SUPERAÇÃO: Ex-usuário de drogas vira exemplo no Japão

 

Andando tranquilamente pelas ruas do centro de Toyota (Aichi), André Williams Fujita dos Santos, 33 anos, veste orgulhosamente a camiseta do Santos. Quem vê o feliz torcedor santista dificilmente tem ideia do seu passado, dos perigos que correu no Brasil e no Japão, e como se livrou de tudo, para hoje ajudar aos brasileiros que por um motivo ou outro, acabaram entrando para o mundo das drogas. Plenamente recuperado aos 33 anos e pai de uma linda família, André é um exemplo de superação.

Natural de São José dos Campos (SP), André não teve uma vida das mais fáceis. “Tive uma infância muito difícil, éramos pobres e alguns desentendimentos no seio da família fizeram com minha mãe viesse para o Japão em busca de uma vida melhor. Eu e meus irmãos ficamos no Brasil com nosso pai”, conta o brasileiro. Foi neste período que o decasségui começou a usar drogas. Em parte buscando novas “sensações” que lhe permitissem viver outra “realidade”, segundo contou.

 

André Fujita dos Santos realiza um trabalho de prevenção contra o uso de drogas (foto: divulgação)

 

Aos 14 anos André já tinha usado cocaína, a partir de então, a vontade de consumir drogas foi aumentando. “Festas, família, amigos, nada mais era importante em minha vida. Até o interesse em namorar despareceu”, conta.

André veio então ao Japão por decisão do pai, após ficar endividado com um traficante perigoso aos 16 anos.

Logo que chegou ao arquipélago nipônico, o brasileiro conseguiu comprar drogas facilmente. “O crime organizado no Japão facilita o acesso para os usuários, você acaba consumindo drogas cada vez mais pesadas”, conta.

André ainda afirmou que faltava muito no trabalho por conta do vício, e passou a roubar dinheiro em máquinas de refrigerante e cometer pequenos delitos para comprar drogas. O decasségui acabou sendo preso aos 19 anos e foi deportado para o Brasil, em função do visto também estar vencido. De volta ao país natal André continuou usando drogas, mesmo tendo colocado na cabeça que tinha de se livrar do vício.

“Voltei para o Japão dois anos depois, com o pensamento fixo em me livrar das drogas. Encontrei apoio em uma igreja cristã da qual fui levado pela minha namorada, que hoje é a minha esposa. Sem apoio ninguém consegue deixar as drogas, e foi este apoio que salvou minha vida”, enfatiza. André afirma que desde então nunca mais usou drogas e, quando passou por momentos de recaída, ainda no início da recuperação, os novos amigos que fez longe das drogas foram fundamentais para apoiá-lo e afastá-lo de qualquer tentação. “Na verdade você entra sozinho no mundo das drogas, faz uso por que quer, ninguém lhe obriga. Mas para sair precisa de muita ajuda”, esclarece.

Há cerca de 12 anos livre do vício, André busca ajudar aos demais brasileiros envolvidos com drogas no Japão, que segundo afirma, o número é grande. O decasségui também realiza um trabalho de prevenção contra o uso de drogas. Para tanto o brasileiro faz palestras em escolas, eventos e igrejas, independente do credo, para informar e usar a si mesmo de exemplo para os jovens. “A comunidade brasileira não sabe lidar com o problema das drogas, aqui simplesmente a maioria das pessoas não sabem o que fazer quando um ente querido ou um amigo é tragado pelo vício”, afirma André.

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

JAPÃO: Nagasaki faz um minuto de silêncio em homen...   As 11 horas e dois minutos locais, momento exato em que a bomba lançada pelos Estados Unidos caiu sobre a cidade em 1945, a cidade japonesa ...
MARÍLIA: 14º Japan Fest começa hoje com inauguraç... Começa hoje, 8, a 14ª edição do Japan Fest, tradicional evento da comunidade nipo-brasileira, promovido pelo Nikkey Marília em parceria com a Prefeitu...
108 ANOS: Plantio de Cerejeira na Câmara Municipal... Para dar início às comemorações dos 108 Anos da Imigração Japonesa no Brasil, o vereador Aurélio Nomura, líder do PSDB na Câmara Municipal, acompanhad...
SILVIA IN TOKYO: COMEÇA TEMPORADA DE BIERGARTEN CERVEJA E COMIDA AO AR LIVRE PARA COMEMORAR A CHEGADA DO VERÃO   Cena de Biergarten em Kawasaki. Foto: www.tokyobeergarden.com   ...

One Comment

  1. gostaria de saber como vc voltou p o Japao, pois dizem que se foi condenado por causa de drogas nao poderia entrar mais aqui… e gostaria de uma palavra amiga, meu filho foi pego com uma substancia proibida e tbem constou o uso em sua urina e como ele é 4a geração, vai ficar 3 meses preso na delegacia e depois deportado. nao temos dinheiro para advogado entao, o governo nomeou um advogado gratuito.
    nao sei o que faço. me ajudem!

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *