SOCIAL: Fernando Haddad anuncia a SP Cine, encerrando a Mostra Internacional de Cinema 2013

 

No último dia da Mostra Internacional de Cinema, uma boa notícia aos amantes de produção cinematográfica do estado e capital. Coincidência ou não, no dia 31 de outubro, no encerramento da Mostra, a Prefeitura de São Paulo em parceria com o Estado e a Ancine (Agência Nacional do Cinema) assina a criação do projeto oficial da SP Cine, agência de fomento a produção, distribuição e exibição de obras audiovisuais na cidade. Igual à Rio Filme, a empresa terá aporte inicial de R$ 25 milhões, que vão sair da prefeitura. A Secretaria de Cultura do Estado também aplicará na empresa, com outros R$ 25 milhões, valor divulgado durante o evento.

Segundo o prefeito Fernando Haddad (PT), o projeto de lei foi enviado à Câmara Municipal. A expectativa é de que a proposta seja aprovada em um mês. Se passar na Câmara, a agência deve entrar em funcionamento no primeiro semestre do ano que vem. “A SP Cine será para todo mundo, até para fomentar a produção audiovisual da garotada”, comenta Haddad. “Não podemos ter tantas licenças assim para as pessoas filmarem em São Paulo”, dispara.

O Secretário Municipal de Cultura, Juca Ferreira destaca que não haverá concorrência com a Rio Filmes e sim de parceria. “Seria um erro se apenas copiássemos a Rio Filme”, articula. “Nós analisamos a experiência da Rio Filme e extraímos o que achamos de bom e o que achamos ruim. Há uma diferença de perspectiva entre as cidades e as agências. Mas o trabalho será muito mais de cooperação do que de concorrência”, conclui Juca Ferreira.

Segundo dados da Ancine, hoje, São Paulo tem cerca de 280 salas de cinema e mais de 700 produtoras. A SP Cine terá também o objetivo de financiar eventos, pesquisas e construção de salas de exibição. Além disso, deve subsidiar produções audiovisuais.

O Ministério da Cultura ainda não anunciou o investimento que será feito pela pasta. Segundo Manoel Rangel, diretor-presidente da Ancine, as contribuições a serem feitas na SP Cine serão “relevantes”. Ele afirmou ainda que a Ancine deve investir também na Rio Filme.

Participaram do evento que anunciou a proposta de criação da SP Cine, a ministra da Cultura, Marta Suplicy, do secretário municipal da Cultura, Juca Ferreira, do governador Geraldo Alckmin (PSDB), do secretário de Estado da Cultura, Marcelo Araújo, do vereador e também presidente da Câmara, José Américo (PT), além de cineastas como Fernando Meirelles, Beto Brant e Laís Bodanzky.

 

SP CINE – Empresa de Cinema e Audiovisual de São Paulo vai servir para atuar como facilitadora para o mercado audiovisual, financiando ações e implementando políticas públicas para impulsionar o desenvolvimento do setor na capital paulista. A Prefeitura de São Paulo e o governo do Estado investiram R$ 25 milhões cada um, o Ministério da Cultura promete “aportes relevantes” ao projeto por meio da Ancine.

 

 

(Fotos: Luci Judice Yizima)

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

SOCIAL: FELIZ ANO NOVO CHINÊS FELIZ ANO NOVO – Uma multidão atendeu ao chamado da JCI Brasil-China e compareceu ao Bairro Oriental nos dias 21 e 22 deste mês para celebrar a chegad...
RIO DE JANEIRO: Memorável “Miss Nikkey Rio de Jane... Loanda Oliveira Fukuma, 25 anos, representante de Niterói, foi eleita “A mais bela nikkey do Estado do Rio de Janeiro em 20 de maio de 2017 no Salão A...
SOCIAL: Comemoração aos 45 anos da assinatura do c...   SÃO PAULO-OSAKA – Em comemoração aos 45 anos da assinatura do convênio de cidades-irmãs São Paulo-Osaka, a Comissão do Convênio Cidades-Irmã...
EXPOSIÇÃO: Associação Nikkei Bungaku do Brasil rea...   Já se passaram 106 anos da vinda dos primeiros emigrantes japoneses ao Brasil. Ao longo do tempo, diversos grupos literários foram criados, ...
Tags:

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *