TÊNIS DE MESA: Ourinhos se prepara para receber o 64º Campeonato Brasileiro Intercolonial

 

De 24 a 26 de janeiro acontece na cidade paulista de Ourinhos a 64ª edição do Campeonato Brasileiro Intercolonial de Tênis de Mesa, a maior e mais antiga competição de tênis de mesa da América Latina.

Em 1926 foi fundada a Federação Internacional de Tenis de Mesa (ITTF) e ao longo destes 88 anos, inúmeras competições foram realizadas na América Latina, porém, nenhuma conseguiu manter durante tantos anos, uma sequência destas sem falhar.

 

Cerimonia de abertura (foto: divulgação)

 

Além da longevidade, existe alguns fatos que diferem dos atuais eventos de tênis de mesa.

O tradicional desfile de abertura, quando as 20 regiões em que o país é dividido perfilam e dão a famosa volta olímpica para apresentar ao público seus participantes.

Todos os atletas são obrigados a estar uniformizados e identificados através de uma tarja nas costas, contendo nome e região.

É o único evento no país onde as inscrições se encerram com três meses de antecedência e também onde o sorteio é realizado a dois meses da competição.

Existem seletivas regionais para formar as equipes, com os melhores atletas de cada região, portanto, após a participação de 1.200 a 1.400 atletas, apenas 800 se classificam para o Intercolonial. Ou seja, há limite de inscrições, caso contrario precisaríamos de 5 dias para terminar todas as partidas.

Mesmo com o passar dos anos (64) e a mudança de coordenação, o campeonato mantêm a sua história com a galeria de campeões de todas as etapas, desde 1951.

Também é o único que publica uma revista para cada atleta, com as informações do torneio, contendo todas as tabelas de jogos das 30 categorias, chaves do individual, duplas e equipes, nomes dos campeões, recordistas, sobre a cidade e mensagens dos colaboradores.

 

 

São montadas no ginásio, cerca de 30 a 40 mesas, fato muito raro nas competições no país.

Todos os coordenadores das regiões votam nas mudanças e implementações no regulamento e todo o balanço é apresentado a todos os coordenadores no congresso técnico, isto é, uma administração transparente gera credibilidade e longevidade da organização. Apoio e adesão total.

 

Apoio – A cidade de Ourinhos, através da prefeita Belkis Fernandes, ex-prefeito Toshio Misato, o secretário de esportes Newmar Sacks com a coordenação de Gregorio Coiradas, não tem medido esforços para realizar um excelente torneio e prometem entrar para a história do Intercolonial.

A Comissão Organizadora do Intercolonial é formada por Sergio Ueda (diretor Operacional), Fabio Shiray (diretor Financeiro) e Marcos Yamada (diretor Técnico). Conselheiros Minako Takahashi, Massaru Morita e Issui Takahashi.

 

 

 

Engenheiro Marcos Yamada

Há 30 anos na coordenação técnica do Intercolonial.

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

KARAOKÊ: Elzo Sigueta é reeleito presidente da Uni... Em Assembleia Geral Ordinária realizada no último dia 9, no auditório da Sociedade Civil Hiroshima Kenjinkai do Brasil, no bairro da Liberdade, em São...
MOVIMENTO JOVEM: 17º Movi-Mente reúne cerca de 120...   Durante nove dias, 120 jovens, a partir de 14 anos e de várias localidades do Brasil, Peru e Paraguai, participaram das atividades do 17º Movi...
BRASIL-JAPÃO: Missão Econômica pode trazer fábrica... O deputado federal Luiz Nishimori (PR-PR) embarcou na semana passada para o Japão como chefe da Missão Econômica e de Amizade que comemora os 120 anos...
ESPORTES: Virada Esportiva Oriental na Liberdade d... Você certamente já deve ter ouvido falar de karatê, kendô, sumô, aikidô, kung fu e taekwondo, artes marciais originárias de países asiáticos e, de cer...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *