PROMISSÃO: Igreja Construída pelos Imigrantes Japoneses Vai Tornar-se Centro de Turismo Religioso

À direita o Prefeito de Promissão, Hamílton Foz (foto: Shigueyuki Yoshikuni)

 

Pelo menos é o que propõe a comitiva recebida pelo Prefeito Hamilton Foz, de Promissão, no dia 27 último. Liderada pelo Pe. Francisco, da Paróquia local, acompanhado da Irmã Madrina, de Frades Bizantinos, do Vereador Edson Riohei Yassunaga, da Bacharelem Turismo Rosineidedos Santos Augusto, foi discutir também a situação da Igreja Cristo-Rei construída pelos japoneses vindos de Imamura na década de trinta. A ideia  de transformar aquele local em centro de turismo religioso é unânime mas a periferia da igreja necessita de  diversos melhoramentos que deverão ir sendo executados  paulatinamente.  O Prefeito, Hamilton Foz, que é arquiteto, foi o autor do projeto da reforma e disse que dará todo o apoio necessário para tornar realidade  a pretensão dos religiosos que doravante irão administrar o local.

 

 

(Shigueyuki Yoshikuni é jornalista e reside em Lins, também colunista do jornal Correio de Lins, colaborador do Jornal da Colônia de Araçatuba e do Jornal das Nações de Àguas de Prata, e diretor de comunicação do Bunkyo de Lins)

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SHIGUEYUKI YOSHIKUMI: Réquiem a Maria Minami   Os acontecimentos tristes abalam a gente, é claro. Mas há graduações. Como a morte, por exemplo. Uns chocam mais, outros menos. Conformamos ...
FERNANDO ROSA: Use sua história para alcançar o su... Você já parou para pensar nos altos e baixos que já passou em sua vida? Quantas coisas boas e maravilhosas que já te aconteceram. Quantos desafios voc...
BEISEBOL/PEREIRA BARRETO: Equipe do beisebol visit... Os atletas do beisebol e a comissão técnica estiveram no gabinete do Prefeito Arnaldo para uma visita e para a apresentação dos títulos que conseguira...
AKIRA SAITO: O CAMINHO DE CADA UM “No paradoxo constante do Budô, não basta apenas trilhar o caminho, mas sim, compreende-lo para que com sabedoria possa ensina-lo a outros”   ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *