POLÍTICA: Ihoshi assume terceiro mandato com todas as ‘prerrogativas’

A comunidade nipo-brasileira não poderia desejar um início de ano melhor. Reeeleito para seu terceiro mandato na Câmara dos Deputados, com 88.070 votos, Walter Ihoshi (PSD-SP) viu seu destino mudar duas vezes em menos de uma semana no final de 2014. Com a oitava e última vaga da coligação (PSD, PROS, PMDB, PP), o parlamentar nikkei passou para a primeira suplência no dia 18 de dezembro após perder a vaga para Paulo Maluf (PP-SP), cuja candidatura estava barrada pela Lei da Ficha Limpa mas acabou absolvido no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Isso à véspera da diplomação dos eleitos.

 

Walter Ihoshi: "Assumo integralmente e darei sequência ao trabalho que venho desenvolvendo" (foto: Jiro Mohizuki)

Walter Ihoshi: “Assumo integralmente e darei sequência ao trabalho que venho desenvolvendo” (foto: Jiro Mohizuki)

 

No dia 23 do mesmo mês, com a nomeação do deputado federal Edinho Araújo (PMDB-SP) pela presidente Dilma Rousseff (PT) para ocupar o Ministério da Secretaria Nacional dos Portos, Ihoshi foi reconduzido ao cargo e assumirá no dia 1º de fevereiro o Gabinete do peemedebista.

Aliviado, Walter Ihoshi disse nesta segunda-feira (5) ao Jornal Nippak que “toda essa situação apenas demonstra que temos que agir com serenidade diante dos desafios que nos são impostos”.

“Não poderia deixar de estar muito feliz com o final inesperado desta situação. Não terei nenhuma ruptura e poderei continuar desenvolvendo o mesmo trabalho que venho desenvolvendo há dois mandatos”, disse o deputado.

Entre os trabalhos que pretende dar continuidade, Ihoshi cita sua luta para reduzir a incidência de impostos sobre os medicamentos, que no Brasil chega a 34%, “uma das mais altas do mundo”.

“Conseguimos uma primeira vitória, que foi sensibilizar o governo paulista a reduzir o ICMS de 500 remédios de 18% para 7% o que, na prática, representa uma redução de 10% no valor final ao consumidor”, conta o parlamentar, antecipando que em seu terceiro mandato irá fortalecer o trabalho no Legislativo. “Com essa nova legislatura, vamos dar continuidade ao nosso trabalho na Comissão Especial montando as Frentes Parlamentares pela Desoneração dos Medicamentos nos Estados, fortalecendo nossa presença no âmbito das Assembléias Legislativas”, informou, acrescentando que, a exemplo de seus dois primeiros mandatos, a área da saúde terá uma atenção especial.

“Vamos continuar nosso trabalho de ajuda às Santas Casas de Misericórdia através de emendas parlamentares e, além disso , no decorrer do ano devemos ser indicados como coordenador da Frente Parlamentar Nacional das Santas Casas”, explica o parlamentar,  lembrando que, caso o quadro inicial não tivesse sido alterado, quem estaria assumindo na vaga de Edinho Araújo seria seu colega de partido, o nikkei Junji Abe, hoje primeiro suplente.

 

Petrolão – Para a comunidade nipo-brasileira, que já lamentava a perda, resta comemorar. Afinal, este ano comemora-se os 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão e, sem Ihoshi, a comunidade nikkei residente no Estado de São Paulo teria apenas a deputada federal Keiko Ota (PSB) como representante na Câmara.

Para Ihoshi, a data pode significar uma nova era entre as duas nações iniciada com a visita do primeiro-ministro japonês Shinzo Abel ao Brasil em agosto do ano passado. “Podemos estreitar nossas relações em diversas áreas, especialmente no campo da tecnologia, onde o Japão tem muito a nos oferecer”, destaca.

 

Gratidão – “Com a crise do Petrolão, as empreiteiras nacionais enfrentarão dificuldades, o que deve abrir uma chance paras as empresas estrangeiras, incluindo as japonesas. Ainda no setor econômico, podemos atuar em parceria em projetos ligados ao agronegócio na África, como a cooperação trilateral envolvendo governos e empresas do Brasil, Japão e Moçambique com o objetivo de desenvolver a agricultura na região”, esclarece Ihoshi, que aproveita para agradecer o “apoio e solidariedade” dos eleitores nikkeis. “Quero retribuir esse alegria com a comunidade nipo-brasileira”, diz.

(Aldo Shiguti)

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

KARAOKÊ: Renato Chibana organiza taikai para valor... Com o objetivo de fazer um evento memorável e inesquecível,  em que os visitantes se sentissem bem acolhidos e desfrutassem momentos de exaltação à mú...
CIDADES/SETE BARRAS: Nilce Miashita participa de i... A Prefeita de Sete Barras (SP), Nilce Ayako Miashita, o presidente do Fundo Social de Solidariedade André Miashita e sua equipe, participaram no últim...
COMUNIDADE: Renato Ishikawa destaca avanços e mira... “Compromisso assumido é compromisso cumprido”. Com o lançamento do livro “História do Hospital Santa Cruz – Sociedade Brasileira e Japonesa de Benefic...
GERAL: Jurista Kiyoshi Harada faz balanço das ativ... Como nos anos anteriores, o jurista Kiyoshi Harada desenvolveu intensas atividades no decorrer do ano de 2015,  envolvendo-se em suas múltiplas ativid...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *