TÊNIS DE MESA: AMIZADE/INCLUSÃO SOCIAL

Desde 1975 ensinando a modalidade, realizando clínicas, palestras e demonstrações em todo o Brasil e mais de 12 países, o tênis de mesa me abriu portas para o mundo. As oportunidades foram surgindo, várias marcas, empresas, federações me procurando e graças ao esporte tenho uma vida muito diferenciada da tradicional engenharia, na qual trabalhei apenas dois anos após ter me graduado em elétrica.

 

A partir da esquerda: Rosario, Marcos, Abe-san e Minako. Foto: divulgação

 

Acredito que a grande diferença quando a gente trabalha naquilo que realmente gosta faz com que o “dia a dia” seja bem melhor. Não temos “estresse”, a hora no trabalho passa mais rápido e nos aprofundamos no tema, nos tornando “experts” no segmento escolhido.

Me considero um privilegiado por viver do esporte e ter ensinado a mais de 20 mil atletas um pouco sobre o tênis de mesa, além de ter presenciado 21 campeonatos mundiais da federação internacional.

Visitei os 27 estados para dar aulas e acompanhar os torneios regionais fazendo muita amizade e sempre digo: com uma raquete embaixo do braço, podemos fazer amigos em qualquer parte do mundo, deixando de lado a palavra “solidão”.

Por que tênis de mesa e não futebol? O futebol, por ser um esporte violento, de muito contato físico, você pode sim fazer inimigos em vez de ter um ambiente saudável e alegre.

Há 31 anos ensinando no Clube Profissional Itaim Keiko, agradeço a oportunidade que a presidente, dona Minako Takahashi e o chairman Kyozo Abe, da Itaim Iluminação, me proporcionaram sendo diretor técnico de uma das escolas mais renomadas no país.

A ADR Itaim Keiko conquistou por 25 vezes o título máximo da Federação Paulista de Tênis de Mesa como o melhor clube do ano e temos entre os 250 praticantes, vários atletas bolsistas que chegaram à seleção brasileira pelo nosso trabalho de inclusão social: o próprio técnico da elite da entidade, Eric Mancini, ex-atleta profissional da Liga Croata, é um exemplo para todos os demais, provando que o esporte deu um rumo especial em sua vida, longe das drogas e das más companhias.

Portanto, fica o convite: pratiquem tênis de mesa, façam novos amigos, tenham saúde e ajudem a criar um mundo melhor através do esporte.

 

MARCOS YAMADA

MARCOS YAMADA

Engenheiro e Consultor Especialista em Tenis de Mesa
MARCOS YAMADA

Últimos posts por MARCOS YAMADA (exibir todos)

     

     

    Related Post

    TÊNIS DE MESA: Jogo das lendas do tênis de mesa Feito histórico no Brasil ocorreu no último dia 10, nas dependências do Botafogo Futebol Clube, no Rio de Janeiro. A Federação Internacional de TM (IT...
    ARTES MARCIAIS: Brasil se destaca no Mundial de Ka... *Akira Saito   Entre os dias 27 de setembro a 01 de outubro, aconteceu no Richmond Olympic Oval (arena Multi Esportes construída em 2006 pa...
    UNDOKAI: Comunidade nipo-brasileira de São José do... O Undokai, tradicional festa esportiva japonesa, chegou à sexagésima edição em São José dos Campos, reunindo a comunidade nipo-brasileira da cidade. R...
    BEISEBOL: Taça Brasil de Clubes Campeões “João Tad...   BEISEBOL INFANTIL: Paraná Clube conquista título histórico   A categoria infantil do Paraná Clube conquistou um título histórico ao s...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.