastic 90% poliéster e 10% elastano, todas com regulador de de ajuste na cintura, para oferecer o máximo de conforto. Procure nas melhores lojas de aventuras. Informações no email: fishing.co@hotmail.com  e fone (11) 2692 5944

    resized_logo

     

     

     

     

     


     
     

    Bolsa APETRECHO GG STANDARD – EBF PESCA

    resized_LOGO MAIOR

    c2

    Utilizado para proteger individualmente a carretilha (perfil baixo), na guarda do acessório durante o transporte, na navegação e no casting, sem necessidade de remoção durante a pescaria. O produto foi desenvolvido em neoprene, envolvendo toda a carretilha, incluindo o carretel de linha. Além da proteção contra riscos, possui função adicional de proteção para o dedo do pescador quando na necessidade extra da fricção da linha. Preço sob consulta. EBF PESCA – Especialista em Acessórios de Pesca www.ebfpesca.com.br

     

     

     


     

     

    mareCamarão articulado – Maré Iscas

    mareO camarão articulado da Maré tem as seguintes características: não derrete ao sol, flexível e com imitação de ovas. Idealizado para capturas de peixes em água salgada, salobra (mangues) ou água doce como: robalo, corvina, pampo, xaréu, badejo, olho de cão, garoupa, guaivira, peixe-galo, dourado, pescada, linguado, pirauna, caranha, cioba, xerelete, tarpon, ubarana, tucunaré e outros. Em 22 cores diferentes e 3 tamanhos. Procure nas melhores lojas de pesca. Informações no site www.mareiscas.com.br e www.facebook.com/iscas.mare

     

     

     


     

    UNIAO-PESCA

    Massa para pesca – União Pesca

    massa-goiabaPrimavera está aí e, a dica continua sendo ter sempre na mão a isca certa para aumentar suas chances de sucesso na pescaria. Com esta massa, basta acrescentar água e está pronta para lhe propiciar a fisgada certeira. Sabores: erva-doce, goiaba, banana, milho verde, mel, bichinho da laranja, carnívora, amendoim, natural vermelha e natural amarela, em embalagem de 500g. Procure nas melhores lojas de pesca. Suas pescarias com sossego, tranquilidade e segurança! Informações e compras no tel: (42) 3524 4505 ou 3524 3748 site: www.uniaopesca.com.br e facebook.com/uniaopesca

     

     

     

     


     

     

    sportfishing

    Coleção VERÃO 2016 – Camiseta Sport Fishing da By

    Para quem procura o melhor! Pratique o seu esporte com conforto e proteção! Camiseta raglan sublimada com zíper 100% poliéster, tecido em DRY nas cores: degrade preto e branco, nos tamanhos P, M, G, GG. A venda nas melhores lojas de pesca e aventuras. Informações: tel:(11)2781 9001    contato@byaventura.net.br     site: www.byaventura.net.br

     

     

     

     

    NIPPAK PESCA

    NIPPAK PESCA

    Texto:Mauro Yoshiaki Novalo
    Revisão: Aldo Shiguti
    Publicidade
    nippak@nippak.com.br
    Tel. (11) 3208-4863
    NIPPAK PESCA

    Últimos posts por NIPPAK PESCA (exibir todos)

       

      Related Post

      TÊNIS DE MESA: A importância dos Jogos Abertos do ... Realizado de 19 a 29 de novembro na cidade de Bauru (SP), os Jogos Abertos do Interior mantêm o esporte amador em geral, já que todos os atletas da 1ª...
      BEISEBOL: Nippon Blue Jays conquista a XX Taça Bra...   Realizado nos dias 14 e 15 de dezembro no Conjunto Esportivo Cultural Brasil Japão, Estádio Mie Nishi no Bom Retiro em São Paulo, as disputa...
      KENKO TAISSO: ASSOCIAÇÃO SE APRESENTA EM LONDRINA... A Associação Kenkô Taissô do Brasil, entidade presidida por Toshie Kawazoe, esteve presente na Expo Japão 2017, juntamente com a 56ª Exposição Agrícol...
      SOFTBOL: NIKKEY DE BRASÍLIA FATURA O TÍTULO DO 10º... O Nikkey de Brasília sagrou-se campeão do 10º Torneio da Amizade de Softbol – ABCESG 2017 – realizado nos dias 24 e 25 de junho, em São Gotardo (MG). ...

      Faça seu comentário

      O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *