SILVIO SANO: Linha de trem é mantida por causa de um único passageiro!

É verdade! Mais especificamente devido a uma estudante. Alguns leitores já devem ter visto reportagem a respeito, assim como eu, via on line, redes sociais, etc. Adivinhem onde isso ocorreu? No Japão, lógico! O lógico, devido ao conhecimento global que já se tem daquele país, não fica só por minha conta, mas também pela da maioria dos que a leram a ponto de alguns até afirmarem que… “só poderia ter sido mesmo lá!” Né, não?!

 

niponica4-04

 

Pois é. Só que não foi bem assim, não exatamente por causa de uma só estudante… rsrs. Se bem que, de qualquer forma, uma decisão inaudita da empresa ferroviária responsável. O que ocorre é que na estação onde pega o trem, sim, somente ela sobe no mesmo… mas se juntando a outros poucos estudantes vindos das outras duas estações restantes, ainda mantidas nessa linha por causa… deles todos!

A empresa é a Japan Railways (JR), governamental e maior do Japão que, desde há 3 anos, se prepara para desativá-la, localizada na região norte de Hokkaido. Parece que foi um alarde proposital para chamar a atenção sobre essa decisão. A estudante, portanto, é a única naquela estação e utilizará o trem até se formar, em março deste ano, data marcada pela empresa ferroviária para desativar, de vez, a linha.

De qualquer forma, para o mundo ocidental e, principalmente, ao Brasil, uma decisão extraordinária até porque continua sendo devido a alguns poucos usuário, e pela forma, em respeito a eles que se formarão em março, quando se encerra o ano letivo no Japão.

E por que essa afirmação anterior de extraordinária? Porque, por aqui, estamos acostumados com desativação desses tipos de serviços, mesmo com a ainda necessidade de milhares de pessoas e, pior, sem aviso prévio. Não é o caso de trens de passageiros que, desde há muito, praticamente não existe no Brasil, o que é uma lástima. Com linhas de ônibus é frequente, mesmo a uma simples mudança de itinerário.

Nesse caso japonês, mais do que simples satisfação de que irá ocorrer, ainda a adequaram à necessidade desses derradeiros passageiros.

 

Mesmo que só a um

Em se tratando de lá

Nada a estranhar

 

SILVIO SANO

SILVIO SANO

é arquiteto, jornalista e escritor.

E-mail: silvio.sano@yahoo.com
www.nikkeypedia.org.br/index.php/Silvio_Sano
SILVIO SANO

Últimos posts por SILVIO SANO (exibir todos)

     

     

    Related Post

    BEM ESTAR: O-mo-te-na-shi – A arte de servir bem Tradicionalmente os japoneses tem o hábito de servir bem as pessoas, tratamento esse que são dispensados a todos sem exceção, na obtenção de satisfaçã...
    CANTO DO BACURI > Francisco Handa: O último filme ... Um ano após ter feito Akasen Chitai, de 1956, o diretor Kenji Mizoguchi veio a falecer aos 58 anos, prematuro para quem poderia produzir muito em obra...
    CANTO DO BACURI > Mari Satake: A filha do padre     A filha do padre   Era uma menina calada. Sempre bem arrumada, parecia uma princesa. Chegou à classe alguns dias dep...
    MUNDO VIRTUAL: Olhando além da prisão do vice-pres... Nesta semana que se passou, ocorreu um novo fato que a meu ver tem grandes ramificações no mundo virtual: foi preso e recolhido ao Centro de Detenção ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *