POLÍTICA: Próxima unidade do Centro de Referência e Apoio a Vítimas receberá o nome de Ives Ota

O secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania, Aloísio de Toledo César, recebeu no dia 2 de março, a deputada federal Keiko Ota (PSB-SP) para articular ações conjuntas de atendimento a jovens excluídos. Para marcar a parceria, a próxima unidade, que será a décima, do Centro de Referência e Apoio a Vítimas receberá o nome do filho da deputada, Ives Ota, morto em 1997 aos oito anos após ser sequestrado e que se tornou ícone da luta contra violência.

 

A deputada Keiko Ota com o secretário Aloísio de Toledo César (Foto: divulgação)

A deputada Keiko Ota com o secretário Aloísio de Toledo César (Foto: divulgação)

 

Toledo César e Keiko Ota conversaram também sobre uma articulação que objetive a inserção de jovens excluídos na sociedade por meio de trabalho. A ideia será aplicada com o Programa Jovem Aprendiz, projeto para adolescentes aprenderem uma profissão. A lei federal 10.097/00 diz que todas as empresas são obrigadas a contratar no mínimo 5% e no máximo 15% de aprendizes do total do número de empregados.

“Essa ação poderá ajudar muitos menores”, enfatizou Toledo César. O programa será, sobretudo, direcionado a jovens infratores da Fundação Casa. Uma inciativa parecida foi pensada no Paraná.

“Nesse estado, uma equipe multidisciplinar que envolve pedagogos, psicólogos e assistentes sociais acompanha o jovem durante todo o processo de Jovem Aprendiz”, explicou a coordenadora do Centro de Referência e Apoio a Vítimas, Cristiane Pereira, também presente na reunião. “Os menores são inseridos no trabalho do Tribunal de Justiça e nas varas. A taxa de recuperação é alta”.

Keiko acredita que ações como essa contribuem para a diminuição da violência. “Precisamos fazer com que o jovem entenda que há recuperação para ele. Muitos não têm mais esperança”, destacou a deputada. “Precisamos ajudar esses jovens a mudarem de vida e voltarem a sonhar. Se fizermos um trabalho com amor e sonhos, nós vamos dar opção a eles além do crime e da violência”.

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

COMUNIDADE: Ação da Associação Okinawa Kenjin do B... No último dia 24, a Associação Okinawa Kenjin do Brasil realizou na sua sede social, na rua Tomas de Limas, 72, no bairro da Liberdade, a sua “Ação en...
COMUNIDADE: 17ª edição já tem data e local definid...   Uma boa notícia não só para a comunidade nipo-brasileira mas também para os aficionados pela cultura japonesa. Considerado o maior evento da...
18º FESTIVAL DO JAPÃO: Comissão elege segurança e ... Considerado o maior festival de cultura japonesa do mundo, a 18ª edição do Festival acontece nos dias 24, 25 e 26 de julho no São Paulo Expo Exhibitio...
MOGI DAS CRUZES: Justiça nega pedido de bloqueio d...   Junji Abe, deputado rebate denúncias de irregularidades (foto: Alexsandro Loyola) A Justiça de Mogi das Cruzes (SP) indeferiu, no último...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *