SILVIO SANO > NIPONICA: Pescando no Rio Tietê…

niponica2-38

 

Nesta semana em que se comemora o dia do Rio Tietê, diversas festividades e atividades, como em todos os anos, estão sendo realizadas em algumas localidades às suas margens, como Salto, Tietê, Barra Bonita, etc. O problema é que, neste ano, pela longuíssima estiagem, nos lugares mais próximos da nascente, não há bem um clima de festa.

Mas como há males que vem para bem, iniciativas para conscientização em defesa do rio e ao uso racional da água ganham mais espaço. Na semana passada, um ônibus anfíbio, com 26 passageiros e uma faixa “Por Uma Cidade Navegável” cobriu quase todo o trecho urbano dele para chamar a atenção aos benefícios de sua recuperação. Uma senhora, no ônibus, lembrou que aprendera a nadar no rio e que ainda nadara nele por alguns anos. Sou testemunha de que fala a verdade, não por te-la visto nesse ato, mas porque também o vi navegável. Na época frequentava uma escola japonesa que participava de competições de atletismo, algumas das quais realizadas no Clube de Regatas Tietê, quando o vi ainda nessas condições.

Talvez também por isso, já cheguei a escrever duas Nipônicas em defesa dele, sempre atrelado a uma lembrança de, quando no Japão, ter visto na margem de um dos rios de Tóquio um homem… pescando! Pois é, e uma das Nipônicas que escrevi, ao contrário, foi devido às espumas provocadas pela poluição do rio que me acompanharam desde Santana do Parnaíba até quase Itu acabando, de vez, com um passeio que costumava repetir todos os anos com minha família.

Desta vez, aproveito o momento das Eleições para voltar a fazer essa defesa, visto que, anos atrás um engenheiro que cuidava da dragagem do rio, dentro de um dos inúmeros projetos de despoluição do mesmo, alertou-me exatamente para esse aspecto, afirmando que com vontade política bastaria um projeto para despolui-lo e torna-lo navegável. Referia-se às “forçadas” na demora dessa execuções, até para “eternizá-las”, a fim de não perderem a “boquinha” já que se tratava de “simples” retirada de lama…

Ou seja, até a salvação desse simbólico rio… e de muitos outros, estão nas mãos de bons políticos, ou seja ainda, nas nossas!! Né, não?!

.

Despoluir o rio,

Torna-lo cartão postal!

Quem não gostaria?

 

 

=====================================================================

silvio-nippak

Silvio Sano

é arquiteto, jornalista e escritor. E-mail: silvio.sano@yahoo.com

www.nikkeypedia.org.br/index.php/Silvio_Sano

=========================================================================

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JORGE NAGAO: Sobre Nomes Japoneses   Os nomes e sobrenomes japoneses, até hoje, causam estranhamento aos ouvidos dos ocidentais. Por conta disso, nossos pais, avós e bisavós, ce...
HAICAI BRASILEIRO O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Matsuo Bashô...
HAICAI BRASILEIRO   O Jornal Nippak publica aqui os haicais enviados pelos leitores. Haicai é um tipo de poema que se originou no Japão. Seu maior expoente é Ma...
SILVIO SANO > NIPÔNICA: Uma caminhada proveitosa, ...   Devido à vida sedentária atual, costumo me provocar a, sempre, fazer caminhadas. Por exemplo, para comprar remédios. Apesar de existir u...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *