SÃO PAULO/BAIRROS: AURÉLIO NOMURA CONVOCA AUDIÊNCIA PÚBLICA PARA DEBATER CICLOFAIXAS E CORREDORES DE ÔNIBUS

A falta de planejamento foi o ponto central das discussões na Audiência Pública realizada no último dia 11, na Distrital Sudeste da Associação Comercial de São Paulo. O debate proposto pelo vereador Aurélio Nomura, líder do governo na Câmara Municipal de São Paulo, teve como objetivo discutir a implantação da Faixa Exclusiva de Ônibus na avenida do Cursino e a ciclofaixa na avenida Bosque da Saúde.

 

Nomura convoca audiência para debater ciclofaixas e corredores de ônibus. Foto: divulgação

 

Participaram dos debates o secretário de Transportes, Sérgio Avelleda, o diretor de planejamento de transporte da SPTrans, Rodrigo Sartoratto, os prefeitos regionais Amandio Martins (Ipiranga), Benedito Mascarenhas (Vila Mariana) e Maria de Fátima Fernandes (Jabaquara), os membros da Associação Comercial de São Paulo, Anis Kfouri, Samir Khoury e Giacinto Cataldo, além da vereadora Soninha Francine.

Na primeira parte da audiência foi discutida a implantação da faixa exclusiva de ônibus na avenida do Cursino. Moradores e comerciantes reclamam de sua subutilização e da falta de diálogo em sua implantação.

De acordo com o comerciante Valdeni, mais importante do que o quantitativo é a saúde econômica do bairro. “Um comerciante que investiu no seu imóvel de repente começa vê-lo fracassar e não ter mais atividade, tudo por causa da falta de planejamento e estudos para a implantação da faixa exclusiva de ônibis”, explicou.

 

Nomura destacou a importância de novos estudos: transtornos. Foto: divulgação

 

Segundo Rodrigo Sartoratto, a SPTrans está sempre  de portas abertas para receber as sugestões e demanda. “Estamos aqui para ouvi-los e sabemos que com a participação popular poderemos fazer um transporte público muito melhor”, declarou.

Aurélio Nomura destacou a importância de novos estudos para analisar a demanda. “Esta faixa exclusiva vem causando um transtorno tremendo para os moradores e para o comércio local, por isso existe a necessidade de novos estudos. Observamos que a faixa exclusiva passa a maior parte do dia vazia, por isso ela poderia ser liberada durante o dia, por exemplo”, explicou.

Já na segunda parte da audiência, o debate ficou pautado na ciclofaixa da avenida Bosque da Saúde. Implantada há mais de um ano, na gestão anterior, as obras foram interrompidas depois que o vereador Aurélio Nomura solicitou a apresentação dos estudos técnicos.

A principal reclamação é em relação ao trânsito na região. Os comerciantes alegam que não há espaço para embarque e desembarque e que os motoristas não respeitam a sinalização e estacionam em cima da ciclofaixa para entrar nos estabelecimentos da avenida.

 

Audiência foi realizado na Distrital Sudeste da Associação Comercial. Foto: divulgação

 

Diálogo – O secretário municipal de transportes, Sérgio Avelleda, disse que vai realizar uma vistoria técnica e dialogar com a população para a revisão do projeto. “Eu, pessoalmente, vou visitar as duas regiões atingidas, vou conversar com todas as pessoas que quiserem conversar, e entender o problema. É preciso construir uma solução que integre a cidade. Nós não podemos ver comerciante contra ciclista, carro contra pedestre. Eventuais erros de projetos, erros de execução, nós vamos corrigir”, finalizou.

 

 

 

Related Post

COMUNIDADE: 5º Fórum de Integração Bunkyo quer “pr...   Estão abertas até o próximo dia 25 as inscrições para o 5º FIB – Fórum de Integração Bunkyo, que será realizado nos dias 9 e 10 de novembro,...
LITERATURA: Estação Liberdade lança ‘Guerra de Gue... Publicada originalmente entre 1916 e 1917 no jornal literário Bunmei, Guerra de gueixas foi uma obra bastante ousada para a época – desde sua primeira...
PARÁ: Exposição mostra personagens da cultura japo... (CRÉDITO DAS FOTOS: GERALDO RAMOS)     A cultura japonesa, com seus personagens inusitados, pode ser conferida até 15 de novembro,...
EXPOCEVICHE: Nipo-peruana participa de Festival no... A gastronomia do Peru é cada vez mais difundida em São Paulo e o mundo e para quem gostaria de experimentar o que o nosso vizinho andino tem para ofer...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *