SÃO PAULO: Riacho do Ipiranga e Córrego Mirassol terão obras retomadas com o apoio do vereador Aurélio Nomura

O Riacho do Ipiranga e o Córrego Mirrasol – dois importantes córregos da região do Ipiranga (zona Sul de São Paulo) – serão, enfim canalizados. A liberação de verbas, uma antiga reivindicação do vereador Aurélio Nomura (PSDB), líder do Governo na Câmara Municipal de São Paulo, foi possível graças ao trabalho dos secretários Caio Megale (Fazenda), Julio Semeghini (Governo), Marcos Penido (Obras), além do apoio do Prefeito Regional do Ipiranga, Amândio Martins junto ao prefeito João Doria (PSDB).

O projeto que faz parte do Programa de Controle de Cheias estabelecido no Plano de Metas para reduzir em 15% as áreas inundáveis da cidade passou por uma nova análise, revisão dos cálculos, além de contar com a parceria da Fundação Centro Tecnológico de Hidráulica (FCTH) da USP que fez um levantamento de todos os pontos de alagamento.

 

Placa anunciando o início das obras no Riacho Ipiranga. Foto: divulgação

 

Com um investimento de R$167,3 milhões, sendo 89% de verbas federais e 11% municipal, as intervenções serão feitas entre a nascente e a avenida Bosque da Saúde. O projeto conta com 2 reservatórios, 1 canal extravasor, 1,6 km de canalização e 420m de galerias. “Não temos que combater as consequências, temos que combater a causa e o trabalho de drenagem tem como consequência direta o combate às enchentes”, explicou o secretário Penido.

O início das obras está previsto para as próximas semanas com conclusões para o primeiro semestre de 2020. “Será uma obra longa, com um tráfego intenso de caminhões e máquinas, por isso viemos apresentar o projeto, conversar com vocês [moradores] e pedir paciência pois o resultado final valerá muito a pena”, esclareceu o secretário de Serviços e Obras, Marcos Penido.

O vereador Aurélio Nomura que sempre esteve atento aos problemas com as obras do riacho e que já realizou diversas audiências públicas para cobrar das autoridades responsáveis o término das obras, lembrou que a primeira obra feita no Riacho do Ipiranga foi em 1986 e a partir daí já foram 12 obras para tentar solucionar o problema. “Já foram gastos mais de R$170 milhões, mas com falta de planejamento e obras emergenciais sem projeto realizadas pelas gestões anteriores o problema não foi resolvido. Agora com o prefeito João Doria e secretário Marcos Penido tivemos uma resposta rápida e adequada, baseada em estudos e dados técnicos”, comemorou Nomura.

 

Arborização – Ainda de acordo com o secretário Penido, o projeto contempla a área verde. “Estamos trabalhando com um projeto onde a área urbana é muito grande e temos um riacho confinado. Nesta situação não temos espaço para a implantação de um parque linear, pois não existe a possibilidade de diminuir uma pista da Ricardo Jafet, mas garanto que existe um projeto de paisagismo com uma solução muito interessante”, explicou.

 

Córrego Mirassol – Já o Córrego Mirassil terá um investimento de R$ 2 milhões do Fundo Municipal de Saneamento Ambiental para a retomada das obras de canalização.

Os moradores da região sofrem há mais de 20 anos com as enchentes na região, além do descarte irregular de lixo e o mau cheiro. Uma obra de canalização iniciada em 2013 foi paralisada pela administração anterior e a situação foi se agravando.

Em fevereiro de 2016 uma forte chuva derrubou 16 metros do muro de arrimo do córrego Mirassol. O solapamento arruinou um lote e colocou em risco a segurança dos pedestres.

“Não podemos deixar essas famílias conviverem com este descaso. A falta de planejamento e de interesse fez com que o córrego chegasse nesta situação, mas a sensibilidade dos atuais gestores e a minha persistência diária para a retomada das obras de canalização mudará a situação destas pessoas que vivem nesta área”, disse o vereador Aurélio Nomura.

Como também se tratava de um projeto com falhas e o local apresenta ocupação ao longo do leito, além de um “estrangulamento” no fluxo de água, a gestão atual fez uma readequação e começará com intervenções no trecho da rua Professor João Ortale, próximo a rua Dom Vilares.

 

Despoluição – Além da retomada das obras de contenção do Córrego Mirassol, o vereador Aurélio Nomura, se reuniu com o Secretário-Chefe da Casa Civil, deputado Samuel Moreira, para solicitar a inclusão do Córrego Mirassol no Programa Córrego Limpo do Governo do Estado de São Paulo.

Tal medida reforçou as tratativas que o Prefeito Regional do Ipiranga, Amandio Martins, está fazendo junto à Sabesp onde propôs uma vistoria no local para uma análise do descarte irregular de esgotos e possíveis intervenções.

 

 

 

Related Post

LITERATURA: Finalista do Jabuti em 2016, Leila Gue... A escritora Leila Guenther: “Para mim já foi um feito inédito”. Foto: divulgação O gosto pela leitura veio desde muito cedo. Em parte influência d...
BRASIL-JAPÃO: George Hato destaca importância de v... A convite do governo do Japão o vereador George Hato (PMDB) foi um dos políticos que embarcou para o Japão no último dia 18 para uma missão oficial ba...
COMUNIDADE: Aliança Cultural Brasil-Japão inaugura... Um sonho acalentado há muito tempo por toda comunidade da Aliança Cultural Brasil-Japão e um grande acontecimento para os moradores da zona Oeste de S...
KARAOKÊ: Com recorde de inscritos, 30º Inter Shibu... Plenamente coroado de êxito, o 30º Kayo Karaokê Taikai Inter-Shibus, realizado no último dia 17 pela AOKB/CCOB, no auditório da matriz, no bairro da L...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *