REMÉDIOS MAIS BARATOS: Presidente da Câmara promete instalar Comissão para analisar desoneração de remédios

 

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB/RN), recebeu nesta quarta-feira (12/02), as 2.620 milhões de assinaturas em apoio à redução tributária dos remédios no Brasil, e prometeu instalar, até a próxima semana, uma comissão mista para analisar as propostas relativas ao tema em andamento na Casa.

 

Entrega das assinaturas ao presidente do Senado Renan Calheiros (foto: divulgação)

 

Alves disse que vai conversar com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB/AL), mas caso não seja possível instituir o colegiado conjunto, garantiu que irá instalar a comissão apenas com deputados. “Ninguém pode mais desconhecer essa causa, que não é mais apenas da frente parlamentar, mas de toda a Câmara dos Deputados”, sustentou.

 

Deputado Walter Ihoshi entrega assinaturas e ressalta a importância de remedios mais baratos no país (foto: divulgação)

 

Os 3,8 mil cadernos com o abaixo-assinado foram entregues pelo presidente da Frente Parlamentar para a Desoneração dos Medicamentos, deputado federal Walter Ihoshi (PSD/SP), em ato público que reuniu mais de 200 pessoas, dentre eles, o ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Guilherme Afif Domingues.

As assinaturas foram coletadas no mês de outubro, em mais de três mil farmácias e drogarias de todo o país, em campanha organizada pela Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) e a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), com o apoio da frente parlamentar.

 

Em reunião com Renan Calheiros (foto: divulgação)

 

No Brasil, o percentual de tributação incidente sobre os remédios chega próximo dos 34%, ou seja, mais de um terço do preço final pago pelo consumidor. A média mundial é de 6%.

Segundo o deputado Walter Ihoshi, que levantou a bandeira contra a alta carga tributária sobre os remédios no Congresso Nacional, quem mais sofre com essa situação são os mais pobres e os mais idosos. “É muito importante essa Casa dar resposta à população, representada por esses mais de dois milhões de assinaturas”.

 

Deputado Ihoshi pede apoio do Senado (foto: divulgação)

 

Ihoshi comemora a adesão de tantos parlamentares à causa, inclusive, a do presidente da Câmara, e afirma que o primeiro passo já foi dado. “Precisamos conscientizar a população que ela tem de cobrar pelo o que é seu de direito. Só assim conseguiremos baratear o preço dos remédios e melhorar a saúde no Brasil”, finalizou.

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

Exposição: “Hiroshima e Nagasaki: um agosto para n... De volta a São Paulo, a Associação Paulista de Medicina (APM) promove, até 12 de anril, a exposição itinerante “Hiroshima e Nagasaki: um agosto para n...
ESPETÁCULO: 17º Festival do Japão recebe o Grupo j...   O tradicional Festival do Japão em São Paulo, acontece nos dias 4, 5 e 6 de julho, no Imigrantes Exhibition & Convention Center, e para ...
ARTIGO: Agradeço a todos pelo apoio (*) Walter Ihoshi   Mais um ano chega ao fim e, com ele, a conclusão de um ciclo: meu segundo mandato. Foram quatro anos de muito trabalho,...
COMUNIDADE: Kodomo-No-Sono realiza 13º Boi no Role...   A Associação Pró-Excepcionais Kodomo-No-Sono realizará neste domingo (16), das 12 às 15 horas, em sua sede, em Itaquera (zona Leste de São P...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *