PARÁ: Representantes da Jica fazem visita técnica às obras do Ação Metrópole do BRT

Uma visita técnica ao percurso onde será implantado o sistema BRT (Bus Rapid Transit) marcou o terceiro e último dia de visita dos representantes da Agência Internacional do Japão (Jica) à capital paraense. O grupo veio ao Pará conhecer as obras do Projeto Ação Metrópole, executado pelo Governo do Estado, que prevê, na fase atual, o prolongamento da Avenida João Paulo II, no trecho compreendido entre a passagem Mariano e a Rodovia Mário Covas, como alternativa para desafogar o trânsito – já saturado – na principal via de entrada e saída da capital: a BR-316.

No sábado (19), a missão japonesa, acompanhada pelos representantes do Núcleo de Gerenciamento de Transporte Metropolitano (NGTM), órgão estadual responsável pela implantação do projeto, percorreu o trajeto onde será implantado o sistema BRT (Bus Rapid Transit). Taku Ishimaru, membro da Jica Tóquio e conselheiro do Departamento para a América Latina e Caribe; Satoshi Murosawa, Masayuki Eguchi e Mauro Inoue, representante-chefe, representante sênior e coordenador de Projetos da Jica no Brasil, respectivamente, foram até o município de Marituba, onde será implantado o Terminal de Integração, e também até o distrito de Icoaraci, onde será construído o Terminal Intermodal do BRT.

Representantes da Agência Internacional do Japão (JICA) e coordenadores do projeto Ação Metrópole. (foto: divulgação)

 

“Nosso objetivo aqui é acompanhar a situação atual do Ação Metrópole e ver a real necessidade e importância desse projeto de mobilidade urbana para a população da Região Metropolitana de Belém. Durante a visita aos principais corredores de trânsito percebemos a clara necessidade da implantação do BRT, assim como de sua urgência, uma vez que ele irá contribuir diretamente para qualidade de vida da população”, explicou Taku Ishimaru, da Jica Tóquio.

A implantação do Sistema BRT está prevista na terceira fase do projeto Ação Metrópole e contempla a construção de canaletas em faixas exclusivas para o tráfego de ônibus na rodovia BR-316, no trecho que vai do Entroncamento até o município de Marituba. O projeto se enquadra no tipo ônibus troncal, com espaço para 200 passageiros, elevando a capacidade dos corredores BR-316 para 24 mil passageiros por hora de pico.

Parceria – A partir da avaliação feita pela missão durante a visita, que atestou o compromisso do Governo do Estado em seguir o planejamento feito em conjunto com a Agência de Cooperação Internacional do Japão para a consecução do sistema de mobilidade, os representantes do órgão reiteraram a parceria. “Essa parceria entre Brasil e Japão já dura mais de 20 anos. Nossa finalidade é contribuir para o desenvolvimento financeiro e social da população do Pará, e acho que estamos caminhando para isso por meio desse projeto. Por isso fazemos questão de reiterar essa parceria”, disse Masayuki Eguchi.

O governador Simão Jatene se reuniu com representantes da JICA (foto: divulgação)

 

A diretora executiva do NGTM, Marilena Mácola, falou da importância desse aval. “A vinda dessa comissão à Belém é de extrema importância para nós, pois selou a parceria entre Pará e Japão na implantação desse, que é o maior projeto de transporte já feito para a Região Metropolitana de Belém. Nessa visita, os representantes da Jica puderam ver como e onde será impregado o financiamento do Japão e, pelo o que vimos, eles ficaram muito satisfeitos com o andamento das obras”, disse.

Para Marilena, o Ação Metrópole vai além de um projeto de mobilidade urbana. “É também um projeto de qualidade de vida, na medida em que permite reduzir o tempo de deslocamento das pessoas em 50%. Isso quer dizer que saindo do ponto mais extremo da RMB, que é Marituba, as pessoas vão poder chegar até o centro da cidade em 40 minutos. Esse tempo economizado representa um ganho significativo, principalmente em termos de saúde e bem-estar. Outro benefício reside na questão ambiental, pois com a substituição de parte da frota atual pelos ônibus articulados, a emissão de gás carbônico será reduzida”, justificou a diretora.

Na sexta( 18), a missão japonesa esteve reunida como goverandor do Pará, Simão Jatene, e com os coordenadores do projeto Ação Metrópole no Hangar – Centro de Convenções e Feiras da Amazônia. No encontro, foram confirmadas a operação de crédito no valor de R$ 320 milhões, e a cooperação técnica para a continuidade do projeto de mobilidade urbana na Região Metropolitana de Belém (RMB). Um dia antes (17) eles participaram de uma reunião com a equipe técnica do NGTM para tratar das adequações do projeto.

(Agência Pará de Notícias)

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

RINRI: A chave da prosperidade dos negócios A Associação RINRI convida interessados   Quer estudar conosco? A Associação RINRI do Brasil (presidente Kiyotaka Sugo) (RINRI = ética) fo...
VIOLÊNCIA CONTRA ÀS MULHERES: São Paulo precisa me... Vice-presidente da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Violência contra a Mulher, a deputada federal Keiko Ota (PSB-SP) participou da ag...
FALECIMENTO: Comunidade de Campinas lamenta morte ... O Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas lamenta a perda de um importante membro da comunidade nikkei. Hideyuki Kataoka, pai da jornalista Cél...
COMUNIDADE: Márcia se apresenta no dia 23 no Bunky... Depois de três anos longe dos palcos do Brasil, a cantora Márcia vai finalmente se reencontrar com o público brasileiro. Marcado para o próximo dia 23...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *