SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: Natal Budista em Lins

 

Cerimônia do chá (Foto: Shigueyuki Yoshikuni)

 

Cortejo do elefante branco (foto: Shigueyuki Yoshikuni)

Como em todos os anos, em todos os lugares onde haja seguidores, o nascimento do Buda foi celebrado com festa de gala, assim como os católicos celebram o de Cristo e os muçulmanos de Maomé. Nesta cidade não foi diferente. O evento contou com o culto budista, cerimônia do chá, cortejo do Elefante Branco – importante no simbolismo dessa religião -, jantar festivo e encerrando com números de atividades artísticas variados, onde é quase que obrigatória a participação de toda a comunidade, seja budista ou não. Estiveram prestigiando o evento o vice-prefeito Rogério Barros, o vice-presidente da Câmara Municipal, vereador Sidnei Ferrazoni, também representando o presidente, Marino Bovolenta Júnior, o representante do Deputado Federal Walter Ihoshi, o Bispo Hommei Saito, presidentes e entidades da região.

 

A sacerdotisa Tijo Sensei fez a preleção sobre a data (foto: Shigueyuki Yoshikuni)

 

 

 

 

(Shigueyuki Yoshikuni é jornalista e reside em Lins, também colunista do jornal Correio de Lins, colaborador do Jornal da Colônia de Araçatuba e do Jornal das Nações de Àguas de Prata, e diretor de comunicação do Bunkyo de Lins)

 

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JOJOSCOPE: Oka o Koete – Pic nic na colina   Fujiyama Ichiro imortalizou canções dos novos tempos.     “Oka wo koete” (丘を越えて), ou “Subindo a colina” foi um big hit l...
AKIRA SAITO: Mo Ichi Do   “Aquele que persiste sempre alcançará seus objetivos, pois diante de um fracasso ou uma queda, ele se reerguerá e tentará mais uma vez”  ...
ERIKA TAMURA: Carta aos brasileiros Prezados brasileiros,   Venho por meio desta carta dizer o quão privilegiados são os brasileiros que vivem no Brasil.  Portanto, valori...
AKIRA SAITO: QUERER E SER “A melhor forma de contribuir com todos a sua volta e para a sociedade é através do próprio exemplo”   Para chegar a algum lugar é preciso pr...

One Comment

  1. ***Bom dia, á todos:
    com referência a esta data, coloco para apreciação dos amigos a seguinte reflexão: considerando que o Buda Primordial que sempre habitou no Cósmico Infinito – sem principio nem fim – se tornou manifesto fisicamente para nos ensinar (com um corpo) no Buda Histórico, nascido como Sakiamuni para mostrar a humanidade que qualquer um pode alcançar a iluminação que se encontra adormecida em nosso interior, ouso fazer esta reflexão:
    se o Príncipe Sidarta fosse influenciado de tal forma por seu pai, vindo a se tornar um guerreiro e político da clã dos Sakia, então a humanidade não despertaria de sua ilusão dos sentidos? Nesse caso, de alguma forma o Buda Primordial que envolve o TODO providenciaria o nascimento de um outro Iluminado Supremo para ensinar o caminho da iluminação para esta nossa humanidade beligerante?
    Arigatô com um abraço fraternal aos amigos.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *