TRADIÇÃO: Associação Inoshishi realiza 31º Encontro e celebra o Shinnenkai

Usualmente os japoneses que se encontram pela primeira vez, fazem as clássicas perguntas: Qual é o seu signo da astrologia oriental? Qual é a sua província natal, ou dos seus pais? Em que Universidade se formou? Com a informação do seu signo, tem a certeza da sua idade e se vai combinar com a dele. Se o Javali tem as características astrológica de ser amável, sensual, alegre, romântico, carinhoso, compreensivo, sensível, tolerante e atencioso, por exemplo, diz que é adorado pelo Macaco e que vai compartilhar com alegria sua abundância de recursos.

 

Associados celebram a chegada de um novo ano: Tikasawa reforçou o pedido para que evento continue (Foto: Aldo Shiguti)

Associados celebram a chegada de um novo ano: Tikasawa reforçou o pedido para que evento continue (Foto: Aldo Shiguti)

 

A Confraria do Javali, no Brasil, foi criada em 1983 por Fujio Tachibana e mais quatro personalidades nikkeis – Muneki Tikasawa, Eichi Isobe, Kiyoshi Mizumoto e Toru Nishi – com o objetivo em anualmente reunir os javalianos, no Shinnenkai (Ano Novo), para congraçamento e integração. Onde pode se reunir de 8 a 9 gerações de forma democrática, todos os gêneros, ricos ou pobres, de todas as religiões, de todas as ideologias, das variadas profissões, de todas as nacionalidades. Hoje, é uma das mais atuantes.

 

Tikasawa e Oridio (D) com Issao Nakamura e Haruo Takano (Foto: Jiro Mochizuki)

Tikasawa e Oridio (D) com Issao Nakamura e Haruo Takano (Foto: Jiro Mochizuki)

 

No último dia 20, a Associação Inoshishi, presidida atualmente por Muneki Tikasawa, realizou a 31ª edição do Shinnenkai dos javali, nas dependências da Associação Miyagui Kenjin do Brasil, no bairro da Liberdade.

O evento reuniu cerca de 100 pessoas, entre associados e simpatizantes – incluindo muitos não descendentes de japoneses. Tikasawa se orgulha ao lembrar que o encontro só não foi realizado em duas oportunidades: em 1989, pelo falecimento do Imperador Showa, e em 1997, quando da invasão da Embaixada Japonesa em Lima (Peru) pelo Sendero Luminoso.

Em seu discurso, Tikasawa frisou que “este tipo de encontro é bom para estreitar o relacionamento entre os nascidos sob o signo do Javali e entre seus familiares”. Destacou que em 2015 “a política e a economia não entenderam” e por isso o país viveu um ano “turbulento” na economia, que deixou mais de nove milhões de pessoas desempregadas nos mais diversos segmentos. Não bastasse, lembrou ele, os preços foram remarcados “lá pra cima”.

 

 

“Mas 2016 é o Ano do Macaco, um animal ligeiro e esperto, que atinge seus objetivos. Como no provérbio japonês, “Mizaru”, “Kikazaru” “Iwazaru”, ou seja, “não olhe para o mal, não escute o mal, não pronuncie o mal”, precisamos pensar muito para enfrentarmos essa situação”, finalizou Tikaswa.

Antes do jantar, foram apresentados os membros da Diretoria, formada por: Muneki Tikaswasa (presidente); Oridio Shimizu (1º vice-presidente); Mario Shimabukuro (2º vice-presidente); Wilson Igawa (3º vice-presidente); Clineu Ida (diretor social); Eduardo Yoshida (secretário); Rubens Watanabe (diretor); Hélio Yamamoto (diretor). Na ocasião, foram homenageados dois javalianos de 93 anos, Issao Nakamura e Haruo Takano.

No encerramento, Muneki Tikasawa solicitou a participação de todos para que o encontro possa ter continuidade.

(Luis Hanada e Aldo Shiguti)

 

ALDO SHIGUTI

ALDO SHIGUTI

Redator-chefe
ashiguti@uol.com.br
ALDO SHIGUTI

Últimos posts por ALDO SHIGUTI (exibir todos)

     

    Related Post

    MOGI DAS CRUZES: EMPRESAS PODEM USAR LEI DE INCENT... O Akimatsuri – Festa de Outono, realizada pelo Bunkyo de Mogi das Cruzes, foi um dos projetos selecionados pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC) para ...
    JOJOSCOPE: Lufe Gomes: uma viagem ao interior, lit... Matéria originalmente produzida para a revista Hashitag   Fotos: Lufe Gomes     O fotógrafo Lufe Gomes trabalha para revistas d...
    WILLIAN WOO: Os partidos políticos não estão mais ... Para o deputado federal William Woo (PV-SP), num primeiro momento é difícil realizar qualquer análise do ano sem antes mencionar o quadro de instabili...
    PARÁ: Governo do Japão pretende investir no setor ...   A viagem de uma comitiva paraense ao Japão e a realização da I Feira Internacional da Pesca, em Belém, foram os temas de uma reunião realiza...

    Faça seu comentário

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *