SÃO PAULO / MEIO AMBIENTE: Câmara Municipal aprova projeto de Kamia que cria o Parque de Vila Albertina

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou no último dia 7, o projeto de lei número 428/2009 de autoria do vereador Ushitaro Kamia (PSD) que estabelece diretrizes para a criação e a instalação do Parque Municipal de Vila Albertina, no Distrito do Tremembé (localizado na confluência da Rua José Aguirre Camargo com a Estrada de Santa Maria), na zona Norte. O projeto foi aprovado em sessão plenária. Para virar lei, terá que ser sancionado pelo prefeito Fernando Haddad (PT).

 

Para Kamia, parque deve beneficiar cerca de 300 mil pessoas (Foto: arquivo/ Aldo Shiguti)

Para Kamia, parque deve beneficiar cerca de 300 mil pessoas (Foto: arquivo/ Aldo Shiguti)

 

Kamia, no entanto, está otimista. “Já vínhamos conversando com os prefeitos anteriores e acho que não terá problema”, disse ele, explicando que na semana passada esteve em reunião com o secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, José Tadeu Candelária para iniciar o levantamento da área. Segundo o vereador, o parque deve utilizar uma área de cerca de 150 mil metros quadrados dos 260 mil.

 

Prêmio – O projeto prevê áreas de lazer para crianças e adolescentes, ciclovia, pista para caminhada e corrida, quadras, espaço para shows culturais, viveiro de plantas e espaços arborizados, dentre outros. “Será um prêmio para os moradores da região”, conta Kamia, lembrando que sua luta vem desde a década de 80, com a desativação do próprio aterro sanitário, o que aconteceu somente em 1993.

Durante 16 anos de funcionamento, foram depositados mais de 9 milhões de toneladas de resíduos. “Nossas primeiras tentativas para implantar o parque foram em 1996, mas naquela época o terreno começou a apresentar problemas de chorume (infiltração de líquidos) e gases, o que tornou inviável”, conta Kamia, afirmando que “hoje a área não oferece risco nenhum à população”.

 

Kamia (arquivo/Aldo Shiguti)

Kamia (arquivo/Aldo Shiguti)

 

Pulmão – “A comunidade de Vila Albertina já conviveu demais com esse problema”, disse o vereador, explicando que outra preocupação é o fato de a área estar localizada no “pulmão da cidade da cidade de São Paulo”. “A área fica próxima aos reservatório do Sistema do Alto Tietêe poderia ocorrer uma deterioração ao meio ambiente”, destaca Kamia, justificando que a criação do parque beneficiará não só a população do bairro como também toda a zona Norte.

“São mais de 300 mil moradores que poderão utilizar os equipamentos, não só necessários e importantes para o crescimento e conservação de nossos recursos naturais como também para a inclusão social, promovendo melhorias no entorno”, assegurou.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

    Related Post

    RIBEIRÃO PRETO: 60 mil pessoas visitaram o 19º Fes... Ribeirão Preto se transformou num pedacinho do Japão com a 19ª edição do Festival Tanabata, o maior festival de cultura japonesa do interior do estado...
    BRASIL-JAPÃO: Príncipe deve se reunir com a comuni... Conforme divulgado pela NHK, a emissora estatal do Japão, o príncipe do Japão Akishino e sua esposa, a princesa Kiko, serão os representantes da famíl...
    CUIABÁ-MT: 3º Festival do Japão de Mato Grosso ...   Aproximadamente 80 mil pessoas devem prestigiar os três dias da terceira edição do Festival do Japão Tanabata Matsuri, em Cuiabá. A maior expr...
    GUARULHOS: 3ª edição do Temaki Matsuri acontece ne... Passar um domingo agradável com a família, entre amigos, degustando à vontade sabores diferentes de temakis e ao som de uma boa música é a proposta da...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *