O Espírito do Budô – A história das artes marciais no Japão

Exposição traz peças como arcos, flechas, armaduras e elmos para contar a história e a evolução das técnicas de combates até as artes marciais dos dias atuais

 

Budo_04-460x644

 

A Fundação Japão promove, de 26 de maio a 21 de junho, a exposição O Espírito do Budô – A história das artes marciais no Japão, na Cinemateca Brasileira.

Inédita em São Paulo, a mostra percorre o mundo desde 2007 revelando o espírito das artes marciais japonesas e sua inserção no cotidiano do povo japonês e também ao redor do mundo. No Brasil, esteve pela primeira vez em 2008, quando foi apresentada apenas no Rio de Janeiro. Desta vez, chegando da Estônia, a exposição passará por São Paulo, Curitiba e Recife, seguindo então para o Paraguai.

 

 

resized_Budo_02

 

 

A exposição está dividida em duas partes: a primeira é composta de armas históricas, como arcos e flechas, armaduras e elmos, destacando o desenvolvimento e as mudanças nas artes marciais do Japão do século VIII ao XIX.

A segunda parte enfatiza a reorganização do bujutsu para budô, ou seja, as transformações das artes marciais japonesas nos séculos XIX e XX, que transformaram técnicas de combates utilizadas em guerras, passando pelo conceito de defesa pessoal, até chegar à filosofia atual, de promover a atividade física com o intuito de desenvolver o corpo e a mente.

 

resized_Budo_03

 

Também compõem a mostra algumas das principais modalidades do budô, suas vestimentas e equipamentos, como espadas de bambu, protetores, arcos e flechas, etc, utilizados por praticantes e estudantes nos dias atuais.

A entrada é gratuita, de segunda a quarta-feira, das 9h às 18h, e de quinta a domingo, das 9h às 20h.

 


As artes marciais no cinema

No mesmo período, a Cinemateca Brasileira promoverá uma mostra de cinema japonês com foco em artes marciais.

A programação incluirá títulos dos consagrados diretores Kenji Mizoguchi, Yoji Yamada, Masayuki Suo e Takashi Koizumi. Farão parte da mostra nove cópias em película, que serão exibidas gratuitamente por duas semanas.

Fazem parte da mostra os filmes O intendente Sansho (1954, Kenji Mizoguchi), A nova saga do clã Taira (1955, Kenji Mizoguchi), Contos da lua vaga depois da chuva (1953, Kenji Mizoguchi), O portal do inferno (1953, Teinosuke Kinugasa), Crepúsculo Seibei (2002, Yoji Yamada), A espada oculta (2004, Yoji Yamada), Honra de samurai (2006, Yoji Yamada), Sumô, suor e peleja (1992, Masayuki Suo) e Depois da chuva (2000, Takashi Koizumi). A programação completa pode ser acompanhada no site da Cinemateca Brasileira: http://www.cinemateca.gov.br/

 

PROGRAMAÇÃO

QUINTA 26/05

SALA PETROBRAS

20h00 HONRA DE SAMURAI

SEXTA 27/05

SALA PETROBRAS

17h00 A NOVA SAGA DO CLÃ TAIRA

20h00 DEPOIS DA CHUVA

SÁBADO 28/05

SALA PETROBRAS

17h00 CREPÚSCULO SEIBEI

20h00 A ESPADA OCULTA

DOMINGO 29/05

SALA PETROBRAS

16h00 O INTENDENTE SANCHO

19h00 O PORTAL DO INFERNO

QUINTA 02/06

SALA PETROBRAS

17h00 CONTOS DA LUA VAGA

20h00 O INTENDENTE SANCHO

SEXTA 03/06

SALA PETROBRAS

17h00 SUMÔ, SUOR E PELEJA

20h00 DEPOIS DA CHUVA

SÁBADO 04/06

SALA PETROBRAS

17h00 A ESPADA OCULTA

20h00 HONRA DE SAMURAI

DOMINGO 05/06

SALA PETROBRAS

16h00 A NOVA SAGA DO CLÃ TAIRA

19h00 CREPUSCULO SEIBEI

FICHAS TÉCNICAS E SINOPSES

O Portal do inferno (Jigokumon), de Teinosuke Kinugasa

Japão, 1953, 35mm, cor, 96’ | Legendas em português | Exibição em 16mm

com Kazuo Hasegawa, Michiko Kyo, Isao Yamagata

Em 1159, durante uma tentativa de golpe contra a realeza, arma-se um plano para que a família real possa fugir. Uma senhora da corte aproveita a situação e se faz passar de esposa de um Lorde para sair da cidade. Ela conta com a ajuda de um samurai, que a escolta com segurança. Mais tarde, o samurai pede ao Lorde como recompensa a mão desta mulher em casamento, mas ele descobre que ela já é casada. O samurai não irá desistir e chegará a desafiar o marido de sua amada para que a deixe. Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes de 1954.

Classificação indicativa: 12 anos

O intendente Sansho (Sanshô Dayû), de Kenji Mizoguchi

Japão, 1954, 35mm, pb, 124’ | Legendas em português | Exibição em 16mm

com Kinuyo Tanaka, Yoshiaki Hanayagi, Kyoko Kagawa, Eitarô Shindô, Akitake Kôno

No Japão medieval, um governante dedicado é enviado para o exílio. Sua mulher e filhos tentam segui-lo, mas no caminho ela é enganada e levada para a ilha de Sado, e seus filhos são vendidos como escravos. Dez anos depois, os filhos ficam sabendo da história de uma mulher em Sado famosa por cantar uma triste canção da qual eles se lembram. Baseado em romance homônimo do escritor japonês Ogai Mori.

Classificação indicativa: 12 anos

A nova saga do clã Taira (Shin heike monogatari), de Kenji Mizoguchi

Japão, 1955, 35mm, cor, 108’ | Legendas em português | Exibição em 16mm

com Narutoshi Hayashi, Raizô Ichikawa, Tatsuya Ishiguro

A história descreve a ascensão e a queda do clã Taira e suas lutas com o clã Genji. No final do século XII, Tadanori Taira e seu filho Kiyomori chegam a Kyoto depois de uma campanha contra piratas no mar ocidental. Sua vitória, no entanto, não é festejada pelos membros da corte que temem o crescente poderio dos samurais.

Classificação indicativa: 12 anos

Contos da Lua vaga (Ugetsu monogatari), de Kenji Mizoguchi

Japão, 1953, 35mm, pb, 94’ | Legendas em português | Exibição em 16mm

com Masayuki Mori, Machiko Kyô, Kinuyo Tanaka, Eitarô Ozawa

Durante a guerra civil japonesa, no século XVI, o pobre oleiro Genjuro e seu cunhado Tobei viajam com as respectivas mulheres à capital da província onde vivem, nas redondezas do lago Biwa, para vender utensílios de cerâmica. Com as vendas, Tobei compra armas e se torna samurai, abandonando a esposa. Genjuro, por sua vez, acaba passando vários dias na mansão da misteriosa Lady Wakasa, quando vai entregar suas mercadorias. Baseado em contos de Akinari Ueda.

Classificação indicativa: 12 anos

Sumô, suor e peleja (Shiko funjatta), de Masayuki Suo

Japão, 1992, 35mm, cor, 104’ | Legendas em português | Exibição em 16mm

com Akira Emoto, Hiromasa Taguchi, Kaori Mizushima, Mussaki Takarai

Um grupo de estudantes universitários é obrigado a fazer parte de um clube de sumô para poderem se formar. Inicialmente desinteressados e atrapalhados, os estudantes aos poucos se envolvem com o espírito do mais tradicional esporte japonês.

Classificação indicativa: 14 anos

Crepúsculo Seibei (Tasogare seibei), de Yôji Yamada

Japão, 2002, 35mm, cor, 120’ | Legendas em português | Exibição em 16mm

com Hiroyuki Sanada, Rie Miyazawa, Nenji Kobayashi, Ren Ôsugi

Seibei Iguchi é um samurai viúvo e pobre, que cuida de duas filhas pequenas e da mãe idosa. De dia, trabalha no feudo, e, à noite, confecciona artesanatos de bambu. Seu apelido, “Tasogare” (crepúsculo), vem daí e da imagem de aborrecido que passa aos amigos.

Classificação indicativa: 12 anos

Depois da chuva (Ame Agaru), de Takashi Koizumi

Japão, 2000, 35mm, cor, 92’ | Legendas em português | Exibição em 16mm

com Akira Terao, Yoshilo Miyazaki, Fumi Dan, Hidetaka Yoshioka

Baseado no último roteiro escrito por Akira Kurosawa, é a história do ronin Misawa, que não consegue encontrar trabalho, embora seja bom em ensinar espadachins. Um dia, ele e a mulher, Tayo, são surpreendidos por uma enchente, que os obriga a ficar em uma pequena hospedaria. Decidido a alimentar os hóspedes esfomeados, ele sai e volta com comida e bebida, e Tayo percebe que ele andou lutando por dinheiro. No dia seguinte, Misawa é convidado pelo lorde do feudo local para ser o mestre de seus lutadores.

Classificação indicativa: 12 anos

A espada oculta (Kakushi ken oni no tsume), de Yôji Yamada

Japão, 2004, 35mm, cor, 131’ | Legendas em português | Exibição em 16mm

com Masatoshi Nagase, Takako Matsu, Yukiyoshi Ozawa, Hidetaka Yoshioka

Depois de se reencontrar com uma jovem que fora ajudante de sua mãe três anos antes e descobrir que ela sofre maus-tratos de seus atuais patrões, samurai de classe baixa decide resgatar a moça e cuidar dela. Quando ela começa a se recuperar, o guerreiro é enviado numa missão a outra cidade e precisa deixar a jovem e sua mãe sob os cuidados de outros dois samurais. Eles farão o possível para protegê-las quando, durante a ausência do provedor, a casa em que vivem sofre um inesperado ataque.

Classificação indicativa: 14 anos

Honra de samurai (Bushi no ichibun), de Yôji Yamada

Japão, 2006, 35mm, cor, 121’ | Legendas em português | Exibição em 16mm

com Takuya Kimura, Rei Dan, Mitsugoro Bando, Takashi Sasano, Kaori Momoi

Encarregado pelo chefe de um pequeno clã de testar os alimentos para certificar-se de que não estejam envenenados, um samurai de classe baixa perde a vista ao ingerir o veneno de um molusco. Sua esposa, para ajudar o marido que ficou impossibilitado de trabalhar, pede conselhos a um samurai de classe alta que conhecera antes do casamento. A situação se complica quando o samurai aposentado começa a desconfiar de que sua esposa esteja tendo um caso amoroso com o confidente.

Classificação indicativa: 14 anos

 

 


 

O Espírito do Budô

O Espírito do Budô – A história das artes marciais no Japão foi planejada e produzida a partir do interesse pela cultura das artes marciais do Japão ao redor do mundo.

As peças apresentadas nesta mostra oferecem uma nova visão não somente da história das artes marciais no Japão, mas também sobre o senso estético, criatividade, história social e o modo como pensa o povo japonês.

Será possível conhecer algumas das armas desenvolvidas para as guerras montadas, como arcos, espadas e armaduras, e a transformação que estas peças sofreram ao longo do tempo, o desenvolvimento de novas armas e técnicas de combate.

Ao final, será possível entender que aquilo que um dia havia sido desenvolvido para “tirar a vida” (bujutsu), hoje está transformado em budô, para “promover a vida”. O budô é, hoje, difundido mundialmente, com competições internacionais e até mesmo inserção nos Jogos Olímpicos, com o judô.

 


 

Serviço

Exposição

O Espírito do Budô – A história das artes marciais no Japão

 


 

SÃO PAULO

Período: 26 de maio a 21 de junho de 2016

Horário de funcionamento:
Segunda a Quarta – das 9h às 18h
Quinta a Domingo – das 9h às 20h

Local: Cinemateca Brasileira
Largo Senador Raul Cardoso 207
Vila Clementino, São Paulo – SP

Telefone: (11) 3512-6111
E-mail: contato@cinemateca.org.br

Realização: Fundação Japão / Cinemateca Brasileira

Apoio: Consulado Geral do Japão em São Paulo

 

Mostra de filmes: 26 de maio a 5 de junho
Programação: clique aqui!
ENTRADA GRATUITA

 


 

CURITIBA

Período: 1 a 24 de julho de 2016
Local: Museu Paranaense

 


 

RECIFE

Período: 10 a 31 de agosto de 2016
Local: Torre Malakoff

 


ENTRADA GRATUITA

 

 

 

Related Post

COMUNIDADE: 10º Okinawa Festival terá apresentação...   A comunidade nipo-brasileira, em especial a okinawana – além dos moradores da zona Leste de São Paulo – já estão em contagem regressiva para...
JOYA NO KANE: Templo Emyoji se despede de 2015 e d... No dia 31, o Templo Emyoji realiza uma antiga cerimônia japonesa para se despedir do ano que está terminando e celebrar a chegada do novo ano. Trata-s...
MANGÁ: INSCRIÇÕES ABERTAS PARA O 7º CONCURSO LITER... Capa de Heróis Lendários Realizado pela Comissão de Atividades Literárias, o 7º Concurso Literário do Bunkyo (Sociedade Brasileira de Cultura Japo...
ESPECIAL: Público e parceiros fortes garantem suce...   Realizado nos dias 7 e 8 pela Acenbo – Associação Cultural e Esportiva Nipo-Brasileira de Osasco, em sua sede, a quinta edição do Japan Mats...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *