SOCIAL: Fernando Haddad anuncia a SP Cine, encerrando a Mostra Internacional de Cinema 2013

 

No último dia da Mostra Internacional de Cinema, uma boa notícia aos amantes de produção cinematográfica do estado e capital. Coincidência ou não, no dia 31 de outubro, no encerramento da Mostra, a Prefeitura de São Paulo em parceria com o Estado e a Ancine (Agência Nacional do Cinema) assina a criação do projeto oficial da SP Cine, agência de fomento a produção, distribuição e exibição de obras audiovisuais na cidade. Igual à Rio Filme, a empresa terá aporte inicial de R$ 25 milhões, que vão sair da prefeitura. A Secretaria de Cultura do Estado também aplicará na empresa, com outros R$ 25 milhões, valor divulgado durante o evento.

Segundo o prefeito Fernando Haddad (PT), o projeto de lei foi enviado à Câmara Municipal. A expectativa é de que a proposta seja aprovada em um mês. Se passar na Câmara, a agência deve entrar em funcionamento no primeiro semestre do ano que vem. “A SP Cine será para todo mundo, até para fomentar a produção audiovisual da garotada”, comenta Haddad. “Não podemos ter tantas licenças assim para as pessoas filmarem em São Paulo”, dispara.

O Secretário Municipal de Cultura, Juca Ferreira destaca que não haverá concorrência com a Rio Filmes e sim de parceria. “Seria um erro se apenas copiássemos a Rio Filme”, articula. “Nós analisamos a experiência da Rio Filme e extraímos o que achamos de bom e o que achamos ruim. Há uma diferença de perspectiva entre as cidades e as agências. Mas o trabalho será muito mais de cooperação do que de concorrência”, conclui Juca Ferreira.

Segundo dados da Ancine, hoje, São Paulo tem cerca de 280 salas de cinema e mais de 700 produtoras. A SP Cine terá também o objetivo de financiar eventos, pesquisas e construção de salas de exibição. Além disso, deve subsidiar produções audiovisuais.

O Ministério da Cultura ainda não anunciou o investimento que será feito pela pasta. Segundo Manoel Rangel, diretor-presidente da Ancine, as contribuições a serem feitas na SP Cine serão “relevantes”. Ele afirmou ainda que a Ancine deve investir também na Rio Filme.

Participaram do evento que anunciou a proposta de criação da SP Cine, a ministra da Cultura, Marta Suplicy, do secretário municipal da Cultura, Juca Ferreira, do governador Geraldo Alckmin (PSDB), do secretário de Estado da Cultura, Marcelo Araújo, do vereador e também presidente da Câmara, José Américo (PT), além de cineastas como Fernando Meirelles, Beto Brant e Laís Bodanzky.

 

SP CINE – Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo vai servir para atuar como facilitadora para o mercado audiovisual, financiando ações e implementando políticas públicas para impulsionar o desenvolvimento do setor na capital paulista. A Prefeitura de São Paulo e o governo do Estado investiram R$ 25 milhões cada um, o Ministério da Cultura promete “aportes relevantes” ao projeto por meio da Ancine.

 

 

(Fotos: Luci Judice Yizima)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

CULTURA: Belo Horizonte recebe 5ª edição do Festiv... Como acontece desde 2012, Belo Horizonte será palco, nos dias 26, 27 e 28, do Festival do Japão em Minas, o maior evento sobre a cultura japonesa do E...
KARAOKÊ: Próxima parada: Brasileirão da ABRAC, em ...   Em virtude do 29º Concurso Brasileiro da Canção Japonesa que ocorrerá em Campinas, nos dias 25, 26 e 27 de julho, as regionais de todo o Bra...
KARAOKÊ: Associação Cultural e Esportiva Represa r... No último dia 20, a ACE – Associação Cultural e esportiva Represa, uma das mais antigas e tradicionais associações nikkeis paulistanas, localizada no ...
ARTES: Erica Mizutani volta a Paris para participa... A convite da Pixo Association, a artista plástica Erica Mizutani volta a Paris para participar do mural efêmero 13'or urbain. O mural tem cerca de 50m...
Tags:

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *