SOFTBOL: Seleção Brasileira Adulta conquista título Sul-Americano

 

O softbol brasileiro está em festa. A seleção brasileira adulta sagrou-se campeã do 10º Campeonato Sul-americano de Softbol Feminino Adulto, competição encerada no último fim de semana, na cidade de Bogotá, na Colombia.

 

Seleção Brasileira campeã sulamericana invicta. (foto: divulgação)

Seleção Brasileira campeã sulamericana invicta. (foto: divulgação)

 

As brasileiras conquistaram o título de forma invicta. Até a decisão foram 11 vitórias, 9 called game (final: Brasil 11 x 1 Colombia – 5º innings)

 

(foto: divulgação)

Até a decisão foram 11 vitórias, 9 called game (foto: divulgação)

 

 

TREINAMENTO DA SELEÇÃO

Além de pouco tempo de treinamento, em função de que recebemos o convite para  participação apenas em 24 de Maio, a dificuldade maior foi:

  • Coordenar os treinamentos em três países diferentes. Tínhamos atletas que jogam no Japão, Estados Unidos e no Brasil, consequentemente, apesar de já conhecermos as atletas, o treinamento do  conjunto ficou um pouco prejudicado, sem chegar ao ponto de atrapalhar o nível técnico da seleção.
  • Verbas para os treinamentos e viagens. Apesar de todos os esforços da confederação, infelizmente ainda continuamos com  problema de angariar verbas, sendo necessário fazer com que as atletas banquem todo o treinamento e viagens.

 

(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

 

JOGOS REALIZADOS

(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

  • 02 de Agosto de 2.014

o   Colômbia B 2×1 Peru

o   Colômbia A 11×0 Peru

o   Brasil 8×0 Argentina

INNING 1 2 3 4 5 6 7
ARGENTINA 0 0 0 0 0    
BRASIL 4 2 2 0 X    

 

 

Seleção Argentina (foto: divulgação)

Seleção Argentina (foto: divulgação)

 

  • (foto: divulgação)

    (foto: divulgação)

    03 de Agosto de 2.014

o   Argentina 11×1 Aruba

o   Aruba 6×20 Colômbia A

o   Argentina 6×0 Colômbia B

o   Colômbia B 0x11 Brasil

COLOMBIA B 0 0 0 0      
BRASIL 7 1 0 3x      

 

Seleção Colombiana (foto: divulgação)

Seleção Colombiana (foto: divulgação)

 

 

o   Peru 0x19 Brasil

PERU 0 0 0        
BRASIL 5 14 X        

 

Seleção Peruana (foto: divulgação)

Seleção Peruana (foto: divulgação)

 

(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

 

  • 04 de Agosto de 2.014

o   Argentina 14×4 Peru

o   Aruba 12×1 Peru

o   Brasil 14×6 Aruba

BRASIL 3 0 6 1 4    
ARUBA 1 0 0 4 1    

 

Seleção de Aruba (foto: Divulgação)

Seleção de Aruba (foto: Divulgação)

 

o   Colômbia A 1×8 Brasil

COLOMBIA A 0 1 0 0 0    
BRASIL 1 2 0 1 4    

 

o   Colômbia B 1×8 Colômbia A

 

Seleção brasileira (foto: divulgação)

Seleção brasileira (foto: divulgação)

 

  • 05 de Agosto de 2.014

o   Aruba 15×4 Colômbia B

o   Colômbia A 3×0 Argentina

o   Colômbia B 0x10Colômbia A

o   Peru 6×18 Brasil

BRASIL 0 3 2 4 9    
PERU 3 0 3 0 0    

o   Argentina 10×1 Peru

 

Seleção brasileira (foto: divulgação)

Seleção brasileira (foto: divulgação)

 

  • 06 de Agosto de 2.014

o   Peru 8×5 Colômbia B

o   Colômbia 13×2 Peru

o   Brasil 6×0 Argentina

BRASIL 2 0 1 1 0 2 0
ARGENTINA 0 0 0 0 0 0 0

 

o   Aruba 3×10 Brasil

ARUBA 0 0 3 0 0 0  
BRASIL 3 1 0 1 2 3  

 o   Argentina 14×7 Aruba

 

 

  • 07 de Agosto de 2.014

o   Colômbia B 0x10 Brasil

COLOMBIA B 0 0 0 0      
BRASIL 2 0 8 X      

 

o   Argentina 11×5 Colômbia B

o   Peru 0x15 Aruba

o   Brasil 7×1 Colômbia A

BRASIL 2 2 0 2 0 0 1
COLOMBIA A 0 1 0 0 0 0 0

 

o   Aruba 2×5 Colômbia A

 

(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

 

  • 08 de Agosto de 2.014

o   Aruba 7×6 Colômbia B

o   Colômbia A 13×4 Argentina

o   Aruba 11×18 Argentina – SEMI FINAL

o   Colômbia 1×10 Brasil – FINAL

COLOMBIA A 1 0 0 0 0    
BRASIL 4 2 1 3 X    

 

(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

 

COMENTÁRIOS GERAIS, segundo o técnico da seleção brasileira Taketomi Higahi

Do campeonato:

Analisando os resultados dos jogos podemos dizer que neste campeonato teve dois níveis técnicos  de seleções:

Nível 1: Argentina, Brasil e Colômbia A

Nível 2: Aruba, Colômbia B e Peru

Em  campeonatos anteriores que temos participado, temos feito jogos difíceis com Argentina e Colômbia e no pan-americano de 2.013 a seleção de Aruba nos deu muito trabalho.

Neste campeonato, com exceção de Aruba, os jogos com Argentina e Colômbia A, foram tensos, de igual para igual.

 

Da seleção:

(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

Por que a seleção brasileira venceu este campeonato?

  • Tivemos a oportunidade de selecionar 17 atletas com grande capacidade técnica, tanto no ataque quanto na defesa. Consequentemente ao longo do campeonato pudemos escalar diversas seleções, sem prejudicar o desempenho técnico de cada jogo;
  • A seleção foi constituída por boas arremessadoras. Com exceção de um jogo contra Aruba e outro contra Peru, quando a equipe deu uma desestabilizada, mas logo administrada, as arremessadoras tomaram poucos hits.
  • Principalmente tivemos alto desempenho no ataque. Rebatemos em torno de 130 hits em 11 jogos, isto corresponde rebater em torno de 12 hits por jogo, independentemente do adversário.
  • Desta vez levamos um corpo médico composto de um médico e uma fisioterapeuta que com trabalho diário incansável colocavam as nossas atletas aptas para jogar no dia seguinte. Consequentemente as atletas não sentiram muito a altitude que era em torno de 3.000m.
  • Também levamos uma retaguarda de mães e colaboradores que trabalharam muito para dar conforto as nossas atletas, principalmente alternativa para refeições (oniguiri, furicaque, tsuquemono, salame brasileiro…)
(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

 

Dos sete troféus individuais, as atletas brasileiras conquistaram nada menos do que seis: Vivian Morimoto (Home-Run; Empurradora de Carreiras, Batting Mais Eficiente); Simone Suetsugu (Melhor Infield.) e Nilze Higa (Melhor Pitcher).

 

(foto: divulgação)

(foto: divulgação)

 

Confira a relação das atletas brasileiras:

 

1) Bárbara Woll

2) Camila Mayumi O. Silva

3) Gabriela Verdeiro Castelani dos Santos

4) Hellen Chie Uehara

5) Leticia Matuoka

6) Maria Paula H. Ueno

7) Martha Tiemi Murazawa

8) Mayra Sayumi Akamine

9) Nilze Mayumi Higa

10) Roseana Mitsuka Portiolli

11) Samira Mari Tanaka

12) Sara Manami Silva

13) Simone Suetsugu

14) Thais Ayumi Nagano

15) Verônica Naomi Fukunishi

16) Vivian Morimoto

17) Yip Kimberly Chan

 

Chefe de delegação: Paulo Celso Tanaka

Técnico: Taketomi Higashi

Auxiliar Técnico: Milton Satoshi Konno

Manager: Julia Morimoto

Anotadora: Dirce Koeke

Fisioterapeuta: Suely Akamine

Árbitro: Henry Matsuguma

 

 (Por Nelson Yajima)

 

 

 

 

 

 

=========================================================================

 

 

 

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

POLÍTICA: ‘Gozo dos meus direitos políticos integr...   “Estou tranqüilo. Gozo integramente dos meus direitos políticos”. A afirmação é do deputado federal e candidato à reeleição, Junji Abe (PSD-...
BAIRRO ORIENTAL: Confira a programação da Celebraç... Para os chineses, 2016 começou oficialmente nesta segunda-feira (8). A diferença ocorre porque os chineses seguem o calendário lunar. Assim como para ...
FUTEBOL: Itú sedia o 4º Torneio Internacional de F... A quarta edição do Torneio Internacional de Futebol Brasil Japão de 2015 acontece de 24 à 31 de março, no Estádio Noveli Junior, na cidade de Itú, no ...
JOJOSCOPE: Hafu: Uma nova realidade     Hafu (Half) é como são denominados os mestiços de japoneses com outras etnias. No Brasil, a população de mestiços tende a cres...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *