SILVIO SANO > NIPÔNICA: Carros abandonados/roubados

Para ir ao shopping de jardinagem e paisagismo que tem em meu bairro, por ocupar quadra inteira e ser contramão para mim, necessito dar enorme volta ladeando todo seu longo e alto muro periférico.

Uma dessas ruas de seu entorno, é meio inóspita e repleta de cortiços. Até por isso, o lado amurado do shopping nessa rua acaba se transformando em estacionamento de carros aos moradores que os têm… mas também em atraente local para desova de carros roubados, como está evidente em alguns já em precárias condições, depenados, sem rodas, etc… e até com vegetação surgindo de dentro deles. O que significa não haver fiscalização e nem o recolhimento deles por parte da prefeitura… ou seja, abandonados! Mas isto é outra história.

Carros abandonados (?) em nossa cidade não é novidade para ninguém, mesmo nas condições que citei acima… até porque, em Sampa, não abandonados também estão sujeitos a serem depenados. Um amigo teve os quatro pneus do carro roubados em uma noite! E isto também é outra história… rsrs.

Meu tema, aqui, é o fato de ocorre-los… e muito!, o que me remeteu ao Japão onde não há essa possibilidade!

Verdade. E por quê?!

Porque para se adquirir um carro naquele país é necessário que se comprove ter garagem ou estacionamento próprio para guarda-lo! Como o país tem território ínfimo e superpopulação, sem contar o excepcional poder de compra do japonês, foi uma medida necessária para evitar o caos no país, nesse aspecto. E em caso de troca de carro, há que se provar que a garagem ao anterior está liberada… ou adquirir nova. Ou seja, provar que se desfez do anterior!

Isso não serve ao Brasil devido aos nossos “jeitinhos”, à nossa fiscalização, além de nosso país estar repleto de locais totalmente ermos, como lagos e rios, ideais para desova de carros.

Ih?! Em vez de trazer bom exemplo aqui, será que acabei sugestionando os japoneses como burlar a lei?

Não! Tô tranquilo. Até porque, lá, pela alta tecnologia equivalente em qualquer ponto do país, não há como fugir de alguma câmera… Né, não?!

 

SILVIO SANO

SILVIO SANO

é arquiteto, jornalista e escritor.

E-mail: silvio.sano@yahoo.com
www.nikkeypedia.org.br/index.php/Silvio_Sano
SILVIO SANO

Últimos posts por SILVIO SANO (exibir todos)

     

    Related Post

    BEM ESTAR: Conversando com as pessoas Todos temos conhecimentos, vivencias, experiências, crenças enraizadas, adquiridas no decurso desta vida de luta, de sofrimentos e de glorias. Ensi...
    ERIKA TAMURA: Hiroyuki Tamura é homenageado em Bau...   Dia 14 de julho, aconteceu um fato indescritível comigo, mas apenas agora estou tendo a calma de assimilação para poder escrever o que acont...
    JOJOSCOPE: Juni Hitoe: o mais nobre dos quimonos   Somente mulheres da nobreza podiam usá-lo. Isso significava na prática, imperatriz e princesa da corte, para começar. Mas também esposas de ...
    AKIRA SAITO: ACORDAR UM INICIANTE, DORMIR CAMPEÃO “A busca consiste em alcançar o equilíbrio, sempre”   Quando iniciamos, visualizamos o objetivo como algo distante e em muitas vezes citado c...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *