SAKURA: Parque do Carmo recebe 34ª Festa da Cerejeira

 

O Parque do Carmo, na Zona Leste de São Paulo, receberá neste fim de semana (4 e 5), a 34ª edição da Festa das Cerejeiras. Realizada desde 1979 pela Federação Sakura e Ipê do Brasil com o apoio da Secretaria Municipal do Verde e Meio Ambiente e da São Paulo Turismo (SPTuris), a festa contará com apresentações de danças folclóricas e taikôs, e de barracas com comidas brasileiras e japonesas, como o mandyu, yakissoba, udon, sakura moti e tempurá.

“É uma festa que está crescendo muito a cada ano”, diz o presidente da Federação de Sakura e Ipê, Pedro Yano. Segundo ele, são esperados mais de 4 mil visitantes nos dois dias de evento. “O único problema é o trânsito, que fica caótico. No ano passado, recebi muitas reclamações porque muitas pessoas tiveram que voltar pois o congestionamento começava já nas proximidades da estação Aricanduva”, explica Yano. “Mas, por mais que peça providências, não tem jeito”, assegura.

 

Sakura Matsuri, acontece neste fim de semana (4 e 5) (foto: divulgação)

 

As atividades terão início a partir das 9h, mas o Bosque das Cerejeiras estará aberto desde as 6h para que todos apreciem a florada da espécie yukiwari, a estrela da festa deste ano, que acontece exatamente no dia do evento.

Segundo o presidente da Federação de Sakura e Ipê, Pedro Yano, a pedido do prefeito Gilberto Kassab (PSD), que aliás, sempre costuma prestigiar a cerimônia de abertura – que este ano acontece no domingo, por volta das 11 horas – de 2010 a 2012 foram plantados no local cerca de 2.500 exemplares da espécie yukiwari.

O Parque do Carmo conta também com outras variedades, como oshima, himalaia e okinawa, totalizando cerca de 4 mil pés. No entanto, por terem floradas em épocas diferentes e dependerem muito do clima, no dia da festa, estarão floridos apenas os quase mil pés de yukimari plantados pelo imigrantes japoneses”, diz Yano, acrescentando que os pés plantados recentemente devem começar a florada daqui a cinco ou seis anos.

 

Danças folclóricas (odori) fazem parte da festa (foto: divulgação)

 

 

 

Espetáculo – A cerejeira é a árvore símbolo do Japão e tornou-se a marca dos descendentes da comunidade nipônica que vive na região de Itaquera. Todos os anos, a comunidade local pratica um ritual, conhecido como “hanami”, de sentar sob as cerejeiras e contemplá-las durante um bom período. O vento sopra as delicadas pétalas das flores fazendo com que elas se espalhem produzindo um belíssimo espetáculo da natureza, tal como acontece no Japão.

Haverá transporte gratuito da estação de metrô Corinthians Itaquera direto para o parque a partir das 8h no sábado e no domingo.

 

(Aldo Shiguti)

 

 

Serviço

34ª Festa das Cerejeiras

Data: 4 e 5 de agosto

Horário: 9h às 17h

Local: Parque do Carmo (Av. Afonso de Sampaio e Souza, 951 – Itaquera)

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

KARAOKÊ: Campinas seleciona cantores para o Brasil... A Liga Centro-Oeste promoveu no dia 19, no Instituto Cultural Nipo-Brasileiro de Campinas, a 18ª Seletiva para o 32º Concurso de Canção Japonesa, o Br...
MOGI DAS CRUZES: 26º Furusato Matsuri espera 15 mi... A Associação dos Agricultores de Cocuera realiza neste fim de semana (12 e 13), em sua sede, no bairro de Cocuera, em Mogi das Cruzes, a 26ª edição do...
TRADIÇÃO: 49ª edição do Hanamatsuri deve atrair mu... Em comemoração aos 2639 anos do nascimento do Buda Xaquiamuni, a Associação Cultural e Assistencial da Liberdade (Acal), em conjunto com a Federação d...
ACONTECE: 23a Festa Brasil-Japão da Monte Azul A festa Brasil-Japão é uma celebração da história Brasil-Japão na Monte Azul, da amizade e do intercâmbio entre as culturas brasileira e japonesa. ...

2 Comments

  1. Fui ao Sakura Matsuri, pois nosso grupo de Yosakoi Soran se apresentou, no domingo, dia 05 de Agosto. Gostaria de deixar registrado, uma idéia, que é criar um Parque dos Ipês – nos mesmos moldes do Sakura, e porque não fazer um Hanami, no meio de Ipês multicoloridos, plantados em uma área similar ao que temos no Parque do Carmo ? Acho que a idéia merece ser levado adiante, pois nós, Nikkeis temos cultuado nossa raiz, neste caso em forma de Cerejeiras, que foram cultivados com carinho pelos responsáveis do Parque e da Festa. Porque não criar, aliás, o grupo responsável já tem IPE no nome…. Falta criar um Parque dos Ipês. e sim, organizar uma Festa dos Ipês… que seria bem Brasileiro…(claro, pode ter um gostinho japonês no meio) (Nobuyuki-san dessu)

  2. Estivemos no dia 05 de Agosto no Parque do Carmo, pois o grupo representado pelas minhas filhas foram se apresentar (Yosakoi Soran) e eu (eu) estive lá pela primeira vez. Achei realmente maravilhoso, a quantidade de flores de Sakura nos deixa embevecidos com a natureza. Só gostaria de deixar aqui registrado (já fiz isso em outros sites) porque não se cria um Parque dos Ipês, nos mesmos moldes do Parque do Sakura que os Nikkeis estão criando lá no Carmo ? Não seria D E M A I S S S fazer um piquenique debaixo de Ipês floridos, multicoloridos, genuinamente brasileiros também ? E porque não organizar um Festival do Ipê, nos mesmos moldes do Sakura Matsuri, aliás, a organização que faz o Sakura Matsuri já tem Ipê no nome…. seria mais uma festa de flores, mas com um gostinho todo Brasileiro… Por favor passem essa idéia avante

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *