SILVIO SANO > NIPÔNICA: A COPA NÃO DEVERIA SER NO BRASIL… DEVERIA?

NÃO?!… Ao menos, explicitamente, para 38% dos brasileiros, segundo pesquisa Data Folha realizada em meados de fevereiro. A pesquisa aponta ainda que apenas 52% apoiam a realização do Mundial no Brasil. Em 2008 era quase 80%! E esse número dos que apoiam é devido aos índices atingidos no Nordeste (64%) e Norte/Centro-Oeste (68%) porque, se dependesse de outras regiões onde as médias de escolaridades são mais altas, daria reprovação! Na região Sul, apenas 39% aprova a Copa noBrasil e no Sudeste, 44%.

Em 2008, os contra explícitos eram pouco mais de 10%. As opiniões contrárias foram crescendo aritmeticamente à medida que os brasileiros iam tomando consciência do significado real do evento ao país, mas tomou crescimento geométrico a partir de junho do ano passado com as manifestações por passarem a conscientizar também dos menos esclarecidos.

Em minha primeira Nipônica do ano, abri-a segundo o tema já a partir do título (2014, ano da Copa em ritmo de trote). Bom, esse trote aí não tem a ver apenas com o ano do cavalo. Quem pratica equitação sabe (fui pesquisar) que o trote é uma das quatro andaduras do cavalo, uma das duas mais lentas… rsrs. Já deu pra entender. Né, não?! Pois bem, na Nipônica, já informava que, além de estádios inacabados, 75% das obras de mobilidade urbana estavam atrasadas e algumas, oficialmente, não mais seriam entregues à competição. Isso, sem contar os aeroportos, cartões de visitas aos estrangeiros. E tivemos sete anos para isso!

Para nós brasileiros que conhecemos bem como “somos” em relação a prazos e acabamentos, comparando com um Japão, por exemplo, que rememora três anos de tsunami de maneira exemplar de recuperação, o exposto naquela Nipônica não é novidade, mas banalidade!! Outro exemplo é a Alemanha, em 2006, que a 100 dias da Copa tudo, tudo!, já estava pronto!

Ou seja, o que justifica os números dessa nova pesquisa é ciência do enorme legado que a Copa nos deixará, não apenas das obras sem nexos (elefantes brancos), inacabadas e, como sempre, superfaturadas para que parte tenha outra destinação, mas de tudo que é fundamental ao desenvolvimento do país que, para isso, deixou de ser realizado e que… agora, sim, não em ritmo de trote teremos de fazer. Teremos…

 

À equitação

Trote é andadura

Ao Brasil, “trote”.

 

 

 

Silvio Sano

é arquiteto e escritor. E-mail: silviossam@gmail.com

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

AKIRA SAITO: BUSHIDO 5 – JIN   “A vida de um homem só terá sentido se for cultivada a compaixão e a benevolência em suas ações e pensamentos”   Um bom Samurai trata...
SILVIO SANO: E… Vai, Corinthians!!   Com a permissão dos queridos leitores, eu, corintiano, que já até escrevi um artigo ao rei Pelé homenageando-o pela passagem de seus 60 anos...
AKIRA SAITO: LÍDERES NÃO TÊM PROBLEMAS “Líderes pensam em soluções”   Muitas pessoas acham que aqueles líderes, sejam de suas empresas ou em qualquer outro seguimento, não tem prob...
ERIKA TAMURA: Fernando Henrique Cardoso, meu ídolo...       Ídolo, segundo a definição no dicionário significa: Figura ou imagem que representa uma divindade, pessoa de extraor...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *