OKINAWA: Tudo pronto para o 1º Encontro Mundial de Jovens Uchinanchus

 

Já está tudo pronto para o 1º Sekai Wakamono Uchinanchu Taikai (Encontro Mundial de Jovens Okinawanos), que será realizado de 25 a 29 de julho, com atividades na Associação Okinawa Kenjin do Brasil (AOKB) e no Centro Cultural Okinawa do Brasil (Diadema).

 

Membros do WYUA de Okinawa durante o Niseta Tour no brasil (foto: wakamun.blogspot.com.br)

 

O objetivo do evento, cuja segunda edição está marcada para o Havaí, é promover o intercâmbio entre os jovens uchinanchus do mundo e Okinawa, e passar a identidade uchina para as novas gerações. Estão confirmadas presenças de representantes da Argentina, Peru, Bolívia, Estados Unidos, Havaí e Japão. Apenas de Okinawa, são aguardados 30 representantes. O Brasil, país sede, deve mobilizar todas as 44 subsedes espalhadas pelo território brasileiro, sendo 20 em São Paulo. Ao todo, são esperados cerca de 200 participantes. As delegações começam a desembarcar neste domingo (22).

 

A organização é da Associação Mundial de Jovens Uchinanchus e co-organização da AOKB e Urizun-kai (Círculo de Ex-Bolsistas de Okinawa). A programação (veja a programação completa em: http://www.urizun.blogspot.com.br/2012/06/wakamono-uchinanchu-taikai-programacao.html) inclui Campeonato de Vôlei, Artesanato de shisá, Festival de Curtas Metragens, Concurso de Karaokê e Visitas a Empresas de Imigrantes Uchinanchus, entre outras atividades.

 

Cartaz do Wakamono Taikai Brasil

A cerimônia oficial de abertura acontece no dia 25 (quarta), na sede Associação Kenjin do Brasil, à Rua Dr Tomaz de Lima 72, no bairro da Liberdade.

No dia 28 acontece a Conferência Internacional de Jovens, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. No dia 29 de julho, os jovens participarão de um dos maiores eventos da comunidade okinawana no Brasil: o Eisá Matsuri e Kyodo Matsuri, que será realizado no CCOB, em Diadema. Nesse dia haverá apresentação do Ryukyu Stomp e visita ao Memorial do Imigrante Okinawano.

Na noite do dia 26 está previsto o home stay (hospedagem) na casa de uma família uchinanchu. O objetivo é fazer com que os jovens de foram possam conhecer um pouco o dia a dia de uma família uchinanchu no Brasil.

Segundo o presidente da AOKB, Shinji Yonamine a ideia de realizar o Sekai Wakamono Uchinanchu Taikai surgiu durante o 5º Uchinanchu Taikai, Festival Mundial realizado de cinco em cinco anos, em Okinawa.

“Em 2011, foi criada uma organização de jovens, Wakamono Jimukyoku (Secretaria de Jovens) e alguns membros do Urizun participaram das atividades desenvolvidas pelo Wakamono Jimukyokai. Uma das propostas apresentadas e aprovadas, foi a de que em 2012 fosse realizado o Wakamono Uchinanchu Taikai no Brasil”,  conta Yonamine, lembrando que durante a segunda edição do Uchinanchu Taikai, iniciou-se também, simultaneamente, o Encontro de Jovens, que a partir de 2006 passou a ser anual.

“Este Encontro ocorre em julho e reúne jovens de 13 a 18 anos, sempre em Okinawa. Este mês, estamos enviando dois representantes da AOKB e dois de Campo Grande, cujo Estado, Mato Grosso do Sul, é estado-irmão de Okinawa”, explica. “Um encontro completa o outros”, destaca.

 

Niseta Tour Brasil reuniu cerca de 60 jovens da América do Sul (foto Arquivo)

 

Redes sociais – Segundo Shinji Yonamine, que em junho participou da cerimônia oficial das comemorações dos 40 anos da devolução de Okinawa, a ideia é usar as redes sociais para promover a interação entre os jovens fortalecendo as relações entre os okinawanos e seus descendentes no mundo. “Sempre foi nosso sonho fazer com que os jovens participem desta transição até porque o número de isseis está diminuindo. Fazemos parte da terceira geração de uma corrente migratória e se antes a transmissão da cultura era uma preocupação, hoje pode ser encarada de forma mais tranqüila devido as redes sociais”, conta Yonamine, lembrando que o Niseta Tour Brasil – 5º Encontro Juvenil de Integração Uchinanchu, realizado em janeiro deste ano na AOKB e no CCOB com a participação de cerca de 60 jovens do Brasil, Peru, Bolívia e Argentina, foi uma espécie de “laboratório” para o Sekai Wakamono Uchinanchu Taikai. “A realização ficou a cargo dos jovens e eles mostraram que são capazes”, afirma Yonamine.

 

(Aldo Shiguti)

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

MÚSICA: Mariana Suzuke prepara novos voos em 2018 Depois de uma bem-sucedida passagem por Portugal, a cantora Mariana Suzuke começa, aos poucos, retomar sua vida no Brasil. E o seu próximo compromisso...
FEIRA DE LIVROS USADOS DE OUTONO Onde: Sala de Exposição do Bunkyo - 2º andar do Prédio Anexo (Rua São Joaquim 381, Liberdade, próx. à Estação São Joaquim do Metrô) Dia 19/04/2015 ...
TÊNIS DE MESA: Temporada de 2015 começa com mais u...   Copa do Mundo de Equipes, Dubai-UAE de 8 a 11 de janeiro.   Slfie histórico: Hoyama coma as meninas do tênis de mesa (foto: arquivo ...
COMUNIDADE: Associação Aza Oroku Tabaru do Brasil ... A Associação Aza Oroku Tabaru do Brasil realiza neste domingo, 27, no Salão do Espaço de Eventos Hakka, no bairro da Liberdade, em São Paulo, solenida...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *