NOTÍCIA DE PROMISSÃO: III Encontro da Família Nakasato em Promissão. E 100 anos no Brasil

 

100 anos da Família Nakasato – 4ª geração – bisnetos dos imigrantes (foto: Shigueyuki Yoshikuni)

 

 

 

Foi no dia 16 com almoço festivo na sede da AABB-Promissão, com a presença de  200 familiares vindo do todo o Brasil, como Paraná e até Goiás. A eles também juntaram a Família Ikeda. O primeiro Nakasato a chegar no Brasil foi  o Koji   Nakasato, em 1913, na cidade de Promissão. O mais ilustre dos Nakasato é o Oscar, escritor, doutor em Literatura, autor de vários livros, entre eles o romance Nihonjin, ganhador dos prêmio Benvirá(2011), R$30 mil e Jabuti(2012), R$100 mil. Mora em Apucarana e é professor universitário. Tem novo romance em andamento. Faz parte da comissão encarregada de escrever a saga da família. O evento iniciou com a missa solene, onde foi prestada homenagens aos falecidos. E com a execução do Hino Nacional Japonês e Brasileiro iniciou-se a celebração propriamente dita, com almoço para encerrar

 

 

 

 

 

Shigueyuki Yoshikuni

 jornalista e reside em Lins, também colunista do jornal Correio de Lins, colaborador do Jornal da Colônia de Araçatuba e do Jornal das Nações de Àguas de Prata, e diretor de comunicação do Bunkyo de Lins.

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

VALE DO RIBEIRA: Dona Ume Shimada ressuscita o cul... Enquanto muitos fecharam as portas para o cultivo do chá no Vale do Ribeira, especialmente na cidade de Registro, a audaciosa e simpática Ume Shimada,...
JORGE NAGAO: O casal que speaks Portuglês Merry, apesar do nome, é carioquíssima. Na verdade, ela deveria se chamar Maria Cristina. Como ela veio ao mundo num dia de Natal, seu pai, influencia...
CANTO DO BACURI > MARI SATAKE: Triste março de 201...   Em tempos atuais, a notícia é velha. Afinal, aconteceu dez dias atrás. Estava eu no alto, bem abrigada pelo silencio que a altura propor...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: Brasileirão Internacional&... Well... aquela penúltima Nipônica deu mesmo o que falar, um reboliço, conforme alguém me contou... e, depois, no tema, consolidada pela última... rsrs...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *