TÊNIS DE MESA: Cuiabá sediará Campeonato Intercolonial pela primeira vez; evento terá cerca de 370 atletas

De 20 a 22 deste mês, Cuiabá, no Mato Grosso, será a capital brasileira de tênis de mesa com a realização da 67ª edição do Campeonato Brasileiro Intercolonial. Trata-se da maior competição da modalidade da América Latina e que este ano deve reunir cerca de 370 participantes no Ginásio Professor Aecim Tocantis. Segundo Marcos Yamada, membro da Comissão Organizadora do Intercolonial, é o menor número de atletas nos últimos 40 anos. O fato tem explicação.

 

Cuiabá sediará Campeonato Intercolonial pela primeira vez. Foto: divulgação

 

É a maior distância do eixo São Paulo-Paraná nos 67 anos de história do evento. “Muitas Regionais não enviaram atletas devido aos altos custos de transporte”, disse Yamada, acrescentando que, “apesar disso, o pessoal está muito empenhado em fazer história com muitas atrações e novidades”.

Inaugurado em 31 de maio de 2007 com capacidade para 11 mil pessoas, refeitório para 132 pessoas, auditório com 70 lugares, alojamento com 220 leitos, 11 cabines de imprensa, salas administrativas, tribuna de honra e quadra poliesportiva oficial, o ginásio conta com um atrativo à parte: é próximo  do Pantanal. “Muitos aproveitarão para fazer turismo na Chapada dos Guimarães e no Pantanal”, diz Yamada, destacando que o objetivo do Campeonato é justamente a  “valorização do pessoal que sempre vem de longe”.

 

Intercolonial é considerado a maior competição de tênis de mesa da América Latina. Foto: Arquivo

 

“Desta vez, todos os participantes vão ficar sabendo o quanto é difícil para atletas de outras regiões se deslocarem para centros como São Paulo e Paraná, os Estados que mais receberam edições do Intercolonial”, frisou, lembrando que a competição foi idealizada por Haruo Mitida (In memorian) em 1951, sendo que no início participavam apenas clubes nikkeis (Kaikans) das regiões do eixo São Paulo-Paraná.

 

A olímpica Bruna Takahashi (com Letícia ao fundo) é destaque. Foto: Christian Martinez

 

História – Com o passar dos anos, o evento cresceu tanto que atualmente as regiões montam a seleção de clubes, limitando-se assim o número de participantes. Na década de 50, a maioria dos nikkeis eram agricultores e apenas se dedicavam ao trabalho, esquecendo-se do lazer e a prática esportiva; poucos conheciam o tênis de mesa e foi então que Mitida-san viajou por várias cidades deste eixo, divulgando e ensinando a modalidade

Aliás, este é um dos motivos pelo qual muitos atletas desta modalidade serem da comunidade nikkei, pois o trabalho de popularização, divulgação e implantação foi muito influenciado pelos estilo japonês, Mitida-san.

 

Todos os campeões individuais do 66º Campeonato Intercolonial realizado em Maringá

 

Galeria – Desde então, vários campeões já passaram pelo Intercolonial, entre eles Ricardo Inokushi, Nelson Ogassawara, Cláudio Kano, Fumihiro Takahashi, Silney Yuta, Hugo Hoyama, Issamu Kawai, Fábio Okano, Hugo Hanashiro, Cazuo Matsumoto, Hideo Yamamoto, Gustavo Tsuboi, Rafael Shimizu, Eric Jouti, Massao Kohatsu e Vitor Ishiy (entre os homens), além de Monica Dotti, Lyanne Kosaka, Aily Murashigue, Miriam Nishimori, Eugênia Taira, Patrícia Ono, Suzana Ogawa, Kelly Nagaoka, Tatiana Kurihara, Juliana Nagata, Carina Murashigue, Claudia Ikeizumi, Mariany Nonaka, Karin Sako, Jessica Yamada, Carolina Nagano, Izumi Nishida, Katia Kawaii e Marlene Takahashi – até hoje a recordista de títulos, com 19 no total entre as mulheres.

Este ano, o destaque fica por conta das atletas olímpicas Carol Kumahara e Bruna Takahashi. De acordo com Yamada, além de revelar talentos para o esporte nacional, o Intercolonial mantém o mesmo “charme” desde que foi criado. “A ideia é promover a confraternização entre os atletas nikkeis, tanto que muitos se preparam o ano todo para participar apenas desta competição”, conta Yamada.

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

     

     

    Ginásio Professor Aecim Tocantis

    Avenida Agrícola Paes de Barros, S/N – Verdão, Cuiabá – Mato Grosso

     

     

    67° CAMPEONATO INTERCOLONIAL BRASILEIRO

    PROGRAMAÇÃO

    Dia 20/01 (Sexta-feira)

    8H30: Equipes: Pré-Pré-Mirim, Pré-Mirim, Mirim, Infantil, Juvenil

    13H: Equipes: Hiper Veterano, Hiper Lady, SSVeterano e SSLady

    16H: Duplas: Masculina/Feminina e Mista + Duplas da Categoria Livre

    17H: Congresso Técnico II

    19H: Individual: Adulto e Juventude Masculino

     

     

    Dia 21/01 (Sábado)

    8H: Desfile de Abertura, Equipes: Juventude, Adulto, …. até Super-Veterano

    13H: Individual: Pré-Pré-Mirim, Pré-Mirim;Mirim, Infantil, Juvenil

    20H: Jantar de Confraternização

     

     

    Dia 22/01 (Domingo)

    8H: Individual: Adulto fem, …até Mega-Veterano

    Torneio de Consolação nas categorias Pré-Pré-Mirim, Pré-Mirim e Mirim

    Torneio Aberto Livre

    9H30: Final da categoria adulto masculino e início da Categoria Especial

    8H: Finais Individuais das categorias iniciando pelo Pré-Pré-mirim a Juventude

     

    Related Post

    BEISEBOL: Comerciantes do Ceagesp participam do 38...   No próximo domingo, dia 29 de junho, acontece o 38º Campeonato Interno de Beisebol da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de...
    KOBUDO: Niten comemora Dia do Samurai com ‘Guardiã...     O Instituto Niten celebrou o Dia do Samurai – comemorado oficialmente no dia 24 de abril, data de aniversário do fundador do Niten...
    JAPÃO: O Japão após a invasão corinthiana Timão deixou fãs, conquistou reconhecimento após passagem pelo país oriental   Do R7   A invasão corinthiana acabou no Japão. O Co...
    NIPPAK PESCA: Pescaria de lambaris Predador voraz, capaz de destruir ovos ou cardumes de alevinos em pouquíssimo tempo. Esperto e rápido, o lambari é um dos peixes mais esportivos do pa...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *