TÊNIS DE MESA: ABERTO DO BRASIL

Para quem gosta de assistir excelentes jogos de alto nível, eis a grande chance para ver os melhores mesa-tenistas olímpicos do país: Hugo Calderano, Gustavo Tsuboi, Cazuo Matsumoto, Caroline Kumahara, Gui Lin e Bruna Takahashi.

 

O mesa-tenista Hugo Calderano. Arquivo Pessoal

 

Brazil Open de 3 a 8 de maio, no Centro Paralímmpico, na Rodovia do Imigrantes (próximo à estação Jabaquara do metrô). Entrada Franca.

Com a participação dos seguintes países: Brasil, Bulgária, Chile, França, Alemanha, Índia, Romênia e Eslováquia.

Os favoritos são Hugo Calderano BRA (WR 22), Patrick Baum GER (75), Soumyajit Ghosh IND (84) e Hunor Szocs (ROU), já Matsumoto BRA, Tsuboi BRA, Landrieu (FRA) e Anthony IND completam os 8 cabeças de chave.

No feminino, Bernardette Szocs ROU (WR 57), Gui Lin (115), Caroline Kumahara (NO WR) e Zarif Audrey FRA (169) são as favoritas.

Este era o melhor evento no Brasil, quando na década de 2000 a 2010, campeões mundiais e olímpicos chegaram a participar.

Devido a distância dos grandes pólos de tênis de mesa e a baixa premiação em dinheiro, muitos atletas de alto nível deixaram de participar, o que é uma pena para os amantes da modalidade.

Mesmo assim temos a chance de ver os atletas brasileiros que há anos vivem no exterior, jogando em ligas profissionais.

 

MARCOS YAMADA

MARCOS YAMADA

Engenheiro e Consultor Especialista em Tenis de Mesa
MARCOS YAMADA

Últimos posts por MARCOS YAMADA (exibir todos)

     

    Related Post

    BEISEBOL: Cooper Clube é campeão da 1ª Copa Jica P... A Federação Mato Grossense de Beisebol e Softbol, com apoio do Governo de Mato Grosso, realizou nos dias 25 e 26 de junho, no campo da Associação Nipo...
    Especial/61º PREMIO PAULISTA DE ESPORTES: ‘Vocês s... Pelo sexto ano consecutivo, a Câmara Municipal de São Paulo mais uma vez abriu suas portas para receber a cerimônia de entrega do Prêmio Paulista de E...
    TÊNIS DE MESA: Confira os resultados dos Jogos Abe... A maior competição poliesportiva do Estado de São Paulo, consequentemente do país, tenta se salvar em 2015. E, para sorte dos atletas, obteve um final...
    NIPPAK PESCA: Vocabulário na pesca II Continuando o assunto da edição passada, segunda parte do linguajar característico dos pescadores. Observando que algumas palavras continuam em inglês...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *