TÊNIS DE MESA: Japão conquista uma medalha histórica no tênis de mesa

 

A primeira medalha Olímpica na modalidade veio depois de 24 anos, em 1988, em Seoul, na Coréia, quando o tênis de mesa ganhou o status de modalidade olímpica.

A equipe feminina, com Ai Fukuhara (Ai-tchan), Kazumi Ishikawa e Sayaka Hirano, derrotou na semifinal por 3 a 0 a forte equipe de Cingapura, campeã Mundial em 2010 e vice em 2012, ficando com a medalha de prata.

 

A equipe japonesa: conquista histórica em Londres (Foto: ITTF)

 

Cingapura que é formada por 3 chinesas naturalizadas, quebrou uma seqüência de títulos na modalidade da equipe feminina chinesa, de 1993 a 2010.
Portanto, de 1975 até hoje, a equipe chinesa perdeu apenas 2 vezes, uma para Cingapura (Moscou-RUS 2010) e outra para as duas Coréias unidas (Norte e Sul) fato que gerou um filme sobre esta conquista inédita (Chiba-JPN 1991).

No individual feminino, 2 chinesas com ouro e prata, mais um bronze para a Cingapura, quando Feng Tian Wei na decisão do 3º lugar, venceu a japonesa Kazumi Ishikawa do Japão, que quase ganhou outra medalha histórica.

O Japão, que foi potência neste esporte nos anos 50 a 70, por falta de um projeto oficial para o tênis de mesa, passou a ocupar entre as 10 posições do mundo nos anos 80 e 90.

Graças a um planejamento eficaz do chefe técnico do Japão, Masahiro Maehara, após o Mundial em Osaka (2001), que resolveu apostar nos jovens – trocando toda a equipe veterana –, vem colhendo os resultados depois de 10 anos.

No mais China 100%, ganhou todas as medalhas possíveis, fazendo todas as finais em simples e equipes, saindo com 4 ouros e 2 pratas.

A equipe brasileira cumpriu tabela e perdemos na 1ª rodada no masculino para Hong Kong (3 a 0) e no feminino para a Coréia do Sul (3 a 0).

 

*Marcos Yamada cobriu a modalidade tênis de mesa em Londres