SILVIO SANO > NIPÔNICA: A COPA NÃO DEVERIA SER NO BRASIL… DEVERIA?

NÃO?!… Ao menos, explicitamente, para 38% dos brasileiros, segundo pesquisa Data Folha realizada em meados de fevereiro. A pesquisa aponta ainda que apenas 52% apoiam a realização do Mundial no Brasil. Em 2008 era quase 80%! E esse número dos que apoiam é devido aos índices atingidos no Nordeste (64%) e Norte/Centro-Oeste (68%) porque, se dependesse de outras regiões onde as médias de escolaridades são mais altas, daria reprovação! Na região Sul, apenas 39% aprova a Copa noBrasil e no Sudeste, 44%.

Em 2008, os contra explícitos eram pouco mais de 10%. As opiniões contrárias foram crescendo aritmeticamente à medida que os brasileiros iam tomando consciência do significado real do evento ao país, mas tomou crescimento geométrico a partir de junho do ano passado com as manifestações por passarem a conscientizar também dos menos esclarecidos.

Em minha primeira Nipônica do ano, abri-a segundo o tema já a partir do título (2014, ano da Copa em ritmo de trote). Bom, esse trote aí não tem a ver apenas com o ano do cavalo. Quem pratica equitação sabe (fui pesquisar) que o trote é uma das quatro andaduras do cavalo, uma das duas mais lentas… rsrs. Já deu pra entender. Né, não?! Pois bem, na Nipônica, já informava que, além de estádios inacabados, 75% das obras de mobilidade urbana estavam atrasadas e algumas, oficialmente, não mais seriam entregues à competição. Isso, sem contar os aeroportos, cartões de visitas aos estrangeiros. E tivemos sete anos para isso!

Para nós brasileiros que conhecemos bem como “somos” em relação a prazos e acabamentos, comparando com um Japão, por exemplo, que rememora três anos de tsunami de maneira exemplar de recuperação, o exposto naquela Nipônica não é novidade, mas banalidade!! Outro exemplo é a Alemanha, em 2006, que a 100 dias da Copa tudo, tudo!, já estava pronto!

Ou seja, o que justifica os números dessa nova pesquisa é ciência do enorme legado que a Copa nos deixará, não apenas das obras sem nexos (elefantes brancos), inacabadas e, como sempre, superfaturadas para que parte tenha outra destinação, mas de tudo que é fundamental ao desenvolvimento do país que, para isso, deixou de ser realizado e que… agora, sim, não em ritmo de trote teremos de fazer. Teremos…

 

À equitação

Trote é andadura

Ao Brasil, “trote”.

 

 

 

Silvio Sano

é arquiteto e escritor. E-mail: silviossam@gmail.com

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SILVIO SANO > NIPÔNICA: Rio 2016 – A meta nã... Pois é... quem mandou estipular meta para medalhas? Apesar do 13º lugar no quadro geral, tanto nas de ouro como no total, se considerarmos que muitos ...
ERIKA TAMURA: Copa do Mundo     Relutei em escrever sobre esse assunto que já sofre um desgaste natural, mas diante das atitudes da torcida japonesa no Brasil...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: E as mulheres e os negros ... Desde que tomou posse e anunciou seu ministério, o presidente interino, Michel Temer, tem sofrido uma saraivada de queixas, principalmente da parte do...
SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: Família Moribe, de Cafelândi...   Foi em 6/05/1913, que o Patriarca Isaburo, saindo de Fukuoka, desembarca no porto de Santos. Moribe significa –Guardiões da Floresta -. Como...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *