SILVIO SANO > NIPÔNICA: Minha Copa do sonho!!

 

Héim?! Como assim, se o caríssimo leitor sabe do quanto sou contra a realização da Copa do Mundo de Futebol em nosso país? E é verdade. Até interrompi minha série de vídeos (Youtube) com ilustrações alusivas às nossas cinco conquistas tão logo terminei a do tricampeonato no México.

Pois é. É que estava prestes a participar dela de modo incisivo, com profundidade. Prestes? Sim! Não irei mais! Antes, necessito esclarecer o por que de minha participação… e de forma incisiva, depois de ser tão contrário à mesma no Brasil. A razão é que fui contatado por uma emissora japonesa e, logo após breve entrevista, via DDI, aprovado a compor a equipe que viria ao Brasil para acompanhar a seleção da… Bósnia-Herzegovina!!

É… Bósnia-Herzegovina! Imagino que o leitor, igual a mim, tenha ficado estupefato com essa informação inicial… até ouvir as razões. A primeira, pelo fato de um dos acompanhantes dessa seleção, Ivica Osim, já ter sido técnico da japonesa (2006-207),  e a segunda, por ter sido um dos principais responsáveis pela inédita vaga em uma Copa do Mundo, ao incutir na seleção (comissão técnica e jogadores) o espírito profissional sobrepondo ao étnico,  facilitando assim o trabalho do técnico Safet Susic. Resultado: primeira colocada do grupo com um ataque avassalador marcando 30 gols e sofrendo apenas 6, em 10 jogos!

A matéria giraria, portanto, em torno desse técnico que teve como principal obstáculo as fortíssimas questões étnico-relogiosas sempre presentes na complicada e violenta história do país. Não hesitei! Assim, encaminharam o pedido de minha credencial à FIFA e fizemos a programação. Alguns dias no Guarujá, onde a delegação se concentrará e, em seguida, partindo para o Rio de Janeiro para acompanhar apenas um jogo da seleção, a inicial, contra a… Argentina, de Messi!

Mas, nesse interim, Ivica Osim, que se não fosse pela idade, talvez, tivesse sido o técnico da seleção, foi acometido de uma doença do coração e seus familiares o proibiram de acompanhar a delegação ao Brasil! Meu contato com a emissora, avisou-me disso, mas pediu que me mantivesse alerta para o caso de melhora dele e manutenção dos planos.

Alguns dias após, a FIFA informou-me, por email, que minha credencial tinha sido aprovada. Como meu contato também recebeu a dele, no dia seguinte, solicitou-me para que, em caso de aborto da matéria não fizesse uso particular da credencial! Como a questão da ética profissional ainda é algo impregnado em mim, pedi-lhe que não se preocupasse… apesar da cosseguinha… rsrs.

E não posso negar que a imaginação “viajou” muito enquanto o projeto ainda estava de pé. Desfilando com minha credencial; conversando com Ivica e jogadores B-H, de frente à praia do Guarujá; entrando no novo Maracanã; na sala Vip dos repórteres; vendo Messi jogar, ao vivo!… mas, principalmente, como bom brasileiro, torcendo para uma “aprontada” da Bósnia-Herzegovina sobre a Argentina!! Seria a glória!, mas ficou no sonho… morrendo na praia.

 

Na Copa do sonho

Muitas histórias exemplares

Há por trás dela

 

 

=====================================================================

 

 

 

Silvio Sano

é arquiteto e escritor. E-mail: silviossam@gmail.com

www.nikkeypedia.org.br/index.php/Silvio_Sano

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

ERIKA TAMURA: Seminário sobre o acordo previdenciá... Dia 27 de outubro, participei de uma palestra com Belara Giraldelo, sobre previdência e acordo previdenciário. Belara é gerente da Agência da Previ...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: TRÊS EVENTOS COMPLETAMENTE...   Pois é, no início de minhas pesquisas sobre a imigração japonesa ouvia muito falar que, no passado (?), bastava juntar três “japoneses” para...
GATEBOL: 4º Torneio Copa Nozimoto celebra os 92 a... Foi realizado no dia 15, com a participação de 31 times representando 15 cidades, o 4º Torneio Copa Nozimoto. Os classificados foram os seguintes: Sér...
CANTO DO BACURI > Francisco Handa: Tão Breve | Aos... Tão breve As pessoas chegam Outras partem Em destinos que desconheço Num movimento constante Dos astros e planetas. Viajante sempre fui Sai de ...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *