SÃO PAULO 462 ANOS: Exposição no Pavilhão Japonês destaca integração entre as culturas brasileira e japonesa

Para o paulistano que pretende ficar na Capital neste feriado prolongado, uma dica é conferir a exposição “O Olhar Japonês no Brasil”, que acontece de 21 até 28 de fevereiro, no Pavilhão Japonês, no Parque do Ibirapuera (zona Sul de São Paulo). Trata-se de uma programação especial que reúne artistas de diferentes manifestações culturais.

 

O Olhar Japonês no Basil reúne artistas de diferentes manifestações culturais no Pavilhão Japonês (Foto: divulgação)

O Olhar Japonês no Basil reúne artistas de diferentes manifestações culturais no Pavilhão Japonês (Foto: divulgação)

 

O evento celebra a restauração e a reabertura do Pavilhão Japonês, um dos três projetos contemplados pela Comissão Organizadora das Comemorações dos 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão, presidida pelo embaixador do Japão Kunio Umeda, e também integra o calendário de comemorações dos 462 anos da cidade de São Paulo. No período de 21 a 25 de janeiro, o local estará aberto todos os dias.

Localizado dentro de um dos principais cartões postais de São Paulo, o Pavilhão Japonês ficou pouco mais de um mês fechado (entre o dia 23 de novembro e o dia 6 de janeiro deste ano) para obras de restauro. As as intervenções ficaram a cargo, mais uma vez, da empresa japonesa Nakashima Komuten, comandada por Norio Nakashima, também conhecido como “Guardião do Pavilhão Japonês”. Durante o período em que esteve fechado, foram trocado o alicerce e restaurados a cobertura e o forro.

Segundo o secretário geral adminstrativo do Bunkyo, Eduardo Goo Nakashima, desde sua reabertura, mais de mil pessoas visitaram o Pavilhão Japonês em dois finais de semana. Antes da reforma, a média costumava ficar entre 250 e 300 visitantes por fim de semana.

 

Exposição de bonsais é uma das atrações da exposição (Foto: divulgação)

Exposição de bonsais é uma das atrações da exposição (Foto: divulgação)

 

Missão – Agora, com o evento “O Olhar Japonês no Brasil”, o presidente da Comissão de Administração do Pavilhão Japonês, Léo Sussumu Ota espera uma visitação ainda maior. “Até pela parceria que estamos tendo e pela divulgação na mídia, a expectativa é que a presença de público seja bem maior que as exposições anteriores”, conta Ota, explicando que o “Olhar Japonês no Brasil” reúne exposições de Arte Craft (cerâmica, boneca tôsso, arte em metal, oshibana, tintura natural, shippo-yaki), Ikebana e Bonsai, além de Concertos de Música Clássica Japonesa.

“A proposta da exposição vem de encontro com a missão do próprio Bunkyo, que é a difusão da cultura japonesa”, destaca. “O foco principal é a integração entre as duas culturas, simbolizadas pelos artistas que participam da mostra. Temos, por exemplo, a Exposição de Bonsai com curadoria de Márcio Augusto de Azevedo, um não descendente de japoneses que respira e inspira cultura japonesa. E isso se aplica aos demais artistas”, explica Ota, lembrando que o Olhar Japonês no Brasil “praticamente encerra as comemorações dos 120 Anos do Tratado de Amizade, Comércio e Navegação Brasil-Japão”.

Além de ser uma opção de lazer e cultura para quem estiver em São Paulo aproveitando as férias ou o feriado, os visitantes da exposição o Olhar Japonês no Brasil poderão adquirir peças de cerâmica e exemplares de bonsai com os expositores e, ao longo do dia, também há possibilidade de acompanhar explicações sobre o cultivo de bonsai.

O Olhar Japonês no Brasil é um evento de parceria com a empresa automobilística Nissan que, sensível a essa importância do Pavilhão Japonês, garantiu as condições para viabilizar esta exposição.

 

Símbolo – Construído conjuntamente pelo governo japonês e pela comunidade nipo-brasileira e doado à cidade de São Paulo, em 1954, em comemoração ao quarto centenário da capital paulista, o Pavilhão Japonês, considerado um monumento símbolo de amizade e intercâmbio entre japoneses e brasileiros, é um dos raros pavilhões fora do Japão a manter suas características em perfeito estado de conservação. Um local no Parque Ibirapuera que vale a pena ser visitado.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

    nissan1

     


     

     

    O Olhar Japonês no Brasil

    De 21 de janeiro a 28 de fevereiro de 2016

    Visitação: quarta-feira, sábado e domingo (aberto dias 21, 22 e 25; quinta, sexta e segunda-feira, pelo aniversário de São Paulo)

    Horário: das 10h às 12h e das 13h às 17h

    Contribuição: R$ 5,00 e R$ 10,00 (isento para crianças até 4 anos e idosos acima de 65 anos)

    Related Post

    CIDADES/INDAIATUBA: Acenbi promove 22ª Festa do Su...   A Acenbi (Associação Cultural e Esportiva Nipo Brasileira de Indaiatuba), com apoio da Prefeitura de Indaiatuba, promove neste sábado (25), ...
    SILVIA IN TOKYO: COMEÇA TEMPORADA DE BIERGARTEN CERVEJA E COMIDA AO AR LIVRE PARA COMEMORAR A CHEGADA DO VERÃO   Cena de Biergarten em Kawasaki. Foto: www.tokyobeergarden.com   ...
    SUSTENTABILIDADE: Taiyo Thermas Hotel dribla a con... Preservação da biodiversidade (foto: Luci Judice Yizima) Cada vez mais têm surgido pousadas, hotéis e resortes com o objetivo de reduzir os impact...
    TAIKÔ: Matsuri Daiko de Vila Carrão promove o 2º M... O Ryukyu Koku Matsuri Daiko, grupo de taiko do estilo de Okinawa, realizará o segundo Matsuri Day, festa em prol às festividades em comemoração aos 18...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *