POLÍTICA: ‘Próximos quatro anos serão de muito trabalho’, diz Jooji Hato

Cumprindo uma “antiga tradição”, o deputado estadual Jooji Hato (PMDB) esteve na semana passada na redação do Jornal Nippak para agradecer a comunidade nipo-brasileira que o ajudou a reconduzi-lo para mais um mandato na Assembleia Legislativa. Acompanhado de seu filho, Alex Hato, que não conseguiu o mesmo êxito do pai em sua primeira tentativa para a Câmara dos Deputados, Jooji disse que os próximos quatro anos “serão de muito trabalho”.

 

O deputado estadual Jooji Hato como o filho Alex (foto: Aldo Shiguti)

O deputado estadual Jooji Hato como o filho Alex (foto: Aldo Shiguti)

 

“Temos muitos problemas para resolver no Estado de São Paulo como, por exemplo, nas áreas da educação, saúde, segurança e agora, mais urgente, da água”, explicou o deputado, acrescentando que, no caso da crise do abastecimento de água, os deputados têm que cobrar investimentos do governo paulista que, por sua vez, tem que fiscalizar a Sabesp.

“A Sabesp deixou de fazer manutenção nas redes e também deixou de investir em obras de infraestrutura”, disse Jooji Hato, que obteve 67.125 votos nessa eleição – cerca de 15 mil menos do que na anterior, quando foi eleito com 84 mil.

 

Sobrenome – Como afirmara na primeira entrevista concedida ao Jornal Nippak após o pleito de 5 de outubro, Jooji Hato reafirmou as dificuldades desta campanha, “a mais difícil” que já enfrentou em toda sua vida pública. “O problema maior do PMDB foi que o nosso candidato ao governo do Estado de São Paulo, Paulo Skaf, errou ao usar o pessoal da Fiesp e abandonou o partido”, disse Jooji, que lamentou o insucesso do filho.

“O Alex é jovem, tem todo um futuro pela frente. Ele tem me ajudado no Gabinete, mas fazer campanha é diferente, embora tenha um sobrenome já conhecido e que talvez pudesse abrir caminho”, destacou o pai, argumentando que “são quase 28 mil votos”. “Poucos candidatos tiveram essa votação. Infelizmente não foi suficiente, mas é um legado de respeito e que pode pesar mais para frente”, explicou Hato.

Para Alex, fazer campanha foi, “no mínimo, uma experiência”. “Apesar de não ter um parâmetro, acho que fui bem votado”, disse o também médico Alex. Segundo ele, o principal desafio será trabalhar ainda mais para merecer a confiança dos eleitores nikkeis na próxima eleição porque,  se depender de Alex, o futuro já começou. “Vou ajudar meu irmão, George, na reeleição para vereador e depois pretendo continuar meu trabalho para tentar novamente daqui a quatro anos”, revelou Alex, lembrando que “quando nasci, meu pai já era político”.

“Sonho, um dia, ser um representante da comunidade japonesa e vou trabalhar para que isso torne realidade”, afirmou Alex, que também agradeceu os votos recebidos da comunidade nipo-brasileira.

 

(Aldo Shiguti)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

KARAOKÊ: 19º Taikai de Piracicaba reúne cerca de 3... “2016 – Ano de turbulência política e econômica, mas também das olímpiadas no Brasil. A nossa olímpiada está aqui, hoje, na modalidade karaokê. Espíri...
MISS: Minas Gerais elege sua representante para o ... A estudante Isadora Mitsue Rincon, de 16 anos, foi eleita a Miss Nikkey Minas Gerais e representará o Estado no concurso nacional, que acontece em jul...
BAIRRO ORIENTAL: Prefeitura define prazos para tér...   Acostumado a receber grandes acontecimentos da comunidade nipo-brasileira e autoridades japonesas, o Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultur...
Eleições 2012: Mogi elege cinco vereadores nikkeis...   O discurso é idêntico ao do pai, o deputado federal Junji Abe (PSD). Eleito com 5.923 votos (2,82% dos votos válidos) – a maior votação nomi...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *