SILVIO SANO: Mariza Letícia se foi… E daí?!

Mariza Letícia morreu, oficialmente, no dia 3 de fevereiro, mas desde o dia em que foi internada, em 24 de janeiro, no Hospital Sírio-libanês, após ter sofrido AVC causado por aneurisma detectado há mais de dez anos, desencadeou uma onda de manifestações absurdas nas redes sociais, tanto da parte da direita quanto da esquerda… extremas, bem entendido, porque quem é moderado, equilibrado, independentemente do lado, não chega a esse ponto. Né, não?!

Os comedidos, de boa formação, não usariam tal situação para expressarem (defenderem?) suas ideologias aos quatro ventos… e de forma tão contundente. O que ocorreu foi inumano! De sem caráter! Desde sua internação, com ela ainda em vida. Nem dá para transcrever aqui algumas dessas manifestações.

Quem me acompanha nas redes sociais (só tenho Facebook e Twitter) sabe o quanto desejo que o ex-presidente Lula tenha o destino que, acho, merece… dentro da lei! Até me transvesti, em minha foto dos perfis, em um personagem da música popular brasileira para expressar meu fervoroso desejo. Nem por isso me considero extremista porque sou assim apenas em relação a ele. Ou melhor, mas também em relação à impunidade neste país, em qualquer escalão.

No caso dele, quem se transvestiu de verdade foi o próprio, de justiceiro, como Robin Hood, de tirar dos ricos para dar aos pobres… para ser eleito! Depois, eleito, dividiu a riqueza da Nação em três: pobres, ricos e… sua tchurma… instituindo e banalizando a corrupção!! A ganância foi tamanha que não percebeu que país que não produz, uma hora, explode.

E explodiu! Nem considero Dilma como causadora porque, se existisse reeleição ad eternum e Lula é que tivesse ocupado a cadeira da presidência também nesse período, ocorreria o mesmo porque os procedimentos não mudariam. Dilma, poste, que nem diálogo aceitava, apenas antecipou a derrocada. Ainda bem…

Por isso não me considero extremista por manter minha cruzada contra ele. Tenho amigos petistas com os quais até me relaciono bem, apesar de lamentar que ainda o sejam pela boa formação que têm, ao menos, a ponto de entenderem o significado de “pão e circo”. Mas isto é outra história.

No caso de Mariza Letícia até desejaria o contrário, para que se acertasse devidamente com a Justiça em vida. De qualquer forma, nem ao pior inimigo desejaria algo perto do que lhe foi agourado nas redes sociais. Mas não nego que, ocorrido, dependendo da pessoa, não lamentaria.

Como considero inimigo todo aquele que, tendo o poder nas mãos, o utiliza apenas em proveito próprio, dentre eles, meu pior só poderia ser aquele a quem mantenho tal cruzada. E ficou ainda mais ao fazer uso político do óbito da própria esposa, postura bem pior do que aquelas agourentas. Mostrou, de vez, quem é!! Ou… o que é!!

Não acompanhei o velório, mas assisti aos flashes sobre o mesmo. Um detalhe, não comentado na mídia, chamou minha atenção para consolidar seu caráter quando, ainda no carro, abriu a janela e acenou ao povo… num momento daquele. Ou seja, Mariza Letícia se foi… E daí?!

 

Enganou a todos

Com o velho pão e circo.

Que cabra safado!

 

SILVIO SANO

SILVIO SANO

é arquiteto, jornalista e escritor.

E-mail: silvio.sano@yahoo.com
www.nikkeypedia.org.br/index.php/Silvio_Sano
SILVIO SANO

Últimos posts por SILVIO SANO (exibir todos)

     

     

    Related Post

    JORGE NAGAO: Receita Para Um Texto Saboroso    (Para o Rony “Comida dos Astros” Cácio, que está em cartaz no Teatro Augusta 943, às quartas, até  04/09. Um show de rachar o grão-de-bico,...
    PROMISSÃO: Peregrinação do Santuário Histórico de ...   Nesse domingo, foi a Missa anual da Igreja Cristo-Rei, celebrada pelo Padre Francisco, auxiliado pelo  Pe. Megumi, pelo Pe. Jesus, Monges e ...
    MUNDO VIRTUAL: Redes sociais e intimidade    A primeira interrogação que a meu ver precisa ser respondida envolve o conceito de intimidade nos dias atuais; para a maioria dos dicionários, i...
    CANTO DO BACURI > Francisco Handa: O lobo e o filh... Muito estranho é quando um aventureiro assassino percorre o Caminho do Inferno – Meifumado – levando consigo o filho de três anos, como que este tives...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *