SAÚDE: Hospital Santa Cruz homenageia Seigo Tsuzuki, ex-ministro da Saúde

Médico foi fundamental na articulação da reintegração do Hospital à comunidade nipo-brasileira

 

Masato Ninomiya, Seigo Tsuzuki e Renato Ishikawa (foto: Aldo Shiguti)

Masato Ninomiya, Seigo Tsuzuki e Renato Ishikawa (foto: Aldo Shiguti)

 

No dia 25 de agosto, a partir das 17 horas, o Hospital Santa Cruz (HSC) realiza uma cerimônia de homenagem ao médico e ex-ministro da Saúde Seigo Tsuzuki. Além do descerramento de uma placa, haverá discurso do presidente do HSC, Renato Ishikawa, e da Cônsul-Geral adjunta do Japão em São Paulo, Hitomi Sekiguchi, em homenagem à importância de Tsuzuki para a Instituição.

Com a eclosão da 2º Guerra Mundial em 1941, o Brasil rompeu as relações diplomáticas com o Japão e, uma vez que o Hospital Santa Cruz fazia parte do patrimônio de um país rival, sofreu intervenção do governo federal, com todos os bens congelados. A situação de exceção perdurou até 1945, mas foi somente em 1990, com a assinatura de um decreto pelo então presidente da república, José Sarney, que o Hospital Santa Cruz foi reaproximado da comunidade nipo-brasileira, estruturando a formatação da atual gestão da Instituição.

Filho de japoneses, Seigo Tsuzuki foi fundamental na articulação e assinatura deste decreto, que concretizou as reivindicações do Movimento Cívico pela Reintegração do Hospital Santa Cruz à comunidade nipo-brasileira. Graças à insistência de Tsuzuki, o então ministro da Justiça, Saulo Ramos, identificou uma brecha jurídica que permitiu legitimar a devolução do HSC aos imigrantes japoneses e seus descentes.

Ainda, Tsuzuki foi superintendente da Instituição e fortificou a credibilidade do Hospital por meio de sua gestão administrativa de excelência. O médico angariou projeção internacional ao HSC, além de atrair profissionais reconhecidos no exterior para trabalhar na Instituição. Assim, o Hospital Santa Cruz reconhece a importância de sua atuação e organiza a cerimônia de homenagem para agradecer por todo o apoio ao longo dos anos.

 

 

Sobre o Hospital Santa Cruz

O Hospital Santa Cruz completou em 29 de abril passado 77 anos de atividades ininterruptas, sendo a única entidade fundada pelos primeiros imigrantes em plena atividade e considerado um marco de intercâmbio nipo-brasileiro na área da saúde. Conhecido antigamente como “Nihon Byouin”, que significa Hospital Japonês, o Santa Cruz é referência em Oftalmologia, Ortopedia, Neurologia, Cardiologia entre outras especialidades e é reconhecido pelo atendimento humanizado e personalizado com profissionais bilíngues. Hospital de médio porte, com centro cirúrgico capacitado para atender todos os tipos de procedimentos, desde os mais simples até os de alta complexidade, dispõe de quatro salas para cirurgias oftalmológicas, nove salas para cirurgias em geral, 30 leitos de UTI (geral, neurológica e coronariana, sendo 10 leitos em cada um) e 139 leitos de internação. O Pronto Atendimento, bem como o Ambulatório, está preparado para atender as mais variadas especialidades médicas.
Site: www.hospitalsantacruz.com.br

Facebook: https://www.facebook.com/santacruzhosp

LinkedIn: https://www.linkedin.com/company/hospital-santa-cruz

Twitter: https://twitter.com/santacruzhosp

Instagram: https://www.instagram.com/santacruzhosp

 

Related Post

HOSPITAL NIPO-BRASILEIRO: SERVIÇO DE CIRURGIA DO J... O Grupo de Cirurgia do Joelho do Hospital Nipo-Brasileiro (HNB) é especializado no tratamento de doenças e lesões traumáticas do joelho, oferecendo at...
ESPECIAL/18º FESTIVAL DO JAPÃO: Miss Nikkey Brasil... Suzana Yosino Simões, paranaense da cidade de Londrina, 20 anos, estudante de direito na UEL (Universidade Estadual de Londrina) e maquiadora profissi...
COMUNIDADE: Hospital Santa Cruz recebe doação de E... A Fundação Toyota do Brasil fez a entrega de um Etios, doado por sua mantenedora, Toyota do Brasil, para o Hospital Santa Cruz, no dia 26 de novembro,...
SAÚDE: Governo do Japão anuncia apoio para combate... O governo do Japão se uniu ao Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) para o enfrentamento da epidemia de vírus zika na América Latina e o Caribe...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *