NIPPAK PESCA: Vocabulário na Pesca I

 

Como toda “tribo” que se preza, os pescadores também tem o seu linguajar característico. Muitas das palavras continuam em inglês ou já foram “abrasileirados”.

Mauro Novalo

 

 

 

Para você se sentir mais a vontade, entendendo melhor o que os pescadores a sua volta dizem, nada melhor do que saber o significado de algumas palavras.

 

 

A

Ação – diz-se que está tendo ação quando, durante a pescaria, é percebida a presença ou movimentação de peixes, ou ainda quando há ataques às iscas, mas os peixes não são fisgados

Arranque – linha unida à frente da linha principal, com maior resistência e diâmetro

 

 

B

Backing – tradicionalmente é a linha de algodão trançada, sem elasticidade, usada na carretilha antes da linha de fly, servindo como reserva para o caso do peixe tomar linha

Blacklash – o mesmo que cabeleira, em inglês.

Baitcasting – termo em inglês usado para pesca de arremesso com carretilhas

Baixamar – nível mínimo de uma maré vazante

Baixio – local com rasuras de água onde a embarcação não consegue navegar, encontrados em rios, canais, mar etc

Batida -ataque do peixe à isca, ou o nome dado à técnica usada para pesca de pacus com longas varas de bambu, utilizando como iscas principalmente os coquinhos

Blade – Em inglês, a lâminas usada na confecção do spinner ou spinnerbait

Blank – parte da vara onde são fixados os passadores de linha. É o corpo da vara

Boga – nome dado a um alicate de contenção, normalmente dotado de balança para justamente imobilizar o peixe causando o mínimo de dano e estresse, ao mesmo tempo aferindo o seu peso

Bruto – peixe bravo, briguento

Bug – Em inglês, “inseto”. É um tipo de isca de fly, volumosa e flutuante

 

 

C

Cabeleira – emaranhado de linha no carretel. Ocorre por regulagem incorreta ou erro de execução durante o arremesso com a carretilha

Caniço – vara de pesca

Cantar a frição – som característico dos molinetes ou carretilhas quando o peixe toma linha depois de fisgado

Casting – Em inglês, ‘’arremesso’’. Também é usado para definir a capacidade de arremesso de uma vara

Catimbinha ou chamadinha – é uma forma de trabalhar a isca artificial adotada principalmente com os modelos denominados sticks

Chasquear ‐ fisgar

 

 

 

Colher – tipo de isca artificial com formato côncavo, semelhante ao objeto que lhe deu o nome

 

 

 

 

Corrico – técnica na qual a isca artificial é solta a uma certa distância do barco e este navega em baixa velocidade, trabalhando a isca. Praticado tanto em água doce quanto em água salgada

 

 

D

 

Dedo atolado ou enterrado – pescador que ainda não pegou nenhum peixe durante a pescaria

Detonar – ato do pescador que pesca muitos peixes

 

 

 

E

Elétrico (motor) – pequeno motor auxiliar, silencioso movido a bateria, utilizado para posicionar a embarcação próximo dos pontos de pesca

Embodocar – ação da vara envergada com a puxada do peixe

Encaçapar – ato de colocar o peixe dentro do passaguá

 

 

Encastoado – cabo de aço utilizado próximo ao anzol para pesca com iscas naturais ou artificiais, fornece proteção contra os dentes dos peixes, pedras e obstáculos submersos

Encharutar a isca – quando o peixe que engole toda a isca

Equipamento ultra light – conjunto muito leve

Equipamento light – conjunto leve

Equipamento pesado – conjunto destinado para pescaria de grandes peixes

Estouro – quando o peixe ataca a isca na superfície

Estruturas – pedras, plantas, galhos ou árvores submersas são locais onde os peixes aguardam suas presas e os arremessos são sempre direcionados para perto destas

 

 

 

F

Fajutar – é o ato do peixe acompanhar a isca, sem atacar

Ferrar – o ato de fisgar

Ferrado – quando o anzol engata na boca do peixe

Fervura – ondulação na superfície da água lembrando água fervente, proporcionado pelo cerco e ataque de predadores

Floating – Em inglês, flutuar. Termo utilizado para um tipo de linhas de fly ou iscas artificiais.

Fluorocarbono – material utilizado para a confecção linhas mais resistentes à abrasão, com menor elasticidade e maior transparência. As linhas deste material eventualmente são utilizadas como linha principal pelo seu alto custo e, tradicionalmente são utilizadas para confecção de líderes

Fly Fishing – modalidade de pesca na qual as iscas são imitações de moscas, insetos e larvas. O equipamento utilizado tem conceito diferente no modo de levar a isca até o peixe, pelo seu estilo característico de arremessar

 

 

 

Frogs – Em inglês, “sapo”. Iscas artificiais de silicone ou plástico que imitam: rãs, sapos, pererecas e até ratos

 

 

 

 

— continua na próxima edição –

 

Ótimas pescarias!!!

 

 

NIPPAK PESCA
Texto:  Mauro Yoshiaki Novalo
Revisão: Aldo Shiguti
Publicidade
nippak@nippak.com.br
Tel.   (11) 3208-4863

 

 

 

Apoio:

 

MTK Fishing Adventure Outdoor    www.mtkbrasil.com.br

Moro e Deconto    www.morodeconto.com.br

Piscicultura Chang   www.pisciculturachang.com.br

Kicker do Brasil   www.kickerdobrasil.com.br

Mustad   www.mustad.com.br

Calçados Primavera   www.botinasprimavera.com.br

BY Aventura     www.byaventura.net.br

Pesqueiro 63    www.pesqueiro63.com.br

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

BEISEBOL: LUIZ GOHARA E THYAGO VIEIRA CHEGAM À “TR... Luiz Gohara torna-se primeiro atleta a ter participado do MLB Elite Camp a chegar a AAA e Thyago Vieira é promovido após brilhar no MLB Futures Game ...
CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Viagem ao fundo...     Nada havia de muito estranho nos postais de final de ano, em que mostravam alguma aldeia dos Alpes, um boneco de neve, a branc...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: Educação básica, só não vê...     Sempre que me valho do transporte coletivo sozinho, carrego um livro, como nesta semana. Título: “Os tortuosos caminhos da educaçã...
AKIRA SAITO: Pequenos Gestos “A Felicidade estará onde você sentir e não apenas naquilo que você não possui.....”   Geralmente as pessoas se perguntam o que é preciso p...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *