SILVIO SANO > NIPÔNICA: Robertinho, 50 anos de versatilidade

Roberto Suguimura, ou Robertinho, é músico, compositor, arranjador, regente e… escritor!, que não colocou no programa. Explico mais adiante. Isso tudo pôde nos mostrar na comemoração de seus 50 anos dedicados à música num dia que se não fosse coincidente com o do 2º turno da eleição presidencial, 26 de outubro, o salão da Associação Hiroshima, onde foi realizado, teria sido pequeno.

“Acho que foi bom ter tido aquele enorme congestionamento, no dia, porque meu receio era ver pessoas assistindo ao espetáculo de pé”, contou-me, recentemente, entre feliz, satisfeito e até aliviado porque, apesar de retardado o início para aguardar os atrasados devido ao trânsito, tudo transcorreu na maior normalidade e foi do agrado geral conforme comprovado pelos aplausos e ovação com assobios, no final.

Tão logo abriram as cortinas, regendo a banda Blue Star Music, Robertinho apresentou quatro músicas com arranjos de sua autoria. Em seguida, deu início à Parte I do Programa, com amigos cantando seis músicas com arranjos também seus; depois, à Parte II, com cinco composições e arranjos de sua autoria e tendo como parceiros, nas letras, Cecílio Torihara, Mitsue Tatibana e Setsuko Kawai (3). Muito aplaudido.

Até que veio a Parte III… do Robertinho escritor, no formato de uma apresentação teatral e daí, também, do Robertinho diretor teatral! Ulalá! Título da peça: Hirobô, cuja tradução ao japonês foi feita por Isao Tanaka.

Minha expectativa era enorme, até devido ao elenco, composto apenas por amadores, gente de seu círculo… cantores!! Fiquei extasiado! O enredo, por si só, era ótimo, mas foi ainda mais valorizado, pasmem, pelas excepcionais interpretações dos dois protagonistas: Satiko Ono (mãe) e Shoji Takahata (filho Hirobô). Com performances de deixar muitos atores profissionais “no chinelo”, transformaram improvisos em componentes da mesma, divertindo o público. A peça, que se desenvolveu de forma agradável, emocionante e… solta, girou em torno da relação entre os dois, mãe e filho, em tempo de guerra, com final surpreendente, que valeria a pena reprisá-la em outras ocasiões e localidades mais. A choradeira foi geral… inclusive deste escriba… rsrs.

“Na verdade, escrevi a história há muitos anos e já a apresentei, uma vez, no Bunkyô, mas naquela ocasião não fiquei satisfeito porque os diálogos foram dublados enquanto, hoje, foi ao vivo”, expressou Robertinho, extremamente feliz durante o coquetel que ofereceu ao final, ao público presente. E prosseguiu, “desde então quis fazer nova apresentação, mas de forma justificada… que encontrei com essa comemoração dos 50 anos. Agora, quem sabe não plantei uma sementinha a outros que também tenham algo a mostrar e que não conhecemos. Né, não, Silvio?”, completou com um sorriso maroto.

Parabéns, Robertinho! Ainda mais porque o perfil que traçou 50 anos atrás, lá em Pacaembu, revela agora que seu lado criativo é que justifica tanta versatilidade. Ou seja, acho que cantor também o é! Né, não, Robertinho?!… Ops!

 

Que homem versátil,

De simpatia inerente

É esse Robertinho!

 

===============================================================

 

Robertinho Iniciou na música aos 14 anos, em Conservatório e no ano seguinte, como clarinetista, já fazia parte da banda do mesmo. Aos 17 anos, ingressou na banda Onren Gakudan, do saudoso professor Masahiko Maruyama. Depois, fez parte das seguintes bandas: Orquestra Golden Star, do maestro Shoiti Shimada, Sakura Band, Orquestra The Friends, Yamabiko Gakudan, Eriko Gakudan (fundador) e Cosmos Gakudan, atualmente. Acompanhou o cantor japonês Naruse Shohei com a banda da NAK. Foi Jurado de Karaokê por 25 anos e fundador e líder da banda Blue Star Music, com a qual promove bailes e shows.

 

 

 

=====================================================================

silvio-nippak

Silvio Sano

é arquiteto, jornalista e escritor. E-mail: silvio.sano@yahoo.com

www.nikkeypedia.org.br/index.php/Silvio_Sano

=========================================================================

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

CANTO DO BACURI > MARI SATAKE: Triste março de 201...   Em tempos atuais, a notícia é velha. Afinal, aconteceu dez dias atrás. Estava eu no alto, bem abrigada pelo silencio que a altura propor...
MEMAI: Oscar Nakasato é indicado ao Prêmio Jabuti...   O romance Nihonjin , de Oscar Nakasato, publicado pela Editora Benvirá (Saraiva) é um dos finalistas do Prêmio Jabuti de Literatura 2012. Na...
INTERCÂMBIO: Bolsas de estudo para o Japão terá pa... Todos os anos o governo japonês oferece bolsas de estudo para estudantes e pesquisadores interessados em realizar pesquisas de pós-graduação no Japão....
AKIRA SAITO: UM FELIZ NATAL   “O importante desta data é a reflexão de que todos devemos fazer o bem, nada mais”     Viajar, comprar presente, dar presente...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *