TRADIÇÃO: 2º Tooro Nagashi da Paz da Capital incluirá fonte do Parque Ibirapuera

 

No próximo dia 5 de agosto, às 19h, será realizado o II Tooro Nagashi – Luzes da Paz da capital paulista, no Parque do Ibirapuera. O ponto alto deste evento será o momento solene de silêncio pela paz, realizado simultaneamente ao do Japão, que representará o respeito à vida e a busca pela harmonia entre os povos.

Pela primeira vez, a programação da celebração incluirá a Fonte Multimídia do Parque do Ibirapuera. O evento incorpora-se a outras atividades do mês de aniversário do Parque. Além disso, antecipando este evento, uma mostra fotográfica e exibição de documentários sobre a bomba atômica que atingiu Hiroshima e Nagasaki em 1945 será aberta ao público, no dia 26 de julho, na sede do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Brasileira e de Assistência Social, no bairro da Liberdade.

 

Lanternas - Luzes da Paz (Tooro Nagashi) será realizado no dia 5 de agosto no Parque do Ibirapuera (foto: divulgação)

 

Anualmente, no dia 6 de agosto realiza-se em Hiroshima, no Japão, a tradicional homenagem à Paz Universal, uma cerimônia para lembrar um dos episódios mais trágicos da história da humanidade – o primeiro ataque atômico, ocorrido em 6 de agosto de 1945, em Hiroshima – que se repetiu três dias depois em Nagasaki.

No Brasil, devido ao fuso horário, o II Tooro Nagashi – Luzes da Paz será realizado no dia 5 de agosto, sincronizando o momento de silêncio dos eventos, brasileiro e japonês, com o lançamento da bomba atômica sobre a cidade japonesa de Hiroshima, às 8h15 (20h15 no Brasil), há exatos 67 anos.

Realizado pelo segundo ano consecutivo na capital paulista, o Tooro Nagashi é  organizada pela Associação Religiosa Nambei Honganji Brasil Betsuin (Templo Higashi Honganji). Após o momento de oração, o público será conduzido pelo grupo de taikô da ABT – Associação Brasileira de Taikô ao deck em frente à Fonte Multimídia, quando participará do ritual do tooro nagashi,  a soltura das lanternas no lago.

 

organizada pela Associação Religiosa Nambei Honganji Brasil Betsuin (Templo Higashi Honganji) (foto: divulgação)

 

Em seguida, na fonte, está programada uma apresentação especial com a projeção de imagens na fina cortina de jatos de água, acompanhada por músicas como “Give Peace a Chance” e “Imagine”, de John Lennon; “A Paz” de Gilberto Gil; “Rosa de Hiroshima”, do Secos e Molhados; e “Heal The World”, de Michael Jackson.

 

Consciência ambiental – Por meio de atividades extracurriculares e multidisciplinares, foram ministradas aulas sobre a Cultura da Paz à escola estadual Professora Esther Garcia. Os alunos envolvidos também puderam aprender sobre o significado do tooro nagashi e sobre reciclagem, ao confeccionar, utilizando caixas de leite vazias e hashi descartados, as cerca de 1.000 lanternas que serão soltas no lago, no dia 5 de agosto, durante o evento no Parque do Ibirapuera.

 

Cerca de 1.000 lanternas que serão soltas no lago, no dia 5 de agosto (foto: divulgação)

 

 

Exposição e documentários 

Organizada pelo Centro Cultural Hiroshima do Brasil e Associação Nagasaki Kenjin do Brasil, a exposição fotográfica e mostra de documentários 1945 – O Ataque Nuclear a Hiroshima e Nagasaki, mostra que reúne cerca de 25 fotografias relacionadas ao ataque nuclear a Hiroshima e Nagasaki em 1945, prossegue até o dia 4 no Salão Nobre do Bunkyo.

Além disso, conta com a exibição de documentários sobre o assunto com o objetivo de promover a Cultura da Paz e a Não Proliferação de Armas Nucleares, visando despertar a consciência de todos, principalmente dos jovens, sobre os perigosos efeitos da radioatividade.

 

 

SERVIÇO

Tooro Nagashi – Luzes da Paz

Preservando a vida e harmonia entre os povos

Data/hora: 5 de agosto de 2012, domingo, a partir das 19h

Local: Fonte Multimídia do Parque Ibirapuera

Av. Pedro Álvares Cabral, s/n – São Paulo – SP

 

 

Exposição fotográfica e mostra de documentários

1945 – O Ataque Nuclear a Hiroshima e Nagasaki

Quando: Até 4 de agosto, das 9h às 17h

Local: Salão Nobre do Bunkyo – Sociedade Brasileira de Cultura Japonesa e de Assistência Social

Rua São Joaquim, 381 – 2º andar – Liberdade – São Paulo – SP

(próx. à Estação São Joaquim de Metrô)

 

 

Conheça um pouco mais sobre a tradição

 

Realizado pela primeira vez em 2011, na capital paulista, a primeira edição do Tooro Nagashi – Luzes da Paz foi um momento de prestar solidariedade às vítimas das catástrofes naturais do Japão, mas também de relembrar das vítimas do ataque nuclear a Hiroshima e Nagasaki, após o acidente em Fukushima.

Idealizado pelo Centro Cultural Hiroshima do Brasil, Associação Nagasaki Kenjin do Brasil, Associação das Vítimas da Bomba Atômica no Brasil e o vereador Aurélio Nomura, o evento foi marcado para 5 de agosto e aconteceu paralelamente à homenagem à Paz Universal, realizada em Hiroshima, que anualmente lembra os ataques nucleares a Hiroshima e Nagasaki.

Chouchin é a luminária japonesa feita de armação de bambu (de formato variado) coberta de papel ou de seda. Originalmente, era uma espécie de lanterna em que se colocava uma vela acesa em seu interior e era carregada na mão quando se saía à noite.

Usadas atualmente como elementos decorativos em diferentes ambientes, as luminárias também têm a sua versão nas lanternas que, originalmente, foram usadas nas habitações dos monges budistas (chamadas tooro), e desde então elas se transformaram numa luz que brilhava a noite toda num templo ou santuário.

 

O tooro nagashi – O Festival Bon (Festival de Finados) é celebrado em 15 de julho ou 15 de agosto dependendo da área do Japão (alguns utilizam o calendário lunar, por isso, a celebração acontece em agosto). A crença popular diz que o espírito dos ancestrais, nesse dia, retorna para as suas famílias.

Além das orações nos templos e altares familiares, muitas lanternas são acesas para guiar os espíritos em seu retorno para casa, e é por isso que este também é chamado de Festival das Lanternas. Por todo o Japão, ao anoitecer, promove-se o Bon Odori, a dança para confortar e entreter os ancestrais.

Terminada a estação do Bon, acredita-se, os espíritos retornam para os seus lugares e então é realizado o tooro nagashi, um ritual em que lanternas acesas são depositadas em rios ou mares, conduzindo os espíritos para que não se percam no retorno a sua origem.

Acredita-se que as lanternas possuem o poder de atravessar os outros planos de existência, por isso, para o tooro nagashi são inscritos nelas votos pedindo benção aos deuses para os antepassados e entes falecidos.

O ritual do tooro nagashi adquiriu significado especial após a explosão das bombas atômicas, também sendo realizado com o objetivo de homenagear e lembrar as vítimas da catástrofe nuclear e, consequentemente, reafirmar o compromisso com a paz, como valor universal e inquestionável. As luzes das lanternas são acesas para que sejam lançadas ao lago do Parque do Ibirapuera carregando pedidos de paz.

 

 

 

Redação

Redação

nippak@nippak.com.br
Redação

Últimos posts por Redação (exibir todos)

Related Post

LIBERDADE: A Subprefeitura da Sé promove Audiência...   Para discutir as melhorias no bairro da Liberdade, a Subprefeitura da Sé convoca o munícipe a participar da Audiência Pública da Liberdade n...
NIPPAK JOVEM: Rodrigo Rossi regravará “SOLDI...   RIO DE JANEIRO, RJ – 03 de Maio, 2013 – Yama-B, cantor japonês conhecido por ter sido frontman da banda nipônica de heavy metal Galneryus, p...
SHIGUEYUKI YOSHIKUNI: MORADOR DE BASTOS, CIDADE MA... Alto funcionário do Banco do Brasil, em Brasília, Agostinho Shinagawa chega a Bastos para gerenciar a agência local; é transferido depois de alguns an...
‘ESQUENTA’ PARA O TOSA MATSURI: Kochi realiza 1º A... A Associação Cultural dos Provincianos de Kochi no Brasil, através do Seinenkai (Departamento de Jovens), realizará neste fim de semana (4 e 5), das 9...

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *