POLÍTICA: William Woo e Walter Ihoshi esperam ‘maior reaproximação’ com o Japão

Por 61 a 20, o plenário do Senado decidiu, nesta quarta-feira (31), pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT). Não houve abstenção. A posse de Michel Temer (PMDB) no Senado ocorreu no mesmo dia. O resultado foi proclamado pelo presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que comandou o julgamento do processo no Senado, iniciado na última quinta-feira (25).  Os senadores, no entanto, mantiveram, por 42 votos a 36, os direitos políticos de Dilma. Com isso, ela pode ocupar cargo público. Foram registradas três abstenções.

 

Dilma foi afastada em definitivo, mas manteve direitos políticos. Foto: Senado Federal

Dilma foi afastada em definitivo, mas manteve direitos políticos. Foto: Senado Federal

 

Para os deputados federais William Woo (PP-SP) e Walter Ihoshi (PSD-SP), o asfatamento definitivo de Dilma já era esperado. Para Ihoshi, “agora renasce uma esperança no Brasil”. Segundo ele, foi uma decisão “acertada” do Senado. “Agora, o presidente Temer terá pouco tempo para aprovar os projetos na esfera econômica”, disse ele, acrescentando que “este novo governo sinaliza também uma reaproximação com o Japão, já que, por duas oportunidades, tentamos levar, sem sucesso, a agora ex-presidente ao Japão”.

“Esperamos que entre este e o próximo ano, o Temer possa fazer uma visita ao Japão e assim retomar as relações bilaterais, não só na área econômica como também no campo político”, destacou Ihoshi.

Para William Woo, “neste momento, a cassação de Dilma Rousseff fortalece as instituições”. “Inicialmente, porque a lei foi cumprida e a partir de agora cada vez mais os governantes vão passar a respeitar uma das leis mais importantes do país, que é o Orçamento aprovado pelo Congresso, seja na Câmara Municipal, Estadual ou Federal. Em segundo lugar porque traz estabilidade econômica para este novo governo, que ainda não era um governo constituído de plenos poderes”, explicou Woo, afirmando que “esperamos que a economia volte a crescer”.

Para ele, o impeachment da presidente fortalecerá também as relações internacionais. “A insegurança não era só na área econômica, mas refletia também nas relações com todos os países. Com um novo presidente, e em definitivo, esperamos, sim, que as relações internacionais, em especial com o Japão, volte cada vez mais a se fortalecer, reforçado pela postura do ministro das Relações Exteriores, José Serra, que nós paulistas conhecemos também, principalmente sua capacidade de gestão, seu empreendedorismo e, acima de tudo, sua admiração pelo povo japonês”.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    KARAOKÊ: 22º Taikai da Acrec reúne campeões e gran...   Realizado no mesmo dia do Taikai da Ajab (leia nesta página), a 22ª edição do Karaokê Taikai da Acrec – Associação Cultural Recreativa e Esp...
    19º SAKURA MATSURI – FESTIVAL DAS CEREJEIRAS BUNKY... Nos dias 4 e 5 de julho, das 8h às 17h, acompanhando a floração dos pés de cerejeira, será realizado em São Roque o 19º Sakura Matsuri – Festival das ...
    GOLFE: Luiz Miyagi e Carla Ziliotto vencem o 43º C...   Os anfitriões Luiz Miyagi e Carla Ziliotto sagraram-se campeões scratch do 43º Campeonato Nikkey de Golfe do Brasil, neste último dia 17, no...
    ELEIÇÕES NO BUNKYO: Harumi Goya assume novo mandat... Um clima de tranquilidade marcou a 152ª Reunião do Conselho Deliberativo do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *