SILVIO SANO > NIPÔNICA: Opa?! Até no Mundial de Karaokê?!

Foi realizado no final de semana passado, em Vancouver (Canadá), o 14º Campeonato Mundial de Karaokê da KWC (Karaoke World Championships). Três dias de maratona aos cantores classificados por eliminatórias em seus respectivos países. Maratona porque, todos, cantaram nos três dias, cada vez, com música diferente, e também na categoria dueto por país, realizada no deste ano.

O Brasil, pela Produtora Teka Barnabé (KWC Brasil), selecionou Michael Douglas e Bruna Higashi como representantes para sua terceira participação nesse evento. A primeira, não ainda pela produtora, em 2011, de forma amadora, fez uma seleção dentre cantores da comunidade nikkei e enviou à Irlanda, Renato Chibana e Mônica Misawa, onde não se saíram bem diante dos “monstros” estrangeiros. A produtora assumiu apenas ao do ano passado, à Singapura, e ao deste, ao Canadá, mas buscando cantores pelas cidades do país. Ao de 2015, Phil Wennerstrom foi Top 5 e Mariana Moi, Top 10; e ao deste, a situação se inverteu, com Bruna entre as cinco melhores, na terceira colocação e Michael entre os dez. No dueto, foram quarto. Parabéns à Bruna e ao Michael!!

Pois bem… por que escrevo a respeito? Porque convidado pela produtora, pela segunda vez, a assistir à final brasileira, com Joe Hirata no júri em ambas e, dessa vez, como presidente, resolvi assistir também a final mundial, com transmissão ao vivo. Pelo fuso horário não pude acompanhá-lo plenamente, mas vi quase todos os cantores. Altíssimo nível, superior ao do ano passado.

Assistia-o como simples curioso até o momento das premiações finais quando algumas me surpreenderam e acabaram por me remeter ao conteúdo da Nipônica anterior! Não que jogue suspeita ao resultado porque, de tão alto nível, até achava que vários mereciam vencer! Tanto, que comentei, ao vivo, em minha rede social que… “o júri deve estar em apuros” para escolher os campeões.

Mas “sá… cumé, né?” Em tempos de dependências financeiras para realizações de grandes eventos… até mesmo de locais para realizá-los (Tailândia e Finlândia, quatro vezes cada), somado ao jeito que sou…

Fui logo ver o histórico do evento até para me provar que estava errado. “De cara”, quase me dou razão: em Singapura ganhou o cantor local! Mas nos demais, não! Ufa! Segui adiante: o único campeão finlandês conquistou-o fora da Finlândia; a Austrália já foi bi, mas dessa vez ficou apenas em quarto no masculino; a Inglaterra até ganhou em ambas categorias, mas lá no longínquo primeiro mundial, em 2003, etc.

Ou seja, estou errado?

Bom, ao deste, três canadenses ficaram no Top 5, duas no feminino (país anfitrião deve poder inscrever dois de cada) e um no masculino; e o Japão, cujo maior patrocinador é de lá, teve também seu campeão.

Nada contra! Além de leigo, quem sou eu para discordar? Até achei que os três primeiros, em ambas as categorias, podiam mesmo ser os campeões. Mas cá pra… mim, apesar de ter achado excelente a última apresentação do japonês, suas duas primeiras foram apenas razoáveis. Fazer o quê? Né, não?!

 

Duro ser jurado,

Alguém sempre desconfia.

Culpa da “pressão”?!

 

SILVIO SANO

SILVIO SANO

é arquiteto, jornalista e escritor.

E-mail: silvio.sano@yahoo.com
www.nikkeypedia.org.br/index.php/Silvio_Sano
SILVIO SANO

Últimos posts por SILVIO SANO (exibir todos)

     

    Related Post

    JORGE NAGAO: Como Dilma chegou lá contracapa do livro de Ricardo B. Amaral Em 2009, quando Lula lançou a ministra Dilma como candidata do PT, o espanto foi geral. Ele quer eleger u...
    SILVIO SANO > NIPÔNICA: O metrô e suas vantagens Na semana passada fiz muito uso do metrô, até porque moro a 150 metros de uma estação e minhas idas foram à Liberdade e Av. Paulista. E porque metrô é...
    SILVIO SANO: NIPONICA: Isadora Kataoka, a true lov... Na semana em que a atenção do Brasil voltava-se à prisão dos protagonistas do Mensalão, a minha tinha pequenos desvios a outra ocorrência bem meno...
    SILVIO SANO: AINDA SOBRE MATRÍCULAS NAS ESCOLAS Pois é, conforme bato muito na mesma tecla, em se tratando de Brasil tudo pode se esperar. E o assunto do momento, sem dúvida, vem do Maranhão, da...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *