TÊNIS DE MESA: Mesa-tenista Bruna Takahashi quer alçar voos mais altos

“Bruna Takahashi, desde os 8 anos de idade, quando começou a treinar tênis de mesa na ACREPA – Associação Cultural e Recreativa da Vila Paulicéia, em São Bernardo do Campo, sempre foi muito tímida, disciplinada, focada e esforçada. Deixava de brincar para treinar. O diferencial dela é ser muito criativa e muito competitiva. É uma atleta que todo técnico gostaria de ter”, essas são as palavras da técnica Mônica Doti, a primeira técnica da Bruna. Com uma atuação meteórica nas quadras, a atleta Bruna Yumi Takahashi, de 15 anos de idade, mudou sua vida do avesso, sai do cotidiano de uma adolescente comum para alcançar o estrelato do pódio. Com apenas 7 anos de bagagem esportiva, já acumula inúmeros títulos, sendo o mais importante, o título de Campeã Mundial de Tênis de Mesa por Equipes e Campeã Mundial de Tênis de Mesa Individual na Categoria Infantil, em Sharm El-shwikh, no Egito. Um título inédito para a América Latina e para o Brasil, deixando a atleta no topo, como a primeira brasileira a conquistar tal façanha. Um orgulho para a comunidade Nipo-Brasileira.

 

Em 2015, Bruna conquistou vários título importantes: "Descobri que tenho potencial" (Foto: arquivo pessoal)

Em 2015, Bruna conquistou vários título importantes: “Descobri que tenho potencial” (Foto: arquivo pessoal)

 

Em entrevista ao Jornal Nippak, a mesa-tenista, Bruninha como é carinhosamente chamada pelos amigos, destaca a importância do esporte na sua vida. “Comecei meio sem opção do que fazer, pois não tive influência de ninguém. Como o Kaikan ACREPA fica perto de casa, então entrei para o tenis de mesa com a treinadora Mônica Doti”, diz. “Hoje, o esporte para mim é tudo! Eu tenho mais disciplina, responsabilidade e consigo ter foco nas coisas que faço graças ao tenis de mesa”, garante Takahashi.

Quando perguntada o que mudou depois da conquista no Egito, a mesa-tenista foi categórica em dizer que , “nada mudou, mas descobri que eu tenho potencial. Que os sacrifícios como deixar de brincar, sair com minhas melhores amigas para treinar, valeu a pena”.

“O tênis de mesa se caracteriza por ser um esporte de muita técnica, o mais importante para o aprimoramento, não é apenas a técnica, mas a tática conta muito no jogo. Meu objetivo é estar muito bem preparada, se caso for indicada para participar do Pré-Olímpico no Chile em abril do ano que vem. Aliás é a porta para as Olimpíadas do Rio”, explica. Segundo ela, são 5 a 6 horas de treinamentos por dia, cinco dias por semana. Hoje, ela treina no Clube São Caetano do Sul, com os técnicos Francisco Arado, Reinaldo Hideo Yamamoto, Nelson Kazu Kusuoka, Lincon Yasuda. Mas aos sábado ela também treina na ACREPA, para não perder o costume.

Para Bruna, o seu maior desafio dentro no esporte é conseguir atingir o alto nível das atletas asíaticas e européias. Segundo a mesa-tenista, falta divulgação do esporte, e poderia ter mais exposição na mídia, nas escolas. Hoje, ela tem patrocínio da Xiom, empresa coreana de equipamentos de tênis de mesa.

Na opinião de um dos técnicos da atleta, Francisco Arado, mais conhecido como Paco comenta que, “Bruna é uma jovem com muito potencial, é um talento precoce no tênis de mesa brasileiro. É muito competitiva, tem um estilo particular, um jogo rápido. Ela é um grande projeto no tênis de mesa e promete muito”.

 

Bruna Takahashi com o primeiro trofeu: início de uma carreira promissora (Foto: arquivo pessoal)

Bruna Takahashi com o primeiro trofeu: início de uma carreira promissora (Foto: arquivo pessoal)

 

O campeão olímpico e técnico da seleção brasileira, Hugo Hoyama, apesar de não fazer parte da comissão técnica da mesa-tenista faz elogios. “Bruna, como todo atleta deve ser, é muito concentrada. Acho que todas as atletas que tem oportunidades, treinam bem, doadas, se dedicam como a Bruna tem grandes chances de conquistarem títulos importantes para o país, como eu fiz”.

Além de Bruna está se destacando na modalidade, por curiosidade, Giulia Yumi Takahashi de 10 anos de idade, irmã da atleta, participou de uma seletiva nacional e foi uma das escolhidas para fazer um estágio na China. O estágio em treinamento de Tênis de Mesa, o qual foi patrocinado pelo governo Chinês por um período de 30 dias, ela e mais 15 crianças e 4 técnicos em dezembro passado.

 

LUCI JUDICE YIZIMA

LUCI JUDICE YIZIMA

Jornalista e Fotógrafa
lucijornalismo@hotmail.com
LUCI JUDICE YIZIMA

Últimos posts por LUCI JUDICE YIZIMA (exibir todos)

    Related Post

    NIPPAK PESCA: Galo-de-penacho – Selene vômer... *Por: Marcelo Szpilman      Ilustração: Antônio Woyames         Coloração: Corpo prateado com o dorso e cabeça ...
    AKIRA SAITO: SAITO BROTHERS NO CANADA Entre os dias 27 de Setembro e 01 de Outubro aconteceu no Ginásio Richmond Olympic Oval, no Canadá, o 7º Campeonato Mundial de Karate-do Goju-kai, eve...
    NIPPAK PESCA: Manutenção de equipamentos!!! O pescador sabe o valor sentimental e em cash da sua tralha. Neste período de meia estação é boa hora para verificar todo seu material, organizar e de...
    JAPÃO/COMUNIDADE BRASILEIRA/ESPORTE: Andy Kobayash... Ele nasceu no Brasil, mas com apenas dois anos de idade emigrou com a família para o Japão. Anderson Kobayashi Chromeck, 21 anos, representa no Japão ...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *